domingo, 11 de janeiro de 2009

Notas Soltas

1- Agradeço a Hugo Correia "a lembrança" que enviou, num comentário, sobre um debate, com José Sócrates, na Assembleia da República, em 30 de Abril de 2008, lembrança que referi no meu artigo do Sol, edição de ontem. Foi muito oportuna essa lembrança.
2- Esclareço o autor de um comentário ao post Os Sabichões, sobre o que eu afirmei, em 4 de Dezembro de 2008 ( tal como, também, recordo no referido artigo do Sol): disse que José Sócrates não quer eleições legislativas depois das europeias. Foi isso mesmo, aliás, que o actual Primeiro -Ministro admitiu, na referida entrevista à SIC.
3- Quanto às contas da C.M.L., sobre as quais um autor anónimo de um comentário solicita uma reacção minha a notícias recentemente publicadas, quanto a esse e outros temas, CALMA! Tenho lido e ouvido tantas, nesta fase, desde há meses, que é só mais um tempo. Tenho recusado vários e simpáticos convites de todos os principais espaços de entrevista em Portugal, na R.T.P., na S.I.C. e na T.V.I., para além das rádios e da imprensa escrita., desde antes, e já depois, de ser confirmada a candidatura à Câmara Municipal de Lisboa.
Muito têm feito, engendrado, dito, comentado, noticiado, repetido. CALMA.Não escolhem o tempo que eu considero adequado. Nem o espaço. Com a Graça de Deus, será com CALMA.
.

9 comentários:

BaBy_BoY_sWiM disse...

Sr. Pedro Santana Lopes,

Como madeirense e madeirense, gostaria de saber a sua opinião de uma possível candidatura de Alberto João Jardim à liderança do PPD/PSD. Estaria disposto a apoia-lo, da mesma maneira que ele o fez nas últimas eleições?!

Acho que é verdadeiramente importante para todos nós, sabermos a sua opinião!

Já agora, acha que a líder do PPD/PSD tem condições para continuar na liderança?

Os melhores cumprimentos.

Anónimo disse...

O tempo traz-nos sempre uma visão preciosa de nós mesmos e dos outros.
Que diferente teria sido o caminho consigo, mais perto dos que precisam e muito longe dos que já tendo tudo ainda querem mais.
Recordo as políticas fiscais que se preparavam e que levaram "a finança" deste país em associação com o Sr Presidente Jorge Sampaio a dar o golpe constitucional.
Mas deixe lá, o Sr Presidente actual, vai ter de escrever outro artiguinho daqueles da boa e má moeda, só que desta vez, as moedas são duas...se bem me entende.
Enfim as coisas valem o que valem sobretudo quando são hipócritas e cínicas.
Sei que a sua forma de fazer e estar na política nunca passaria por esta babárie. É pena que dentro do próprio partido social-democrata confundam política social e humana com populismo.
Populismo é o que o PM está a fazer, isso sim é populismo e do pior.
A história recente e a que está por se fazer dar-lhe-há razão.
E extraordinário que dentro do PSD não tenham percebido isto abrindo uma caixa de pandora logo na noite das eleições em que o menino de ouro ganhou. Só que o menino é de liga de estanho e daquela piorzinha de todas. E ainda vai fazer mal a muitos bajuladores de ocasião e oportunistas de conjuntura.
Sei que é uma pessoa de valores humanos firmes. Este tempo passado trouxe-lhe por certo amadurecimento interior. Não se deixe enganar pelos lobos vestidos de cordeiro, mas não hesite em reagir com firmeza a tanta mentira e impropério. Sempre com os papelinhos que é assim que se tem de fazer em Portugal. É por isso que o Dr Paulo Portas gosta tanto de fotócopias e tem toda a razão.
Veja o caso dos submarinos encomendados pelo governo de António Guterres que toda a gente diz que foi ele que comprou.
Este país é maravilhoso. Em postais. Papelinhos...papelinhos na mão é o meu conselho amigo.

Boa sorte e muita saúde,

Ernesto Sousa

Taxista disse...

Caro Dr.
Tenho assistido ultimamente a várias pessoas de varios quadrantes surpreendidos, mas porqué PSL não esclarece não fala.
Calma! Muita calma! Não tenho lições a dar-lhe, acredito e tenho consciência que a sua lealdade para com o povo português é grande, e de volta a Lisboa.
As rasteiras que lhe têm estendido são grandes, umas a seguir às outras, de todos os quadrantes, jornalistas, PP e MRS.
O povo não esquece e tem memória.

Jorge Lynce disse...

Concordo em absoluto consigo. O silêncio é uma arma poderosa, que usada com inteligência, causa mossa a quem nos pretende atacar. Queria só deixar-lhe mais um conselho: não vá na conversa dos jornalistas, sejam eles quem forem, e desconfie sempre das hipotéticas boas intenções da comunicação social no geral, todos sabemos como muitos "estão feitos" com o actual governo, e, se calhar, muitos até são portadores do "cartão rosa". Mas vamos ás eleições.
Com esta série de actos eleitorais em 2009, um novo ciclo se vai abrir na vida do PSD. Espera-se, que este novo ciclo devolva um PSD forte e combativo, independentemente do nome do líder. Ferreira Leite também não é, em meu entender, a pessoa com o perfil ideal para Presidente do PSD, mas é a líder que temos, e é ao lado dela que teremos todos que estar, sem divisionismos e guerrilhas internas, todos unidos contra o inimigo comum, isto se queremos ganhar as eleições Europeias, Autárquicas e Legislativas.
Acredito que, se nos apresentarmos como um partido forte e coeso, a falar a uma só voz, seja quem fôr o líder do PSD, fácilmente ganhará a Sócrates e ao PS.

Chef F disse...

Caro Pedro (permita-me que o trate assim, mas quem "dá a cara" num espaço deste tipo certamente não verá neste tratamento qualquer tipo de indelicadeza),

Por este ser um post "neutro" deixo aqui este comentário /pedido de opinião.

O restaurante "Vírgula", um projecto de restauração de qualidade, dos poucos que conseguiu vingar na capital portuguesa (conseguindo aliar qualidade de produto e serviço com casas quase sempre cheias) vai fechar.

O restaurante "Vírgula" fica na zona do Cais do Sodré, num "armazém arrendado" à Administração do Porto de Lisboa. Ponho o "arrendado" entre aspas porque não se trata propriamente duma renda. Trata-se, isso sim, duma vergonha.

A Administração do Porto de Lisboa tinha uns armazéns devolutos ali para os lados do Cais do Sodré. Resolveu - e bem - entregá-los a entidades privadas que se encarregariam de os reabilitar e consequentemente reabilitar aquela zona, pelo menos do ponto de vista funcional. Aos privados saíram armazéns inutilizáveis, que obrigaram a avultados investimentos. Ou seja, construíram de raiz edifícios novos, que são propriedade da APL embora esta não tenha gasto um cêntimo na sua reabilitação. Em troca por tal serviço a APL cobra uma renda mensal de 10000 euros. É assim que se apoia a reabilitação urbana - oneram-se os privados com as obras de reabilitação, oneram-se os privados com o risco de assumir um projecto de qualidade numa zona tão abandonada e "arriscada" como o Cais do Sodré, e ainda se lhes dá de presente uma renda com valores do tipo de "centro comercial" - sem os respectivos fluxos de público que uma superfície desse género tem inerentes.

Veja-se outro exemplo, a meu ver correcto, em que tudo funcionou ao contrário. O restaurante Eleven. Construção de raiz, assumida na íntegra pelos privados que ficaram com a concessão do espaço. Finda a concessão o edifício reverte para o Município. E durante a mesma, a renda é simbólica, já que o investimento municipal foi nulo e o ganho patrimonial, ainda que a longo prazo, é visível e palpável.

O que pensa desta forma de actuação da APL?
Pode a cidade de Lisboa dispensar, por um lado a reabilitação funcional e arquitectónica de zonas como o Cais do Sodré, e por outro restaurantes com patamares de qualidade como o Vírgula?

P.S. - Não tenho qualquer ligação, profissional, pessoal, familiar ou outra com ninguém envolvido neste projecto de restauração, fui apenas seu cliente e sou um cidadão inconformado.

Ricardo Araújo disse...

Boa tarde Dr. Pedro Santana Lopes as movimentações já começaram, ou dizendo melhor a pré campanha iniciou-se.
Neste momento é necessário ter calma, como diz V. Exa., mas acima de tudo é necessário reunir um bom elenco, gente capaz de mostrar o seu melhor, não se esqueça que as armas vão estar apontadas todas contra si e é necessário ter em mente que qualquer escorregadela será o fim do "artista".
Dr. Pedro sei que V. Exa. tem capacidades para vencer este seu desafio, sei também que todas estas movimentações são com receio da sua candidatura, pois eles sabem do que V. Exa. é capaz e do que é capaz os Lisboetas.
Dr. Pedro não se esqueça da juventude como eu, pois eles são o futuro deste País e sem o seu apoio dificilmente se conseguirá chegar ao objectivo.
Quanto ás entrevistas não se pode precipitar, vai haver muito tempo para entrevistas e debates, devendo V. Exa. nunca se esquecer que as ratoeiras são mais que muitas.
Não podemos nem devemos deixar que o passado tome conta do presente, fosse ele bom ou mau, devemos acima de tudo falar no presente e futuro, pois é do presente e do futuro que os Portugueses e os Lisboetas em particular no seu caso, devem reflectir.
Um grande abraço, cordialmente.
Ricardo Araújo.

Nuno disse...

Caro Dr. Santana Lopes,

Em primeiro quero dizer-lhe que sou uma pessoa que não têm uma preferência politica. Sou um observador atento da acção governativa e legislativa. Ainda me lembro da sua fugaz passagem pelo governo, aonde foi claramente sabotado pelos seus camaradas do PSD e aonde os media tiveram um papel fundamental para denegrir toda a sua acção como primeiro ministro. Tive pena que não pudesse prosseguir já que tenho uma admiração pela sua postura política.Vejo que é um politico que se preocupa com o bem estar dos portugueses e que têm uma visão aonde o principal objectivo é criar condições para sairmos deste beco sem saida. Infelizmente na ultima campanha eleitoral para as legislativas o povo português preferiu seguir outro caminho que hoje apresenta resultados mediocres. A vida é feita de injustiças e espero que um dia seja lhe dada a oportunidade de mostrar o que vale como primeiro ministro. Sobre a sua candidatura a CML desejo-lhe a maior das felicidades e que ganhe ao PS. Por agora tiro-lhe o chapéu pela sua conduta já que o seu silêncio está a deixar o PS a beira de um ataque nervos. Estas últimas noticias demonstram que incomoda muita gente tanto do PS como do PSD. Espero que saia vencedor nesta disputa já que Lisboa merece um presidente da camara competente.

Com os melhores Cumprimentos,
Nuno

Flor do Vale disse...

A calma neste caso significa sapiência! E é com satisfação que vejo muita sabedoria no modo como tem sabido gerir a sua conduta neste processo. Sou uma observadora que também gosta de intervir quando considero ser esse o momento certo para o fazer. Se houver ataques, eles não me fazem cair. Incentivam-me a prosseguir e a demonstrar que os valores não são abalados à mercê de considerações alheias. Nessa postura bebo da fonte que me inspirou durante anos a fio: o Pedro. E é com orgulho que continuo a ver em si uma referência. Tenho os meus receios e não vou deixar de lhos manifestar. A confiança é muita mas o conhecimento da sua humanidade leva-me por vezes a temer que se deixe levar por ter um coração imenso na vontade de ajudar os outros e infelizmente nem todos os que se aproximam de si nestas alturas merecem essa atenção. Tranquiliza-me porém que um grande amigo de longa data (grande Lobo!) esteja sempre consigo nas frentes de combate, também ele muitas vezes atacado pelas manifestações que protagoniza quando se opõe a alguma coisa. Também ele um Homem com um grande sentido de dever e leal aos seus princípios. E podemos muitas vezes discordar das suas visões mas é uma pessoa presente e capaz de oferecer o melhor que tem.
Quanto à sua calma que a muitos incomoda, só posso dizer: Continue assim!

Joaquim Alves (Sertã) disse...

Caro Pedro Santana Lopes, sei que vai ser dificil, mas Lisboa vai ganhar mais uma vez, as pessoas não esquecem quem tanto de bom trouxe a Lisboa, e queria trazer ao país, mas não o deixaram. Rasteiram-no de todos os lados, mas não caíu, nem cai. Porque PSL é dos politicos em Portugal com mais seriedade e por isso vai ganhar a Câmara de Lisboa.
Um grande abraço,
Joaquim Alves (JSD/Sertã)