terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Os Sabichões.

Afinal quem é que não tinha, ou tinha, razão quanto às intenções do Primeiro - Ministro sobre alterações ao calendário eleitoral?

É precisa muita paciência para aturar o ar supostamente superior que alguns seres exibiram, nomeadamente, quando comentaram o que eu disse, há cerca de um mês, sobre este tema.

39 comentários:

Luis Melo disse...

Peço desculpa pelo termo violento, mas só um burro com antrolhos não via as intenções do PM em relação ás eleições.

Esses senhores de que fala são tão bons a analisar política como esses novos politólogos que andam por aí.

Enfim... homens que vivem da política nunca conseguirão analisar seja o que for. Porque a política não é um negócio.

antónio disse...

Boa tarde.

Mais uma vez Marcelo Rebelo de Sousa deu um tiro, algures, entre a água e o seu próprio pé.

Aguardo, agora, a devida retratação analítica do renomado comentador. Ou daí talvez não, e lá vou assistir a mais um número circense de «plasticina política».

Gustavo Santos Costa disse...

Não há, volta atrás tempo, que o que precisamos não está lá...
Muitos dos votantes PS nas últimas eleições, além de estarem arrependidos, neste momento, perguntam-se:
- O que é que eu fui fazer?
Um primeiro ministro com o discurso de:
- "Eu só sei que nada sei"

Entregaram o País a esta corja de incompetentes e ainda pedem maioria.

Concordo com o que diz o Luis Melo e quem ouviu depois o "Prós e Contras" com sabedoria vai dizer a este Governo:
- "Basta"

Um abraço

Gustavo Santos Costa

miguel vaz serra disse...

Dr.Santana Lopes
Se a entrevista do PM tivesse sido há 3 meses,eu até diria que mais uma vez conseguiria enganar os que votaram nele...Mas ignorância e estupidez tem limites até nos votantes do PS.
Apesar da total incapacidade dos jornalistas, e quero realçar bem isso,incapacidade total e quase patética dos jornalistas que mais pareciam uns aprendizes do 1º ano do curso de Jornalismo,o PM desta vez enterrou-se até aos últimos grisalhos.
Aquilo parecia um discurso eleitoralista Venezuelano.Nós fizemos,nós conseguimos,nós atingimos,nós,nós e nós e depois esqueceu-se que estava na televisão e adoptou a postura de C.de ministros dizendo ,eu,eu,eu e eu.
A dívida externa não é importante,claro,ele já não estará cá para a pagar quando a coisa ficar bem preta...Patinou,qual bailarina sobre o gêlo,quando falou do orçamento e os jornalistas nem esse momento aproveitaram para o desmascarar...Apresentou mais um imenso pacote de "faremos" já habitual nas divagações deste PM que depois NUNCA cumpre...Sempre que se referiu ao Governo falou na 1ª pessoa,tique claríssimo do imenso egocentrismo do Senhor Pinto de Sousa...eu,eu,e eu e mais eu...Não respondeu ás perguntas que lhe eram feitas.Mas nunca.
Deu sempre a volta fazendo propaganda política da sua visão sem que os jornalistas o travassem,incompetência crassa dos mesmos...Mentiu dizendo que vinha á entrevista sem sequer estar a pensar nas eleições e depois na mesma disse que queria as mesmas conjuntamente,Europa e AR...mas a mentira é rasgo no mesmo..já ninguêm acredita nele,dá igual o que diga...Veio outra vez dizer que a direita não diz o que quer fazer e que só o critica...Quando tudo o que se apresenta na AR,seja da parte do PP ou do PSD,é votado contra pelo PS e passados uns dias é apresentado como ideia dos (ex)Socialistas e o PS vota a favor...Demora 10 minutos a dizer uma frase para fazer esgotar o tempo da entrevista e os incapazes dos entrevistadores não o desmascaram nisso nem o travam....esperteza saloia que só resulta com interlocutores inexperientes...Não falou em baixar os impostos nem parece querer fazê-lo quando toda a Europa já o fez e toda a gente sabe,até este servidor,que Espanha os baixou e tem um IVA de 16%,sim ,aqui mesmo ao lado,com uma gasolina a menos 40 cêntimos por litro e que enquanto não estivermos a par com a irmã Ibérica não vamos a lado nenhum....e eu faço uma pergunta como mínimo pertinente.QUANTAS PROMESSAS FORAM CUMPRIDAS DESDE 2005?Algum Jornal neste País tem a coragem de publicar as mesmas e ao lado pôr como ou o que foi feito,uma a uma?O saldo das entrevistas mede-se agora pela capacidade de calar os jornalistas ou a quantidade de mentiras que se consegue dizer na mesma?É isso um saldo positivo?É por isso que se diz que se saiu muito bem?É como aqueles que fogem aos impostos e por isso são considerados espertos?Saiem-se bem..?O faz de conta é aplaudido?É que eu fiquei de boca aberta ao ouvir comentadores dizer que o PM saiu-se muito bem porque não deixou que os jornalistas falassem!!!!Isto é o cúmulo.
Portanto Dr.Santana Lopes,não se indigne com o que esta gente dos média faz,ou tenta,contra o Senhor,porque a medição do que é politicamente correcto está a rubro.Aqui não importa quem fala verdade ou é competente e mostra trabalho feito....é quem tem capacidade de calar os outros,levar a sua palavra avante mesmo que seja uma "catrafada" de propaganda ideológica que nunca foi cumprida...
Só gostaria de saber quem cala os média em Portugal.
Talvez haja uma nova PIDE e ninguêm se tenha dado ainda conta...ou o tacho é tão grande que há dobrada( comida tradicional da Covilhã )para todos.....

Anónimo disse...

Não só tinha razão, como alguns têm que reconhecer que o Dr. Pedro Santana Lopes é porventura o político da oposição que melhor consegue antecipar o jogo político do PM. E de igual modo, julgo que será também aquele que ele e o PS mais temem. E não só em Lisboa.

E isso se calhar é algo que tais politólogos não gostam de falar...

CM

Anónimo disse...

Portugal tornou-se um país de profetas e de profecias...
Arnaldo S.

mf disse...

E o Dr. Constâncio acaba de dar mais uma pirueta e de reconhecer como o oásis socrático está a secar...

Lynce disse...

É óbvio que deste Primeiro-Ministro já não esperamos mais nada. Penso até, que o homem tem momentos de pouca lucidez, em que já não diz coisa com coisa. Quanto à antecipação das eleições, Cavaco pode, aceitar, ou não, a demissão do governo. Não vislumbro, porém, razões políticas que levem o Presidente da República a aceitar a demissão do Primeiro-Ministro. Uma coisa é certa, se Cavaco ceder aos interesses eleitoralistas do PS e de Sócrates, jamais contará com o meu voto para uma possível reeleição à Presidência da República.
Em momento algum votaria num candidato à Presidência, que de forma directa e quase a roçar o escandaloso, estivesse a facilitar a vida a alguém que vai ficar conhecido, como o 1º Ministro que bateu todos os recores de desgraças em Portugal.

ASL disse...

Pior do que o que é descrito do post, para mim, é mesmo já ser normal, banal e aceitável que um PM esteja numa entrevista como José Sócrates esteve!

Foi lamentável na forma porque manteve a sua arrogância, a sua altivez, a continuar a passar os seus atestados de burrice às pessoas que com ele falam e a sua falta de humildade. Basta ver as caras e os olhares de esgar que faz sobretudo ao Ricardo Costa, ou o desprezo que dá a certos comentários.

Mas também no conteúdo (ou na falta dele), por com uma habilidade manhosa e já insuportável, fugir a perguntas. Ficou-me especialmente atravessada aquela da mudança no OE 2009 dos milhões que o Governo que se lhe seguir (em 2013) vai ter de pagar pelas obras públicas que Sócrates está a empreender. Pelo menos temos a garantia de que naquele ano não se vai recandidatar.

Jorge Dinis disse...

Por isso, desde o primeiro momento que foi candiadato nas "directas" teve o meu apoio incondicional.
Aliás, continuo a dizer que o Senhor seria o opositor, NAS PRÓXIMAS LEGISLATIVAS, de mais facilmente derrotar o "chefe da propaganda" (leia-se; actual PM)quando, em debate directo, lhe apontasse "o dedo acusador" a todas as mentiras e falsidades que lhe permitiram ganhar as ultimas legislativas em confronto; então, consigo, enganando quase todos.

Manuel.Ota disse...

Dr. Santana Lopes

Ainda bem que falou. É preciso que pessoas como o Senhor Dr. fale e desperte a atenção da opinião pública.

A maioria das pessoas anda tão aflita e cansada que não tem tempo nem motivação para fazer o trabalho critico de toda a informação e desinformação que lhe chega, imposta violentamente pelos media.

Tenho admirado a forma como o Dr. Santana Lopes tem usado da palavra: oportuna, certeira, sintética. Continue. Faça ouvir a sua voz. E no meio dos silêncios que o Sr.Dr. faz ela ouve-se ainda melhor.

Anónimo disse...

Explique-se lá melhor: o sr. disse que Sócrates se demitiria para antecipar eleições. Ontem, o primeiro-ministro não disse nada disto. Disse que prefere que se realizem as eleições autárquicas e legislativas em datas diferentes. Ora, as autárquicas, marcadas pelo Governo, realizam-se entre 22 de Setembro e 14 de Outubro; as legislativas são marcadas pelo Presidente da República e realizam-se entre 14 de Setembro e 14 de Outubro; as europeias em Junho, igualmente marcadas pelo Chefe do Estado. Que eu saiba será possível realizar as legislativas e as autárquicas em datas diferentes sem que Sócrates obrigue Cavaco a antecipar as eleições, como o sr. afirmou há cerca de um mês. Quem é o sabichão, quem é?

Miguel Matos

A Tasca do Tijoão disse...

Se fosse o Dr. o nosso primeiro já essas carpideiras já tinham pedido sangue! Há muito tempo e por menos !

Ricardo Araújo disse...

Boa noite Dr. Pedro Santana Lopes pena é que os comentadores agora não venham a terreiro retratar-se.
Em relação a entrevista do nosso PM só me resta dizer que foi o início da campanha eleitoral e como medidas anunciadas tivemos uma mão cheia de nada.
Temos um PM que não consegue antecipar-se seja ao que for, só sabe andar a reboque dos outros, temos ainda um PM que acha que os Portugueses têm uma dívida para consigo devido as medidas que tomou, e o que constatamos é que o País esta mais endividado do que nunca e que os Portugueses nunca viveram tão mal como agora.
A única coisa que me entristece nisto tudo é que na actual oposição não consigo vislumbrar alguém que consiga fazer algo por este País, bem como dê confiança aos Portugueses, assim sendo não resta mais nada ao povo Português senão cruzar os braços e esperar que alguém apareça num futuro próximo, com um plano estratégico para o futuro do nosso País, levando de volta a esperança a todos esses Portugueses.
Um grande abraço, cordialmente.
Ricardo Araújo.

silva disse...

Caro Pedro
São tantas ou tão poucas, umas atrás das outras...
A má moeda...todos assistimos ao colapso da boa sem podermos fazer nada...embarcamos, ou melhor fizeram-nos embarcar num barco e o comandante saltou fora.
A sondagem e encomendada, até quando teremos que pagar a boia oferecida a Balsemão?
PSL está louco!!!Viu-se.
Os portugueses estão atentos e não são estúpidos, muitos por pudor não tiram cursos "via expedientes", e sabem destinguir entre eleições autarquicas e legislativas, sabem que será impossível acudir a todas as empresas.
O povo soberano saberá escolher, caso não haja manipulações e outras manhas...expedientes com que temos vindo todos a ser ludibriados.
Bem haja!

Conta-Corrente disse...

Sócrates consegue ser bom mesmo quando todos sabemos que está a mentir.
Até na entrevista se percebe a forma selectiva como pretende salvar as empresas.
"Salvem os cartões Rosa"

Nuno Camilo disse...

Caro Dr. Pedro Santana Lopes

Devo concordar que fez mais uma vez uma antecipação do jogo do inimigo. Para uns é um politico nato para outros... teve sorte.

Portugal e o mundo tem destas injustiças. O problema foi o presente envenenado.... Lisboa será uma oportunidade de redimir e silenciar essas "picaretas" pensantes.

Um abraço e até breve
Porque eu vou andar por aí.... em Lisboa.

fantasma de chelas disse...

0,8 tem a certeza Senhor Governador, Dr Vitor Constâncio?
Não! O Senhor Governador sabe fazer contas.
É exactamente a diferença entre 2,8 e 3,0!
Mas! Tens a certeza que é esta a margem?
Cá para mim és um ganda cozinheiro?
Ó Pedro esquece!
Como dizia o Sr. Augusto Gonçalves a lição tá estudada!

Rui Cardoso disse...

Neste nosso Portugal de coincidências, reparou que a 1ª entrevista do ano do PM foi por mera coincidência na véspera da apresentação do relatório de Inverno do Banco de Portugal?
Será que poderia causar embaraço ao nosso PM começar o ano a ser logo confrontado com a recessão "efectivamente decretada" pelo BP?
Eu como gosto muito de acreditar na honestidade do nosso PM, acredito que foi mesmo coincidência.
Cumprimentos e força para Lisboa, o erro de casting, António Costa, deve seguir com a máxima urgencia para a Marmeleira.

Anónimo disse...

Destes socratizados óbvios não há temor a reter, por óbvio ser o seu mamar diário, por normal ser este tipo de gente existir... o que mais medo faz é o que não se sabe, ou, pelo menos, a maioria desconhece. A estratégia de Manuel Alegre, homem perigoso e com o saber dos mais velhos... impiedoso! Alegre não quer fazer um novo partido, Alegre quer desacreditar o Bloco de Esquerda, como queria fazê-lo ao PCP, mas estes não lhe deram espaço, por, como ele, serem velhos e sabidos. O que Alegre quer é manter um PS grande, com Sócrates, para já, para, depois recuperar o "seu" PS, aquele que se lhe dirigia com reverência, mesmo que tenha de engolir umas salamandras... Alegre espera "A Queda" de Sócrates para reaver o seu PS. Alegre não quer deixar a História a que tem direito por uma birra ou melindre, Alegre é velho demais para melindres, e se o mostra são mera estratégia. Alegre quer apenas desaparafusar a esquerda à Esquerda do PS, para que a sua comandita possa crescer... dentro do PS, o seu partido de sempre e para sempre. E se os tolos do BE acreditam que vai ser de forma diferente, estão pior que tolos, estão enganados. Qual convergência de esquerdas qual carapuça, Alegre só conhece uma convergência, a sua... Mas que o senhor é inteligente, lá isso é... ou os outros tipos são burros! E Sócrates, que tem com ele dois tipos muito espertos, a raiar a inteligência, sabem-no bem e usam esse saber. Sabem que Alegre não sairá e sabem que Alegre é comestível de uma só forma: fazer de conta que é ele que detém o controlo. Só as mulheres agem assim. OU quem como elas pensa ou quem com elas aprendeu. No meio disto tudo, o mexilhão, e nós sabemos o que sempre acontece a este molusco...
RIBO.

Anónimo disse...

A mais recente entrevista do PM, na melhor tradição picareta falante só veio provar aquilo de que desconfiava à muito tempo e que até tenho comentado aqui neste espaço de liberdade. Este PM, não tem envergadura política e cultural e, mais, não tem experiência de vida, sendo um produto da nova escola e viveiro de políticos da Academia Bidelberg do Partido Socialista. O problema destas pessoas, e isto não tem nada de pessoal, é que são teóricos da dialéctica e da demagogia, mas nada sabem da vida, porque nunca passaram as etapas de aprendizagem necessárias para terem sensibilidade e inteligência para lidar criativamente com os problemas: são teóricos apenas que viveram sempre dentro e por dentro dos meandros do estado e da política.
Há já três anos que o país é destruído por uma política fiscal e social, profundamente errada.
E como diz uma célebre lei da física, de Gumperson, o pior que está para acontecer,acontece no pior momento.
Após ter destruído o que restava do país internamente, eis que um factor exógeno - a crise mundial - vem ensinar a este PM, homem arrogante e desprevenido o que a vida não lhe deu de experiência: há coisas maiores do que nós e convém sabermos ser humildes sempre e, anteciparmos não a nossa glória que é sempre vã, ou não fossemos finitos,mas a nossa prudência e julgamento, sobretudo quando se trata de decidir sobre a vida dos outros, esses sim, que ficam após termos passado pela ribalta.
Este PM que dirigiu e foi intéprete de uma política inútil e
destruidora da classe média, tirou o miolo ao país e queria o quê, que ele resistisse oco à pressão externa?
Os seus ministros apagados, foram de um seguidismo perturbante.
Queria que a sua política de favorecimento dos mais ricos, ajudasse os pobres?
Queria que as empresas que favorece, ajudassem alguém?
Queria que o dinheiro que distribui a rodos aos "amigos do estado" servisse para alguma coisa?
Pois não serve.
E ainda pede uma maioria absoluta?
É preciso ter lata? Não, é só preciso ser de facto muito pouco inteligente e pensar que se é mais esperto do que os outros.
Como se em Portugal não existissem pessoas honestas e capazes em todos os partidos. Como se não fosse possível governar em coligação.
O futuro trará talvez um governo de iniciativa presidencial como única forma de os portugueses ainda renovarem a esperança em alguma coisa.

Os factos são simples, estávamos melhor no tempo em que o Pedro governou. That's a fact".
Temos pena mas é mesmo assim Sr PM.
É verdade o PSL ganhou-lhe aos pontos no jogo do tempo. E ganhou ao Sr Jorge Sampaio, que como todos sabem é autor da frase profunda "há vida para além do défice!".
E Bagão Félix ganhou a Teixeira do Santos... e de que maneira!!!.

Sócrates até pode ter uma maioria absoluta outra vez, o país já estará morto para assistir a essa exacerbação. Estará morto e estar-se-há nas tintas para isso. A vitória de Sócrates é sempre uma derrota para Portugal seja qual for o ângulo de análise.
O homem não percebe patavina de história ou de política. Chocados com a frase "o país está de tanga", eis-nos levados à fase: "dêem-nos a vossas parras por favor, que já gastámos as tangas que os outros deixaram".
Não tem plano, não tem ideias, e em breve não terá sequer contribuintes para alimentarem a sua total incapacidade de liderança.
Não é um estratega, não é um comandante, é apenas um cobrador de impostos. É o grande cobrador português dos pobres para safar os ricos com frases feitas e areia fina a pataco para os olhos do povo.

E não esquecer, em 2013 acaba-se o grande peito europeu, esse que tem sido ama de leite de tantos bastardos e filhos de conveniência.

É melhor começarmos todos a usar "the little grey cells" como dizia o inesquecível Poirot interpretado por Peter Ustinov.

Ernesto Sousa

carlos disse...

Meu caríssimo Dr Pedro Santana Lopes,com os meus cumprimentos e uma boa noite.
Peço desculpa por começar por dizer ao Luis Melo que deve ter pouco conhecimentos àcerca de burros.É evidente que por definição o burro é um burro!
Ora a circunstância de,mais uma vez,o Dr Santana Lopes ter previsto a golpada do Sócrates torna toda aquela gente que conhecemos e aquela que aparece depois do acontecimento ter ocorrido como burros.Ninguém,na altura da golpada do Guterres,se apercebeu que o tipo estava a legar o Portugal que temos hoje.Por outro lado,a ânsia de Durão Barroso em ser PM cegou-o e o PS agradeceu.O Dr Santana Lopes foi quem pagou a factura da estupidez do PSD.
Onde estão os Marcelos,os Pachecos?
Queria lembrar-lhe que o País era uma maravilha antes do Dr Santana Lopes ter chamado o boi pelo nome.
Depois,pois...isto não está bom,mas...estamos em recessão.
Luiz de Melo,o Dr Santana Lopes é um político e só negociantes de meia tigela e assalariados com empregos acima das suas capacidades
é que não gostam dele.Veja qual dos economistas e dos engenheiros da Banca gostavam dele?
Poderá,agora,ser diferente!...oxalá que sim!
Um abraço do
C.Monteiro de Sousa

Anónimo disse...

Boa dr Pedro
Este Marcelo de facto não acerta uma !!!! Até faz dó.
Abraço
RG

Anónimo disse...

Curioso verificar como o senhor que se diz tão paladino da liberdade e da verdade não aprovou o meu comentário que desmentia este seu post de auto-exaltação com factos concretos. Adiante.

Miguel Matos

Anónimo disse...

Boa Noite Dr
Hoje que foi destaque num jornal diário o chumbo do tribunal de contas às suas contas na Câmara Municipal, deve ter sido coincidência a abertura de um telejornal com o plano de contingência da Câmara Municipal devido ao Frio que se avizinha. Repare que a abertura da sic foi sobre o pedido de ajuda da ministra da saúde ao exército no caso de necessidade de camas devido`ao surto de gripe e a abertura da tvi, a comunicação da Dra Manuela Ferreira Leite. Parece que estamos na Venezuela. atente-se também a cobertura dada aos líderes da oposição após a entevista do 1º Ministro. Mas voltando ao Plano da Câmara, se ouviu as declarações de Marcos Prestrelo, eu ouvi na tsf, é claro que este plano não foi previsto, limitaram-se a tomar medidas de emergência para uma situação recorrente todos os anos por esta altura. Para memoria futura é bom ir recordando estas e outras notícias.

1 abraço, Paulo Oliveira

miguel vaz serra disse...

Dr.Santana Lopes
"O medo" deve ser o Fado mais ouvido pelos salões de São Bento.Este ano de 2009 vai ser o ano da verdade para o Governo mais manipulador dos últimos 35 anos e acredito que a mascara vai cair deste vez.Acabarão o ano ouvindo,com letra de Vasco da Câmara Pereira,a versão Eslovénia da Eurovisão 2008:"A minha dôr"
Hoje a Dra.Manuela Ferreira Leite deu-me uma lição: Nunca desestimar a estratégia dos outros!!!
Espero que o PM também a tenha aprendido.......
A partir de hoje há um antes e um depois ( mau,muito mau ) para o PS do PM e ( des )Governo.O antes da recusa e o depois da mesma a sentar-se com a Dra.Manuela,ao vivo,em directo nas televisões e rádios deste País e discutir a política económica deste "génios" que estão no poder há 3 lonnnnnnngos anos.
«Fico apenas à espera que o primeiro-ministro fique disponível para que não continue a dizer que a proposta do PSD é não fazer nada e para que não continue arrogantemente a considerar que existe apenas uma alternativa para o país, aquela que ele propõe» disse a líder do PPD-PSD..e a resposta foi clara:TEMOS MEDO E NÃO VAMOS!!!
Espero que desta vez o povo deste País abra os olhos e pense na razão do mesmo!!!

VIDENTE disse...

Dr.Pedro Miguel
Vejo.....vejo um PM diferente na passagem de ano novo de 2009....Tem uma netinha ao colo...nasceu em terras de sua Majestade...não sei porque é que me veio esta visão...mas hoje á hora do almoço senti uma vibração...pode ser derivada aos "nerves" mas não me parece...É muito forte sabe?Comecei a ver uma sombra...depois fez-se-me maior...mas...mas...TEM SAIAS!!!TEM SAIAS!!!!É a Dra.Manuela!!!!!!!Estão a rir???riam-se...eu também não acreditava...mas hoje penso que tudo ainda pode ser possível!!!!

jpf disse...

Meu caro,

Só não vê quem não quer... ou a quem não interessa ver...

Zé Paulo

Anónimo disse...

Caro companheiro não tenho feito comentários aqui no blog para não aburecer as pessoas, sempre a mesma conversa, mas hoje tenho que dar uma bicadinha... atão não é que o n/ 1ºdisse hoje que não se lembra de tantos países em crise aoi mesmo tempo, vejam lá ele que já 51 anos, foi ele que disse... será desta passados 3anos e tal a culpa disto tudo já não é do SANTANA e dpo seu misero governo....

Agora as culpas são todas dos americanos, ingleses, etc,etc,

E penssar que ainda faltam tantos meses p/ eleições.
com meus cump.
henrique santos

Hugo Correia disse...

Bom dia,

Já a algum tempo queria fazer tal exercício, por isso importa lembrar...
O que disse Pedro Santana Lopes no parlamento em 300408... pelo menos parte, http://www.pedrosantanalopes.com/debate10.html; E agora momentos chave do debate com a ajuda do site da RTP, "Um plano especial de impulso à actividade económica, mais tarde ou mais cedo vai ter de o fazer, senhor primeiro-ministro", defendeu Pedro Santana Lopes, no debate quinzenal com o primeiro-ministro, no Parlamento.

"Há uma situação grave no mundo, na Europa, temos de parar de sorrir, de ignorar, de fazer de conta que a crise não existe. É preciso agir. Estamos numa hora de convergência nacional nesta matéria, está na hora de Portugal acordar para esta realidade", declarou o líder parlamentar do PSD, que na quinta-feira anunciou que é candidato a presidente do PSD.

"Não considera que é um logro para a economia não fazer o que todos os outros estão a fazer?", perguntou a José Sócrates, apontando "um exemplo muito concreto: o estado espanhol decidiu conceder em avales do tesouro cerca de dois mil milhões de euros para financiamento a pequenas e médias empresas".

Santana Lopes perguntou também ao primeiro-ministro se "considera ou não adequada uma alteração do quadro dos pressupostos orçamentais" ou se o Governo vai manter a previsão de 2,2 por cento de crescimento económico este ano.

E agora como assobiou para o lado José Sócrates... "O senhor deputado deve saber que o caso espanhol é muito diferente do português, o caso espanhol está fundado ou sustentado numa grave crise do sector imobiliário que não existe em Portugal porque as nossas casas não estão hipervalorizadas como estavam em Espanha", respondeu José Sócrates.

"Por isso aquilo que são impulsos à actividade económica e principalmente ao sector imobiliário não é uma receita de que a nossa economia careça. Nós precisamos é de fazer o que estamos a fazer: puxar pelas exportações, pelo investimento", concluiu o primeiro-ministro.

Quanto às previsões económicas, José Sócrates reiterou que "o Governo decidiu fazer uma avaliação desse cenário económico só quando tiver dados quantitativos da sua economia".

"Nós precisamos de saber como é que estão a correr as coisas este ano e neste trimestre. Quando tivermos [os dados], assim faremos. Os agentes económicos sabem que podem confiar neste Governo", acrescentou.

O primeiro-ministro disse estar "habituado às dificuldades" e que neste momento pode "apresentar contas públicas em ordem e um crescimento económica de 1,9" como "resultado dos sacrifícios" pedidos aos portugueses. Santana Lopes replicou... "se vai por esse caminho é mais uma decisão errada, a de adiar um plano especial de impulso à actividade económica".

"Porque é precisa de mais tempo, estando há três anos no Governo, do que o seu grande amigo, o presidente do governo espanhol, para avaliar a evolução da respectiva situação económica? Não tem os dados de que precisa? Não tem os dados ainda?", interrogou.

"Não podemos olhar para o lado fazendo de conta que a crise não existe. Não vale a pena neste momento vendermos ilusões. Uma comunidade que olha para o seu Governo que continua a dizer que a economia vai crescer 2,2 por cento não pode sentir confiança", sustentou o ex-primeiro-ministro. http://www.rtp.pt/noticias/index.php?article=343092&visual=26

Um abraço

Lynce disse...

De Sócrates não será de esperar outra coisa, que não seja a tentativa de alterar o calendário eleitoral. Todos sabemos que governar em crise é extremamente desgastante e faz perder votos. Daí que o "iluminado" Primeiro-Ministro deseje ardentemente o fim do mandato e por consequência, eleições antecipadas.
Cabe ao Presidente da República, aceder ou não, aos seus anseios, na certeza porém, de que se o fizer, não contará com o meu voto para uma provável reeleição à Presidência da República. Em circunstancia alguma, votaria em alguém que, de forma directa ou indirecta, ajuda-se o homem, que arruinou o país a ganhar eleições.
Se Sócrates é tão responsável como apregoa, só tem que cumprir o mandato, sem jogadas de bastidores nem fugir, como diz o povo, com o "rabo à seringa".

Anónimo disse...

Caro Dr. Pedro:

E começam os ataques...furtivos e cobardes...Agora, são as inacreditáveis notícias acerca de um suposto relatório do Tribunal de Contas. Sabemos bem em que estado encontrámos a Câmara em 2002. E o esforço que fizemos para regularizar os procedimentos enviesados ou a total falta deles. Foi o Sr. Dr. quem registou em nome do Município o edifício dos Paços do Concelho!Que em 2002 ainda não estava em nome da câmara! Quem sabe a verdade, choca-se e abomina-se com tanta falsidade. Entretanto, as tensões agudizam-se. E vamos sentindo que estão a fechar o cerco à nossa volta...Como dizia o Dr. Bagão Félix, «não é currículo, é cadastro». Mas somos fortes, feitos da têmpera do nosso Chefe. E havemos de sobreviver até Outubro! Até lá, receba um abraço da

SN

Anónimo disse...

Vivo num país sem crise financeira, o PIB a crescer, a taxa de desemprego a cair, os juros bancarios também, a gasolina ao seu mais baixo preço e para completar o ramalhete os salarios crescem, o poder de compra também
de repente acordei e constatei que esse não era o meu país mas sim o do meu PM. País esse para ele e "amigos" grandes obras atribuídas sem concurso publico ou pagas com os nossos impostos para beneficio de empresas privadas geridas pelos "compadres".
PSL espero que vença as legislativas em Lisboa e acabe com a aberração do caso das docas de alcantara, com as empresas municipais que por incrivel que pareça conseguem fazer o impensável dar prejuízo e prendas aos gestores, melhore o transito, a reabilitação urbana pública e privada, crie condições e apoios para os defecientes e os realmente carenciados, que consiga meter alguma ordem na 24 de julho e arredores e o mais importante a limpeza da cidade de Lisboa a começar pela própria CML. Espero que ao ser eleito Presidente da CML não seja como os seus antecessores de trabalhe só para a imagem. Penso não me enganar quando julgo que é uma pessoa inteligente e que gosta de arregassar as mangas. Um conselho se me é permitido siga o exemplo da Madeira é "maluco" dizem mas não brinca em serviço e o resultado são 28 anos de mandatos.

Anónimo disse...

Aonde anda o Jorge que o acusou de trapalhadas?
Adjudicação por ajuste directo até 5,1 milhoes de euros!?
Como dizia uma velha Senhora "socialista no poder vira faraó".
Há vários anos que assistimos, a vergonhosos comportamentos, atitudes autocráticas e arrogantes, com a conivência dos media. Ainda estou recordado da vergonha da visita a Angola, do alto do seu pedestal, diz aos Angolanos que Portugal está muito orgulhoso a sua atitude paternalista patetica caiu mal, muito mal mas pior foi ainda foi as figuras que fez, pois naquelas zonas do planeta as bebidas produzem outro efeito.
Alguém comentou?
É preciso alguém que restabeleça os valores, alguém que se levante da cadeira e vá embora (com a coragem de explicar préviamente porque o fez), como fez quando a SIC teve a ousadia de o intorromper para dar "uma passa no charro" ao povo.
Triste país que abre telejornais com o desastre de automovel de jogadores da bola!

Anónimo disse...

Como se costuma dizer, o tempo é um bom amigo. Ou bom conselheiro como quisermos.
Sim, porque amigo de alguns não é.

Até porque a esses e às suas declarações, por vezes so lhes tira razão, afundando-os.
A outros eleva-os. Como a si. E bem.

http://www.palmadomundo.blogspot.com/

Afonso Henriques disse...

Caro Dr. Pedro Santana Lopes,

Felizmente para si, e também para todos nós que ainda acreditamos, já constatou por diversas vezes que o tempo põe tudo no seu lugar. E ainda é só o começo.

Jorge Dinis disse...

O medo não traz qualquer benefício ao Homem.
Traz a quem?
Ao...

JOAQUIM JORGE disse...

Neste país ter razão antes do tempo é herege...

Amílcar Bengla Mourão disse...

Para si ter razão antes de tempo já não é novidade, Caro Dr., mas tenho estado na expectativa sobre a reacção dos "iluminados" que o criticaram tão ferozmente há um mês atrás, será que por uma vez na vida teriam a dignidade de lhe pedir desculpa? Parece que não, não têm a elevação moral necessária para isso.Um abraço.