terça-feira, 12 de agosto de 2008

Os gostos das lideranças

Há anos que não vou à festa do Pontal. José Mendes Bota, simpaticamente, telefonou, a insistir na minha presença. Gostava de ir, mas não vou poder ir. Gostava de poder aceitar o convite, naturalmente por quem o faz, mas pensando na organização e naquilo que representa. O PPD/PSD não é feito só de Universidades de Verão ou de Inverno. Nem só de universitários. Por isso mesmo, porque é eminentemente popular, porque está ligada a momentos importantes, essa festa faz parte da tradição "laranja". E quem lidera, para não ir, tem, obrigatoriamente, de ter uma boa razão. Até pode nem falar. Mas deve estar junto daqueles que se dispõem, numa altura tão difícil para mobilizações, a estar juntos pela bandeira partidária, com a história que simboliza e as causas que representa.

Quando liderei o PPD/PSD, a partir de Julho de 2004, tive, logo de início, a festa de Chão de Lagoa. Não pude ir por causa da formação do Governo. Festa do Pontal não havia, por decisão, ou falta dela, da estrutura distrital de então, presidida por Isabel Soares. Fui à Universidade de Verão, aceitando o convite de Carlos Coelho, e tendo anunciado lá as taxas moderadoras progressivas.
Logo quando eleito, tomei a decisão de acabar com as estafadas reentrés.que eram comícios de Verão, mudando de terra, todos os anos. E, por isso, e ao contrário do Pontal, não conseguindo criar tradição. Lembrava -me das camionetas de Gondomar que tinha visto, dois anos antes, na Póvoa de Varzim. Foi-me, depois, explicado que eram as gentes dessa concelhia quem assegurava a Norte, durante várias lideranças, o sucesso dos comícios. Aliás, quem não se lembra também das camionetas que, mais recentemente, no Hotel Altis, em Lisboa, asseguravam "o calor" das comemorações de vitórias do PS? É uma realidade plural!...

No Pontal, que eu saiba, há muita gente e a grande maioria vai pelos seus meios. Mas cada liderança, seu gosto. E, pelos vistos, uma festa assim "não cai no goto" da nova liderança.
Eu já vi Manuela Ferreira Leite em várias organizações da Distrital de Lisboa, aqui há uns anos. Mas, também tenho presente que, na campanha das "directas", de todos os candidatos, foi a única a não ir ao almoço do 1º de Maio, organizado pelos TSDs.

Eu bem digo, sempre, que há, pelo menos, dois. Com a diferença de que, um está bem em todo o lado, enquanto o outro, só com direito de admissão reservado.

18 comentários:

Miguel Vaz Serra disse...

Dr.Santana Lopes
Planeta Etiel,República das Bananas,2008-08-12 "Russia e Georgia aniquilam-se por falta de ajuda diplomática.20.000.000 de mortos.A PM da República que tem de momento a Presidência da UE estava fora por razões familiares e perdeu assim a oportunidade de sentar á mesa ambas partes na tentativa de salvar a situação".
Mas ainda bem que nada disto é real e tambêm Portugal já não tem a Presidência da UE ou seria um desastre ( O Senhor Sousa nem os camionistas consegue pôr de acordo,quanto mais a Rússia com a Georgia,havia de ser lindo... )e lá está outra vez o Presidente Sarkosy a dar ao Mundo uma lição de diplomacia,"savoir faire" e moderação nos actos e discursos.Os USA a deitar lenha na fogueira,claro.Bush "till the last minute" a fazer das suas...Mais uma vez digo..."ele" há bons políticos no poder,mas é lá para terras "da" França........

Inês Tavares disse...

Vejamos se a 'tia' tem um outro impedimento no dia 07/09 para a festa da concelhia de Oliveira do Hospital -o Pontal das Beiras!

Com tantos impedimentos que tal um impeachment à presidente?

E vivam as fêveras (não gosto de sardinhas) e o tintol e o pó da feira...

Parece que no Pontal a coisa já é mais fina -na TV sempre vi as pessoas sentadas, com pratos, numa espécie de esplanada. Por isso a 'tia' bem podia ir -a malta até será capaz de saber usar a ferramenta à mesa (garfo e faca).

Aqui, pelo Portugal profundo, o PSD está de rastos, mas é isso que a 'tia' e a camarilha querem -PSD desactivado, PS no poder, umas migalhitas para eles (como aconteceu em Lisboa -CML...)e o 2º mandato para Cavaco. O PAÍS que se dane, o PARTIDO pelo esgoto -ELES 'ESTÃO NA MAIOR', com o pote das migas cheio.

E como dizem os Socialistas «é a vida...habituem-se...». Eu não me habituo, não gosto da 'tia', nem dos capangas dela.E enquanto a CONSTITUIÇÃO disser que posso ter opinião, opino!

GBM disse...

Mendes Bota se fosse um dirigente partidário para levar a sério a direcção do partido deveria estar presente.
Depois do que fez no ano passado a Marques Mendes usando os militantes que estavam no Pontal não merece a minima credibilidade.
Usou a festa do Pontal para fazer política partidária sem nível nenhum. Apenas para servir os seus interesses pessoais que na altura coincidiam com os de Menezes.

sefosseprimeiroministro disse...

Concordo plenamente consigo. De facto acho que MFL esta a passar uma imagem muito pouco dinamizadora do partido.

A.C. disse...

Caro Dr. Santana Lopes,
Sou militante do PPD/PSD e tive o privilégio de, embora num momento dificil, colaborar com o Governo que chefiou, no âmbito da protecção civil e do Dr. Paulo Pereira Coelho.
Feita esta breve apresentação, escrevo este comentário, (o primeiro no seu blogue) por concordar em absoluto consigo. Não é aceitável, digo mesmo, ser ofensivo, que o lider do Partido, qualquer um que seja, em dado momento, se julgue superior aos que diáriamente lutam, anónimamente, nas autarquias, nos sindicatos ou nas empresas, para depois esses lideres chegarem a primeiros-ministros.
Esta separação de "praças" e "oficiais" que a actual liderança está a impor, não lhe vai correr bem!
Ok, vamos continuar a lutar pelo PPD/PSD.

Anónimo disse...

Votei em si quando estava junto a Mota Pinto..Votei em si novamente quando veio o "trocaste"(sempre amudarem a hora da contra-informação,! já reparou a censura encapotada?!?)..mas voltando ao seu comentário julgo que NÃO devia faltar..a avózinha não me convense viu-se como ministra.!!é a primeira vez que venho até este blog!?!jonas abrua..

Ricardo Araújo disse...

Boa noite Dr. Pedro Santana Lopes nota-se que a nova liderança do PSD está totalmente de cabeça perdida, tendo o partido caído num buraco igual ao buraco que caiu o País, ninguém controla ninguém, ninguém sabe o que faz e pior ninguém faz nada.
O Eng. Sócrates passeia-se até as eleições com serenidade, pois neste momento não existe nenhuma oposição, fazendo lembrar aquele passeio na avenida rumo a consagração.
A líder do PSD não consegue acertar uma, ou seja desde que foi eleita ainda não conseguimos extrair nada de bom para o País nem para os Portugueses.
A Dra. Ferreira Leite, não tem e nunca terá capacidade de mobilizar os militantes do PSD, porque não é por ganhar eleições que se aprende a ser líder, e se não consegue mobilizar os militantes do PSD muito menos será capaz de mobilizar o resto do País
Em relação a festa do Pontal, não podemos esquecer que a distrital do Algarve esteve contra a Dra. Ferreira Leite nas últimas directas, apoiando o Dr. Santana Lopes, podendo o humilde cidadão ver aqui uma réstia de vingança.
Que falta faz um líder como o Dr. Sá Carneiro, que nestas alturas sabia como unir um partido, a esta altura o Dr. Sá Carneiro deve dar muitas voltas na tumba, a olhar para o estado em que está o seu PPD/PSD.
V. Exa., como delfim de Sá Carneiro, devia fazer algo pelos Portugueses, que nesta altura desesperam por uma solução melhor para Portugal.
Com os meus cumprimentos, atenciosamente.
Ricardo Araújo.

Klatuu o embuçado disse...

Neste dia, da vitória em Aljubarrota:

Viva El Rey!
Viva Portugal!!

Abraço.

Bruno Ferreira Costa disse...

Liderar o PSD implica muita responsabilidade. Esta ausência no Pontal marca mais uma viragem no estilo e na forma de liderar. MFL esquece-se que o partido é feito de militantes, os mesmos que em tempos de eleições marcam presença em almoços, jantares, comícios...e dão dinâmica de vitória ao Partido.
MFL elitiza o PSD, limita-o ao seu núcleo duro...aos tais universitários que PSL fala.
MFL tem liberdade e autonomia para não participar, até pode dizer que a Festa do Pontal não é tradição, mas no futuro não poderá alegar falta de apoio dentro das estruturas do Partido. Quem relega o PSD profundo, não pode esperar que o mesmo lhe estenda a passadeira vermelha em Outubro do próximo ano.

PSD - MFL disse...

ai essa azia..

Pedro disse...

Fui estudante no tecnico. Dos 240 que iniciaram o meu curso acabamos 50. Uns foram desistindo, outros foram mudando de curso por causa do ambiente extremamente pesado.........pessoas que denunciam abertamente quando veem alguem a copiar nos exames......tive uma colega que, nos gestos e na maneira de falar me faz lembrar a Drª Ferreira Leite(em versao mais jovem claro). Um dia um colega foi-lhe perguntar uma coisa quando estava a estudar para um exame e ela respondeu que nao respondia pq essa ia ser a diferença dela para ele no exame. Eu acho que e importante que as pessoas sejam tecnicamente competentes....mas e o lado humano? Por isso e que eu tenho medo das "elites".

P.S. Desculpe a falta de acentos mas o meu teclado nao esta a funcionar correctamente

militante PSD com muito orgulho disse...

Sou militante e sempre o serei do PSD, com cotas pagas por mim. nunca votei em si a não ser para primeiro ministro,tambem nunca votei Manuela Ferreira Leite, naõ vejo mal nenhum que um lider e se fosse o senhor acredite o meu pensamento seria o mesmo,não vá ao pontal.
pensoque mais importante é unir o partido e dar uma imagem credivel para os portugueses, acredite companheiro, não pense que os portugueses não gostam que ande por aí, eles não gostam é o que por vezes diz por aí.
aceite um abraço amigo deste seu companheiro

:-) Isabel disse...

Boa Noite.

O grande mal que noto neste "nosso" Portugal é uma enorme falta de respeito da grande maioria da classe política pelo cidadão dito "comum". Esta atitude da Dra. Manuela Ferreira Leite, poderá até ter uma boa razão de ser, mas o que transparece cá para estas bandas é que se está "nas tintas" para o povo. E isso paga-se - nas urnas.

Olho para o futuro do nosso país, que escolhi e que muito amo, e não sendo por natureza uma pessoa pessimista, pergunto-me o que será que o futuro nos aguarda. Sendo uma pessoa lutadora que acredita que temos que ganhar o nosso "peixe" e não recebê-lo nem dá-lo de mão beijada, não sinto que haja, neste momento, um lider de partido que represente o meu ponto de vista, nem sequer que chegue lá perto. No entanto, não sou nenhuma radical. Como mulher profissional e mãe, não tenho nem ideias mirambolantes nem de dificil concretização, mas no entanto, não encontro representação. Acho isso triste, muito triste.

Desculpe-me o desabafo, Dr. Santana Lopes. Sempre gostei do seu estilo e da sua forma de estar política. É como ar fresco no meio de uma classe abafada.

Bem Haja.

Anónimo disse...

Boa noite Pedro,

QUEM NÃO SE SENTE BEM NO MEIO DA SUA GENTE, SEJA NO PONTAL OU EM QUALQUER OUTRO LOCAL, NÃO VAI LONGE, NEM GOVERNAR PORTUGAL !

PORTUGAL E OS PORTUGUESES VÃO VER ADIADOS MAIS UMA VEZ, A RESOLUÇÃO DOS SEUS PROBLEMAS.

MAS O NOSSO PARTIDO NÃO VAI MORRER, POIS COMO SEMPRE, ESTREMOS POR CÁ, QUANDO OS RATOS FUGIREM E DEIXAREM O NOSSO PARTIDO MAIS UMA VEZ DE RASTOS, ISTO É COM O QUEIJO TODO ESBORACADO.

AMIGO PEDRO, COMO TU TERÁS SEMPRE CONTIGO, AQUELES QUE ACREDITAM QUE O FUTURO É SEMPRE POSSIVEL, MESMO QUANDO NOS TENTAM CALAR E AFASTAR DAS GRANDES DECISÕES.

QUER QUERAM QUER NÃO, ESTAMOS SEMPRE POR CÁ!

UM ABRAÇO DO PAI DOS JOVENS QUE APAGARAM AS VELAS DO BOLO DE ANIVERSSÁRIO EM 2008.

RG

Miguel Vaz Serra disse...

Dr.Santana Lopes
O caso de Manuela Ferreira Leite creio ser já do forum Psiquiátrico,não que ela precise de lá ir...Longe de mim tal ideia...Mas para que algum muito bom Psiquiatra ( no Inverno e em Lisboa ou estamos tramados ) nos faça entender o comportamento como mínimo INTOLERÁVEL da 34% líder... e como diriam algumas tias ( que não ela..tenho que discordar de Inês Tavares..MFL é tia dos sobrinhos dela.. )"não há paxorra" para essa Senhora e para o que ela NÃO FAZ.
Agora, atenção aos que "fazem"! Esses sim têm que ser bem observados,Dr.
Já viu que o Estado vai vender todos os carros que tem?Quem vai comprar e a que preço?Muita atenção com isso....e....vão começar a alugar...Pois...a quem?Muita atenção tambêm com isso.
Faço um apelo, se me permite,a aquele senhor do BE que gosta muito de levantar lebres que depois não passam de coelhos de capoeira e que fez o contribuinte pagar milhões de euros pela demora provocada no famoso túnel do Marquês e que ninguêm o fez compensar a CML por essa barbaridade de dinheiro gásto por culpa dele,Sá Fernandes creio chamar-se e que tambêm tem feito mais acusações que ainda decorrem, a tanta gente que trabalhou com toda a honestidade e fizeram um trabalho excelente como o exemplo de a Dra.Eduarda Napoleão na área do Urbanismo da mesma Câmara.Olhe,que tome atenção a esta lebre automobilística que se calhar tem caça verdadeira!!!Ou será que tambêm tem sociedade nalguma Rent a car?
Volto a dizer..Muita atenção a quem faz...que a que não faz já perdeu o comboio.....nos 1ºs meses tão vitais para uma nova liderança,mostrar os dentes ao Governo e fazer-lhe oposição! Agora é tarde..ninguêm lhe dá crédito...

rouxinol de Bernardim disse...

Dr Santana Lopes:

O populismo, tão bem mostrado por essa concelhia de Gondomar, a fazer lembrar o PCP que saía do Alentejo para todo o país, é o folclore necessário. Diria mais: um mal necessário. Mas não necessariamente uma aposta de um líder. Há mais vias de afirmação. Há mais vida além de comícios onde se grita histericamente: «quem não salta não é da malta!» ou coisas de igual jaez. Na Madeira é chão que continua a dar uvas. Mas cá dentro a mentalidade evoluíu. Ai de quem não admitir isso...

Inês Tavares disse...

Caro Miguel 'tia' com os tracinhos é porque não é minha, mas dos 'elitos', ou burgueses liberais. Concordamos não é NOSSA.

Já agora: a srª continua a ser substituida em cerimónias oficiais do Município de Arganil, pelo seu vice. Em pleno Verão com milhares deoriundos veraneando por lá, podia dar uma de «pose de estado» -não tinha de falar; misturava-se com o povo mais 'elito'; saía nos jornais locais e regionais.
Temos credibilidade e inteligência temos...

Já sabem daquelas notícias sobre a estratégia planeada pelos 'elitos'?
Temos de ter atenção!

E sobre as conversações de dirigentes do PS e do PSD para o Bloco Central?
Temos de ter MUITA ATENÇÃO! PORQUE A SEGUIR APARECEM OS NEGÓCIOS DE QUE MVS NOS CITA DOIS CASOS...

Ricardo Campos disse...

SILÊNCIO… QUE VAMOS CONTINUAR A CANTAR ESTE TRISTE FADO!

Estou num tempo em que nada me apetece comentar sobre este partido perdido, que faz caminho contra a sua própria natureza.
Uma natureza que sempre foi de inconformismo, de ousadia e de ambição.
Uma natureza própria de um Partido que nascido de Portugal, sempre sentiu uma legitimidade especial para lutar por todos aqueles que vivem nesta terra de que tanto gostamos.
Um Partido sem medos, porque tinha um projecto. Um Partido que tinha os melhores, e que os sabia mobilizar para as lutas que travámos e que muitas vezes vencemos. Um Partido que nunca se escondeu em trincheiras, porque sabia que tinha de trabalhar para encontrar soluções e mobilizar as pessoas para os desafios que foram e continuam a ser tantos.
Hoje, enquanto passava numa pequena aldeia deste nosso interior cada vez mais desertificado e carente, lá estavam ainda, em tinta esbatida pelo tempo, frases que insultavam o PPD e o seu fundador, Francisco Sá Carneiro, frases que os trinta anos que passaram não conseguiram apagar.
Embora não tenha vivido esse tempo, lembro-me que certamente não teria sido com silêncios estratégicos, que por essa altura os nossos fundadores - Sá Carneiro, Pinto Balsemão e outros, lutaram pela liberdade muito antes de termos conseguido alcançá-la; que libertámos o país da ilusão de liberdade trazida pelo partido comunista e que mais tarde abrimos os caminhos para a entrada no projecto Europeu; não foi também assim, que durante dez anos recuperámos níveis de escolaridade, modernizámos o país e crescemos ao ritmo dos países mais desenvolvidos da Europa.
Sempre fomos um partido de luta e não de resignação, de afirmação e não de omissão, de projectos e não de banalidades.
Pouco mais direi, porque é tempo de respeitar quem ganhou em Maio último.
Na certeza porém, que projectos para os problemas que temos não se fazem em três meses e a martelo, e que o PSD de hoje marca passo, se esconde, à espera de se reencontrar de novo com a sua história e com a sua natureza.
Enquanto isso, há um triste fado que se ouve um pouco por todo o lado.
Ricardo Campos.