sábado, 12 de março de 2011

12 de Março de 2005 - 2011




Faz hoje seis anos que José Sócrates foi empossado como Primeiro - Ministro pelo então Presidente Jorge Sampaio.

Para hoje estão marcadas duas manifestações com as quais vários se querem «enroscar». O grande motivo das convocatórias, o Descontentamento e a Revolta com a actual situação política, económica e social,´deve chegar, só por si, para juntar muita, muita gente.



Em minha opinião, 50 ou 60 mil é pouco. Mesmo pouco. Nunca outras manifestações tiveram tanta promoção, tanta divulgação, tanta exaltação. Por vezes, tentaram até enquadrá - las nos movimentos populares que, recentemente, mudaram ou abalaram regimes políticos noutro continente. Se outras, apenas de uma classe profissional ,como a dos professores, tiveram 100 mil pessoas, só em Lisboa, então, o que esperar destas, com uma crise como aquela que o País enfrenta?



Hoje faz seis anos que José Sócrates começou a governar. Hoje é o dia das manifestações contra o sistema político e as medidas de austeridade. Hoje, se Portugal fosse um País normal, depois do que disseram os líderes dos partidos, com assento parlamentar, seria, também, o dia da demissão do Governo.



35 comentários:

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Bmonteiro disse...

Venho aqui raramente.
Diga lá ao seu camarada de partido que:
Na AR, o PSD poderá aprovar o PEC IV, para mim o "Golpe de 11Março" deste tempo, com uma condição.
O CEO do PS e do XVIII Governo Constitucional, apresentará logo a seguir, de imediato, no mesmo dia, uma "Moção de confiança".
Vale?
(não sou eleitor PSD nem CDS)

Maria José Ferreira disse...

Penso que não é pelos números de uma manifestação,quando o "povo" é o inteiro Portugal que se manifesta.

Não sei que que rolha servirá a uma garrafa de se deixou de enroscar.

A verdade é que nunca se viveu um período de tanta desilusão e sem esperança neste Portugal pequeno que deu mundos ao Mundo...

Pela história,pela educação,por tudo que vivi e sofri,não tenho palavras para dizer de conforto,mas uma simples atitude de merecimento e respeito que merece o povo português!!

Anónimo disse...

Até era bonito, não era... Mas cá para mim estamos ainda muito muito longe. Vaso ruim custa a quebrar.

Dina disse...

Caro Dr Pedro!
Já estou a começar de novo a gostar de ouvi-lo.
Confesso que andava a ficar um bocado apreensiva, para não dizer desiludida, até há 2 meses atrás.
A coragem dói e Portugal não tem tempo para jogos de bastidores e de hipocrisias politicas.
Cptos

Anónimo disse...

Umas das coisas que é urgente em Portugal é definir objectivos para a classe politica e publica. ou seja, é necessário colocar objectivos para acabar com a demagogia politica e com os "boys". só com objectivos é que se consegue pessoas com qualidade no governo. e ainda mais importante, quem não cumprir os objectivos a que se propõe é punido com a proibição de continuar na actividade politica ou publica.
Isto sim era uma medida que só credibilizava as classes e chamava ao leme de Portugal as pessoas mas capazes.
mas todos os políticos preferem a demagogia. Todos!

Miguel Vaz Serra....... disse...

Dr. Pedro Santana Lopes,
Hoje o Senhor fez-me sair da toca mesmo que por uma só vez.
Gostei tanto do que li e da forma como senti as suas palavras que tive vontade solidarizar-me com elas.
Portugal está realmente tão mal que creio que nem dentro de 2 décadas poderemos olhar a Europa como um todo e também nosso espaço, físico e emocional.
Concordo plenamente. O Governo devia demitir hoje mesmo e no dia em que o País decidiu dizer basta sem Sindicatos nem Partidos Políticos, esses, ambos, que são os culpados únicos de nós, todos, estarmos nesta situação. Os sindicatos porque são líricos e vivem das “sondagens”, têm os mesmos líderes há décadas e são instituições completamente passadas de moda. Os Partidos porque criaram de tal forma uma dependência do estado para sobreviver que os tachos e os lobby os escravizaram. Já ninguém aguenta esta gente nefasta, egoísta e má.
Para culminar temos um PR que passou cinco anos a fingir que estava tudo bem para ficar lá mais cinco e perdeu completamente a credibilidade que tinha em alta durante os 3 primeiros anos de mandato.
É hoje um mais no leque desses Políticos que hoje a manifestação quer ver pelas costas.
Esperemos melhores dias e se possível, melhores Partidos.
Novos diria, porque cão velho com carraças é difícil de tratar e não há nada como um cachorro para ensinar de pequenino a livrar-se delas.
Aqui estaremos sempre………………..

Jorge Machado disse...

Eu estive aqui no Porto em manifestação, em consciência quero relatar que a Av. dos Aliados parecia já o palco da festa da vitória do Fcp no campeonato. É verdade que não poderiamos esperar um apartidarismo assim tão grande, sabemos bem que os "homens da luta" são sempre os que mais saem à rua e quem lhes dera que isto fosse semanal, de domingo a quarta pintavam cartazes, quinta iam ao Lidl comprar vinho do Porto, sexta combinavam os gritos de ordem e sábado lá estavam. Não querendo discordar com a parte "são poucos" visto que o povo é cada dia mais manso, inanimado, senti-me surpreendido porque não esperava na realidade mesmo poucos que fossem muitos como aconteceu. Intergeracional, ordeira, eficaz apelo, após hoje, após o esconde esconde do PEC4, que Passos Coelho e Cavaco Silva tenham finalmente a coragem de assumir a queda efetiva desta desgovernação e que em consciência seja feito o que for necessário fazer pelo proximo governo mas que seja feito em vista de atingir resultados promissores e não em vista de continuar um descalabro assustador que eu e "os meus" recebemos de herança dos que antes de nós vieram e governaram este país.
Portugal é hoje uma casa a arder!

o cusco....... disse...

Tenho amigos desesperados que já pedem dinheiro a outros amigos para comer!!!!!!!!!
Quando a fome levar as pessoas à rua, não vão ser meigas como hoje foram.
Iram pedir contas também a Belém dos anos de cavaquismo em que vieram biliões de euros da U.E e tudo o que fez foi auto-estradas e destes 5 anos passados em que NADA fez para pôr esta escumalha fora de São Bento.
O que é necessário fazer para Sócrates ser demitido e julgado pelos imensos casos de corrupção activa?
Pegar em armas????
É isso que Cavaco quer?
O Senhor teve que ir embora porque o paspalhão do golpista “deixou de ter confiança política em si”. Este gajo que lá está agora, nem informa o PR do que engendra em segredo com Barroso e Banco Central Europeu sob batuta da patroa de todos eles, a alemã nascida na comunista Alemanha de outrora. Mas isso não dá direito a desconfiança política…Claro que não..
Existem muitos rabos de palha que podem “aparecer” a qualquer momento…O medo é mais que muito.
Ainda hoje uma Cavaquista ferrenha, ou melhor,
ex-cavaquista, disse-me em confidência que Cavaco foi a maior desilusão que teve no meio político. Perguntei porquê e disse-me “que sempre tinha pensado nele como um homem honesto mas que agora sabe que não o é, nem politicamente nem pessoal”.
Se as eleições fossem hoje e os candidatos oponentes fossem inteligentes e o tivessem desmascarado, Cavaco não ganhava.
Portugal vai acabar mal….ai vai vai…
Gente na rua mas à séria…e depois eu quero ver……..

maria lisboa....... disse...

Quero, se me permite, mandar um abraço muito grande ao Dr. Rui Gomes da Silva que foi Ministro do seu Governo e por quem tenho muita simpatia.
Li nos jornais e depois vi na televisão de que 2 capangas mandados e pagos certamente por Pinto da Costa, homem que já foi formalmente julgado e acusado de corrupção activa e continua a pagar a árbitros e a capangas como sempre fez, lhe bateram à saída de um restaurante na Foz.
É mais que lamentável, é algo que nuca aconteceu no resto do País. Só no Porto e só com o FCP é que acontecem estas coisas. Creio que o FCP devia ser culpado de esta acção e levado a tribunal.
É escandaloso.
Vivemos num País de corruptos e mafiosos. BASTA!!!
E do Futebol à Políica, que é tudo a mesma coisa...
Estive a ver a manifestação…Sócrates tem agora uma coisa a fazer: IR EMBORA DE UMA VEZ POR TODAS!
Já que Cavaco tem medo dele...

Hugo Correia disse...

Que dizer! Mais uma excelente entrevista, hoje, no jornal i. Transmite esperança e segurança no caminho a seguir. É um lutador. Votos de muita coragem àqueles que o acompanham nesta nova fase da vida política portuguesa. Se estão consigo é porque são bons, acreditam e vêem em si um líder competente. Que nunca se canse de os acarinhar e motivar.

marsanto disse...

Portugal está a acordar.Os políticos portugueses continuam a dormir!

O Padrinho disse...

ÓÓÓÓÓÓÓÓÓhhhhhhhhhhh Pedro.....


"Hoje faz seis anos que José Sócrates começou a governar."

Disse governar?

Por certo erro na escrita no antes ou depois do "governar".

Ou "des" antes
Ou "-se" depois

Ricardo Araújo disse...

Bom dia Dr. Pedro Santana Lopes;
Estas manifestações apesar do que se fala que terão a volta de 50 ou 60 mil pessoas, não será verdade, na minha opinião penso que terão muita mais gente e não é só duas manifestações, estão marcadas manifestações para diversas cidades do País.
Temos que nos lembrar que estes movimentos são movimentos sem qualquer apoio, quer sindicalista quer partidário o que por si só já é uma tarefa difícil.
Mas é uma primeira intenção do que poderão fazer os jovens no futuro, pois a seguir a esta, outras poderão aparecer.
As pessoas também já estão fartas que estes tipos de manifestações e outras quaisquer não têm dado em nada, pois os nossos governantes fazem ouvidos de mercador.
Em relação aos seis anos de governação Sócrates, só temos a lamentar, pois o País está bem pior do que a seis anos atrás, pena é que Cavaco Silva não se tenha apercebido disso, e não se apercebeu porque tanto ele como a sua família tem uma vida mais do que estabilizada, mas nós não podemos olhar só para o nosso umbigo, temos de olhar par o umbigo de todos os Portugueses.
Penso que chegou a hora de mudarmos toda esta situação, pois o País está a perder soberania diariamente, e a credibilidade, essa já nem se fala.
Os partidos em Portugal estão obsoletos e cheios de vícios, e se aparece alguém dentro dos partidos que até tenha boas ideias, são logo afastados, pois o clientelismo é muito mais forte do qualquer boa ideia.
Um grande abraço, cordialmente.
Ricardo Araújo

Maria José Ferreira disse...

Fiquei muito satisfeita de saber que já está a formar um novo Partido.
Venha ele,estou esperançada em si.
A verdade é que o País está mesmo á rasca,é preciso um novo rumo,uma rota de esperança e credibilidade nos valores humanos que estão muito desvalorizados.
Conte comigo para o que fôr preciso,é desta que vou me afiliar num Partido,porque confio no Dr Santana Lopes.
Um abraço e força.

PedroSantanaLopes disse...

Obrigado por todos os comentários. Uma palavra aos regressados Miguel Vaz Serra e Ricardo Araújo. É bom lê - los, por aqui, outra vez.
Abraço
Pedro Santana Lopes

gui castro felga disse...

belo desenho!

V Cunha disse...

Alguem sabe onde se encontrava o sr. sousa (aka socrates)e a sua quadrilha (aka governo)durante a manifestacao?

Flávio Gonçalves disse...

Mesmo que tenham estado em Lisboa 200.000 pessoas, isso em votos daria somente 10 deputados, não erguia um novo governo, daí a total irrelevância eleitoral do acto (para mais a maior parte daquela gente votou e vai votar PS ou PSD).

coomans disse...

bom, ao q parece o meu comentário desapareceu ou não chegou a aparecer. basicamente, gostava de saber mais informações sobre o "movimento" antes que ele esteja formado por políticos, com políticos, para políticos. ao mesmo tempo, espero q o movimento pense realmente que o problema é anterior aos partidos; anterior à ideologia pura e dura, per se. neste ponto, gostava então de obter mais informações.
abraço,
miguel

Ricardo Araújo disse...

Boa noite Dr. Pedro Santana Lopes, não precisa de agradecer o meu regresso, é com muito gosto que o faço.
Não o fiz durante um tempo, pois estive fora do País.
Agora que já estou novamente cá, pode contar com os meus comentários, com a minha amizade e com todo o meu apoio.
Um grande abraço, cordialmente.
Ricardo Araújo

O Padrinho disse...

Caro Pedro,


Deixou-me na expectativa esta notícia da mudança do movimento de rotação do nosso planeta devido ao sismo verificado no Japão!

Isto sim, acho que é preocupante pelas mudanças rápidas que poderão existir no nosso mundo!

Miguel Vaz Serra....... disse...

Dr. Santana Lopes
Faço minhas as palavras do Ricardo e por coincidência também o estar fora por largos períodos de tempo.
O silêncio é por vezes grito alto e a presença é sempre activa mesmo que seja só para lê-lo.
O apoio é igual ao de sempre.
Um forte abraço, sempre
Miguel Vaz Serra

o cusco....... disse...

Hoje o PM resolveu falar ao “seu” povo.
Todos pensámos por momentos que éramos um País normal e democrático e que o tipo ia dizer que se ia embora….
Pois bem.
Falávamos de Portugal, este País em que se apagam CV’s, mudam-se nomes de títulos, forjam-se diplomas de cursos superiores, fazem-se exames por fax, os PM têm diplomas com data de Domingos, mentem, corroem, desaparecem gravações que levariam qualquer dos comuns à cadeia, mas NUNCA passa nada.
Portanto e depois de ter em segredo vendido ainda mais o NOSSO País à Alemanha com o apoio de Barroso, sem dar “cavaco” à AR, oposição, parceiros sociais e ao amigo que tanto o tem ajudado até agora nos últimos 5 anos, vem à TV com aquele ar de
“caixeiro-viajante” dos anos 50 que Deus lhe deu, dizer que é um herói, que só pensa no País, que tudo era urgente e que isso de avisar o País sobre esta coisinha insignificante, eram detalhes menores….
Qual carraça infectada, lapa centenária pegada à rocha milenar não sai mas nem que o levem preso….
Isto é pior que o Deus me livre.
O impossível vivido.
O psicótico realidade.
A loucura institucionalizada.
A corrupção legalizada.
O fim de uma era e de um País.
Se me contassem há 10 anos eu nunca aceitaria nem metade da história.
A oposição é fraquíssima, sem classe alguma, mole, nefasta, também ela cheia de tiques e mentira, podre, sem ideias, sem inovação, sem inteligência alguma, presa ao lobby tal como o PS.
Não temos que mudar só de PM. Temos que mudar o regime.
A Constituição esquerdista e fora de moda que favorece estes ditadores de província que não sabem nem falar.
Portugal está numa situação perigosíssima.
Que horror de gente meu Deus….que horror….

O Padrinho disse...

Caro Pedro

In "Destak" On-line de 15/03/2011


O primeiro-ministro, José Sócrates, não informou previamente os seus ministros das medidas do PEC 4, escreve hoje o "Correio da Manhã".

De acordo com o "Correio da Manhã" a maior parte dos ministros só ficou a conhecer as medidas do PEC 4 depois de Teixeira dos Santos, ministro das Finanças, as ter anunciado publicamente na passada sexta-feira.

Das novas medidas, segundo o jornal, só saberiam os ministros da Presidência, Pedro Silva Pereira, das Finanças, Teixeira dos Santos, e dos Negócios Estrangeiros, Luís Amado.

Governar?

Hugo Correia disse...

Para quem ainda não leu a entrevista, na íntegra, da "esperança"...

http://www.ionline.pt/conteudo/109982-santana-lopes-ja-estou-formar-um-movimento-politico

Fernando Cardoso - Viseu disse...

Caro Dr. Pedro Santa Lopes,

Para quando a criação de um Movimento Politico? Força com isso!Portugal está a precisar de reformas urgentes, profundas e duras...mas como se faz quando todos são amigos, ou familiares, ou amigos dos amigos, ou ainda usufrutuários do sistema que os vai alimentando? Só com alguém que não tenha medo, nem tenha nada a perder e tenha uma estratégia para o País. Eu incluo-me neste grupo. Acredite que é possível dar a volta a isto, mais tem que doer a outros...cumprimentos.

Jorge Diniz disse...

No meio de tanta depressão colectiva, o número de descontentees apresentados foi enorme.
Estou em crer que uma "VOZ" credivel (pela honestidade) poderia comandar números muito superiores.
O actual sistema (partidário) está esgotado.

30 dias de Benguela disse...

Governar, Governar...

"Os campos de golfe deverão voltar a ser tributados à taxa reduzida de IVA, de seis por cento, em vez dos 23 por cento..."

o cusco....... disse...

Lamentável a entrevista do PM.
O que ele diz já ninguém faz caso, mas lamentável o papel da entrevistadora…
Nem António Ferro faria a Salazar um entrevista tão escandalosamente arranjada…Lamentável.
Nunca o contrapôs nem contrariou. Comentava o que os outros, Mário Soares, oposição, diziam dele e depois deixava-o recompor-se e dar a volta ao prego.
Quando ele se perdia, ela voltava atrás e organizava-lhe as ideias para ele depois se defender…
Uma falta de ética profissional a toda a prova.
Sócrates volta a dizer que o importante era apresentar à Europa as novas medidas e por cá que se catassem.
Depois P. Coelho diz que a peça de Teatro acabou..Porquê? Cansou-se de contracenar? Deve ter sido. Enquanto andou a mentir aos Portugueses ele também e a fazer o que dias antes dizia nunca acontecer ( OE, subida de impostos etc.. ) e a fazer panela com Sócrates, já o Teatro era exequível.
À medida que a entrevista avança, a propaganda Sócrates entra no seu auge. Parece que estamos loucos de alegria..e para culminar, a amiga entrevistadora diz-lhe mesmo no fim que o Governo chegou a acordo com o camionistas!!! Ele ri de gozo e alegria, ela regozija-se.
Lamentável.
Nem o “Hugo Caraquenho” tem entrevistadoras assim tão cooperativas.
Jamais lhe pergunta se acha correcto andar a cortar pensões, congelar reformas de 200 euros. Se acha normal não acabar com os mamões amigos gestores públicos e fechar tantos institutos e empresas públicas que abriu em plena crise para dar emprego aos boyz. Nem Ricardo que está sempre a soprar-lhe pelo auricular lhe diz que o arrase. Estava tudo tão arranjado que mete nojo.
Depois de Sócrates crescer e limpar-se da porcaria com a entrevistadora a lavar-lhe as costas, este insulta a oposição mais uma vez e diz que a culpa de toda esta porcaria é da mesma.
Acusa o PR ( bem feito!!! ) de não ser isento, dá-lhe uma lição de moral e de Constituição ( meta-se onde deve, diz ) insinua que está a fazer uma política de oposição e a favor da mesma.
Termina dizendo que “não está agarrado ao poder”.
Aí eu soltei uma gargalhada.
Uma entrevista lamentável sem profissionalismo e consertada ( íssima ).
SIC, makes me sick!!!

LOUVA A GREVE PERMANENTE EM DEUS disse...

efemérides?

100mil professores
ou professores e acompanhantes?

para quem foi derrubado por um processo de desgaste similar

não está a ser pouco solidário?

com o nado-morto na incubadora....

os Belgas andaram sem governo
desde 2010 a 2011
isso aparentemente é um desses países a sério

LOUVA A GREVE PERMANENTE EM DEUS disse...

Comentário eliminado
Esta mensagem foi removida por um administrador do blogue.

Aparentemente aproxima-se um regresso ao teatro de operações

joanico disse...

Caro Dr Santana Lopes
Pela primeira vez estou a escrever a um político, mas não pude deixar de o fazer.
Ontem vi o debate em que participou na TVI e fiquei com vontade de lhe demonstrar o meu apoio. Realmente o que falta a este país são políticos que ponham o interesse dos portugueses e do nosso país à frente dos interesses pessoais.
Espero sinceramente que a sua reflexão sobre um novo partido tenha uma conclusão positiva.
Eu neste momento, (e se calhar muitos como eu) que até agora sempre votamos à direita, não vejo nenhum partido onde possa votar com convicção. Espero que possamos ter uma alternativa.
Bem haja!!!

Anónimo disse...

Esse comuno-socialista Sampaio, foi o pai do problema.

Jorge Branco disse...

Dr. Santana Lopes vá para a frente com um novo partido. A tarefa deve ser titânica atento o povo que temos...mas penso que ainda há esperança se souber chegar ao fundo das pessoas. E penso que tem essa capacidade, a de ser verdadeiro. Este é o momento.
Cumprimentos