sábado, 26 de junho de 2010

Não se faz

Um Presidente da República não pode dizer que quem lesse os indicadores percebia onde o País ia chegar e ter consentido, por omissão, que isso acontecesse. Se era assim, porque não impôs,logo a seguir às eleições de Outubro,outro tipo de Governo? Porque não impôs,como tenho repetidamente defendido, um Governo de Salvação Nacional?

Por que razão, então, a cooperação em vez da clarificação estratégica? Só agora,outra vez próximo das eleições presidenciais, quer "separar águas" do que foi o "seu" Primeiro - Ministro durante 5 anos? ´

É que se era fácil- e também penso que era possível- ler e prever o que aí vinha, qual a razão para não ter usado os seus poderes para evitar a tal situação insustentável? Os poderes não são para serem usados de modo a evitar graves danos para o País? Repito: se era possível prever, nas próprias palavras do Presidente!...

Durante estes 5 anos, José Sócrates foi Primeiro - Ministro. Mas Cavaco Silva foi Presidente da República. Eu sei o que sente um Primeiro - Ministro que vê o Presidente a fazer determinado tipo de intervenções. E não pode acontecer. José Sócrates pode também já ter cometido erros no relacionamento institucional. Mas um Chefe de Estado, também aí, deve ser o primeiro a dar o exemplo.

21 comentários:

Anónimo disse...

Claro que se faz, Dr. Pedro Santana Lopes!
Sabe porquê?
Porque se ACSilva lhe fez o que fez e disse e eram "companheiros", qual o espanto?
Por isso é que desde essa altura o meu voto tem sido em branco para as legislativas e presidenciais e autárquicas e por aí fora.
Não voto em partidos, voto em pessoas que me inspiram confiança e nobreza de carácter. Quando discursam nas campanhas e não só, mais do que ouvir o que dizem observo-lhes as feições, o olhar e essa leitura para mim é mais elucidativa do que muito do que dizem. É um exercício fascinante e muito revelador do que lhes vai no íntimo.
Por isso a minha confiança tanto pode estar em alguém do CDS/PP como em alguém do BE.
Sou livre e obrigo-me a um exercício de isenção.

Por isso para já:
VIVA O VOTo EM BRANCO!

MG

João disse...

O presidente tem muita razao no que diz, goste ou não se goste de ouvir. Eu percebo que nao se goste.
Dr Santana Lopes vá pensando numa chegada a presidente daqui por uns anos.

Jorge Diniz disse...

Caro amigo e COMPANHEIRO, apesar das suas sábias e certeiras palavras, não posso concordar (inteiramente, leia-se) consigo).
Na verdade essa sua ideia, que repetidamente tem defendido, de impor "...um Governo de Salvação Nacional..." seria manter o "status quo" que actualmente impera.
Senão vejamos, nos últimos trinta e cinco anos temos sido (des?)governados por quem (na sua ideia) faria parte desse Governo e que nos "posicionaram" nos resultados actuais.
Também são conhecidos os benefícios e interesses obtidos por esses "governantes", ou "gestores" ou "reformados" (porque "carenciados" necessitam do dinheiro dessas "reformas" para viverem - nas palavras deles – devido ao seu “sacrifício” pelo interesse publico).
Assim sendo, a “salvação nacional” mais não seria que “a salvação de interesses dos interesseiros”. Por isso, a solução é “VARRER E RECOMEÇAR”.
Como?
Que tal eleição por círculos uninominais onde o eleito teria (obrigatoriamente sob pena de perder o mandato) um dia por semana, da sua agenda, para receber e ouvir os eleitores do seu circulo?
Quando há mais de trinta anos iniciei funções públicas, os Gestores de então (“amadores”) percorriam diariamente os serviços a fim de se inteirarem dos problemas existentes. Era a então chamada “gestão participada”. Hoje, porque são “profissionais”, isolam-se em gabinetes, quais figuras míticas “atingidas pelo raio do saber”, NÃO OUVINDO NINGUÉM, aliás, aquele que ouse “dar a sua opinião” é, literalmente, ostracizado.
Sabe de onde emergiram estes “gestores profissionais”? Não serão oriundos dos elegíveis para esse “Governo de Salvação Nacional”? Então, o que “salvariam” eles, senão os seus INTERESSES?
Tudo isto para lhe dizer: NÃO AJUDE A CRIAR ESSA NECESSIDADE COLECTIVA que o movimento do “bloco central de interesses” tem tentado criar, com o único objectivo de justificar a sua existência.
Cara “Marroquina”, o meu MUITO OBRIGADO.

PedroSantanaLopes disse...

Jorge Diniz:
Sabe porque falo em Governo de Salvação Nacional? Exactamente porque não quero um Governo de Bloco Central, dos mesmos e para os mesmos, com as políticas que faliram.
Muito tem de ser diferente e, para isso,a legitimidade de um Presidente é indispensável.
Cumprimentos
PSL

José Ferreira disse...

Caro Pedro nunca o pensei ver a lutar contra o sonho de Sá Carneiro. Não é ao tentar combater os seus que mostra a boa moeda. Cavaco fez o que pode dentro dos seus poderes constitucionais. Mais do que ninguém deveria saber que demitir um governo não é solução. Estou convicto que Cavaco vai vencer as eleições com ou sem outro candidato de direita. Como seu admirador gostava que se preservasse para ter um futuro de acordo com as suas capacidades. Em 2011 , quero um presidente, um governo, uma maioria.

Jorge Diniz disse...

Assim sim, AVANCE.
Conte comigo, nem que seja para "colar cartazes".

Hugo Correia disse...

E isto, o que quer dizer? Recomeçou a campanha? Coincidências?

http://jornal.publico.pt/noticia/26-06-2010/gabinete-de-santana-lopes-isola-vereador-do-psd-19704313.htm

Quanto ao seu texto, totalmente de acordo. Insustentável? E agora? Cruza-se os braços? Um não se demite e o outro não quer demitir e continua a falar em cooperação estratégica. Insustentável é esta atitude, a de não agir.

Anónimo disse...

DR. Santana Lopes:
Concordo inteiramente consigo. Por isso peço-lhe que se candidate à Presidência da República!

Anónimo disse...

Avance!!!! Tem o meu voto!!!
Não votei em si em 2005 nem para a Câmara de Lisboa, mas votarei se avançar para a Presidência!

JB disse...

A lei dos casamentos invertidos deu na aberração relatada no CM em que só é pena de não etr sido apadrinhada pelo Sócrates

George Sande disse...

venho fugida, de Abrantes, Valupis e outras almas penadas.
É que uma pessoa não pode andar na blogosfera descansada nos dias que correm. Uma maçada!
Vejo que por aqui já se colam cartazes...eu para isso confesso que não tenho muito jeito e os saltos, não facilitam. Mas posso dar uma opinião sobre as cores. Ponham-lhe um fundo azul e branco. Vão ver que vai bem com tudo.
O Alegre, não se ia lembrar disso. O Nobre, parece que já se esqueceu...

O blogueiro sai a terreiro com o Jorge Diniz: é bonito de se ver sim senhor.

Não precisa de agradecer Diniz.
Agora tenho que me fixar mesmo neste nick? Olha a minha vida...marroquina. Melhor outro, Este é péssimo! :)

António Jorge disse...

Não é com esse tipo de discurso que o Senhor Doutor lá vai. Se pretende ser candidato a Presidente da República o melhor que tem a fazer é "rasgar" o cartão laranja (o PSD e o País agradecem) e "encostar-se" ao PS, seguindo assim o exemplo da arquitecta Helena Roseta e José Miguel Júdice ou Guilherme d´Oliveira Martins.
O País já está cansado de o ouvir.

Mário Rui Gomes disse...

Desafio a si, à Drª Rosário Águas e ao Dr. Pedro Passos Coelho a seguirem:

http://mundoplanolusofono.blogspot.com

Mário Rui Gomes disse...

Evento APDSI SIG no Suporte à Engenharia e à Sociedade:
http://www.archive.org/details/Apdsi-JornadasSig2010-Abertura) em nome da APDSI
http://www.archive.org/details/Apdsi-JornadasSig2010-JoaoFerrao
http://www.archive.org/details/Apdsi-JornadasSig2010-ArmenioCastanheira
http://www.archive.org/details/Apdsi-JornadasSig2010-AldinoSantosDeCampos

Próximos eventos:
-Outubro (na Fundação Portuguesa das Comunicações): SiNerGic no Suporte à Engenharia e à Sociedade
-Novembro (no Fundação Portuguesa das Comunicações): Inspire no Suporte à Engenharia e à Sociedade
-Dezembro (Convento de Tomar): Programa Novas Oportunidades para Licenciados no Desemprego no Suporte à Engenharia e à Sociedade
Primeiro Trimestre (Sociedade Geográfica de Lisboa): Apresentação do Estudo Geo-Competitivo II

Mário Rui Gomes disse...

Exmº Dr. Pedro Santana Lopes
Como o actual Presidente da Republica não se vai recandidatar (a "mulher não vai deixar que ele continue, mais 4 anos, a não ter tempo para tratar dos netos) espero que apoio a futura candidatura do Dr. Paulo Portas a qual, espero, irá ser apoiada por toda a Direita e Centro (alas não Socráticas nem Alegres).
Assim dentro de 4 anos será a sua vez de ser presidente.
Saudações à Drª Carmo e à sua "Mãe".

Anónimo disse...

Dr. Santana Lopes,
O Senhor agora tem um discurso igual ao Dr. Louçã, ao Dr. Nobre e ao triste poeta Alegre, é?
Os ódios de estimação levam a tanto?
TNunes

Anónimo disse...

Porque razão Cavaco actuou desta forma ?

Causa material - Cavaco pensa que o PR é a Raínha de Inglaterra

Causa formal - Cavaco prometeu "cooperação estratégia"

Causa eficiente - as sondagens não deixaram

Causa última - Re-eleição

George Sande disse...

É que já não nos bastava o ex, futuro, sempre omnipresente Carlos Santos e agora também temos o Mário Rui Gomes.
Mas já não há época de exames?
Resta-me desejar-lhe muitas felicidades blogosféricas no seu novo planisfério.(que vou seguir, desede já, muito atentamente na medida das minhas possibilidades e do vento,que se deseja de feição)
Que a viagem seja de circumnavegação, quando não, arrisca-se a ser despejado borda fora. O maior temor dos nossos navegadores e quase, quase, que também o meu.
Mas tenha esperança!(a esperança é a última a morrer). O Dr. Passos Coelho e o Dr. PSL não se intimidam com tormentas. Nem sequer no caso de aquilo meter um bocadinho de água. Pouca coisa e só de pôpa é claro.
E como o actual Presidente não se vai recandidatar, em hipótese nenhuma,toca a desfraldar velas, içar balões, lançar garrafas com mensagens para os antípodas.

Se algum dia eu também tiver o meu diáriozinho cor-de-rosa, o que acho muito pouco provavel, só poderá ter dois nomes: o óbvio e, um outro: ben-u-ron.

P.S. muito obrigada pela informação da candidatura do Dr. Paulo Portas. Imagino que ele também agradece. No caso, quiça comovido, por se ter lembrado. Esqueceu-se do Dr. bagão Félix...mas imagino que depois de meditar sobre o assunto, também nos deixa as suas "directrizes", as quais aguardo ansiosamente.

Mário Rui Gomes disse...

Caro George Sande
Envie-me o seu E-mail para mario.rui.gomes@gmail.com que eu quero vencer a aposta que fizemos à 10 anos.
Está na altura de começar a juntar dinheiro para o nosso Jantar no Gabrinus do dia da eleição do próximo Presidente da República que espero (para bem dele) não seja o Dr. Pedro Passos Coelho).
O grande Embate já está planeado para daqui a 5 anos:
Durão (Liberais) versus Lopes (não liberais).

George Sande disse...

Mário, Mário...George Sande! Já vi que não faz parte do seu vastissimo curriculum, mas daí a chamar-me "caro"...
Caem todos, deixe lá. Faça assim: aproveite e passe na "Diciopédia". É mais maneirinha e tem uma versão didáctica (que hoje está muito calor para a cóltura) e procure em George Sande. Também pode procurar em violinos, ou em Cho...esse mesmo! Eu prometo que não digo nada a ninguém. Palavra de escuteira. Nem sequer no seu planisfério.
Quanto à aposta que fez "há" dez anos, se fosse a si, passava mas era lá (no Gambrinus) num fim de tarde, mais não seja para comer umas tostazitas com pickes e umas pasteladas à barra. Muito gostam eles de encostar as barrigas à barra do Gambrinus...
É que se fica à espera da eleição...
Bem, também tem uma vantagem,como a coisa não está para já, sempre junta logo para a gorjeta. Dois em um.
Vou ficar por aqui a assistir aos preparativos (imagino que há preparativos) do tal "grande embate" já planeado e tudo.
O Dr. Passos Coelho não creio que chegue para tanta "contenda", mas nunca se sabe. Lá diz o ditado...até ao lavar dos cestos é vindima.
Trate de organizar uma "estratégia" mas em grande! Uma coisa em bom! Acabo de tomar lugar no camarote.
cumprimentos

Anónimo disse...

Para quando o anúncio da candidatura, Dr. Pedro Santana Lopes?
Cumps