sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Vantagens

É bom já terem surgido candidaturas antes do Congresso Extraordinário. Assim, como diz, hoje, Aguiar Branco, na entrevista ao Público, poderá ficar mais claro aquele que poderá ser, no futuro, o modelo estatutário que ligue Congresso e Directas.
Há duas hipóteses nas quais estão a trabalhar um conjunto de pessoas e que deverão ser apreciadas, juntamente com outras que, eventualmente, existam. Uma poderá ser escolhida se merecer um consenso alargado e, claro, para passar a vigorar para a próxima vez. Pode o Congresso ser no fim - de - semana das Directas ou, em alternativa, ser, como agora, anterior.

6 comentários:

Jorge Diniz disse...

Diz o meu amigo e Companheiro: "É bom já terem surgido candidaturas antes do Congresso Extraordinário."

Eu digo, melhor será que do congresso saia uma candidatura VENCEDORA (porque unificadora), encabeçada por quem (de forma vil) em 2005 foi "apeado" por um "golpe de estado" perpetrado por quem agora está no poder e fez promessas (leia-se MENTIRAS)e que FALHARAM EM TODAS (mas mesmo TODAS) "as" que precederam esse autêntico "GOLPE DE ESTADO".

Jorge Diniz disse...

Diz o meu amigo e Companheiro: "É bom já terem surgido candidaturas antes do Congresso Extraordinário."

Eu digo, melhor será que do congresso saia uma candidatura VENCEDORA (porque unificadora), encabeçada por quem (de forma vil) em 2005 foi "apeado" por um "golpe de estado" perpetrado por quem agora está no poder e fez promessas (leia-se MENTIRAS)e que FALHARAM EM TODAS (mas mesmo TODAS) "elas" que PRECEDERAM ESSE "autêntico GOLPE DE ESTADO".

Anónimo disse...

"Pode o Congresso ser no fim - de - semana das Directas ou, em alternativa, ser, como agora, anterior."

Na semana das directas nao e la boa ideia! em minha opiniao, o Congresso tem que ter porta aberta para gerar candidaturas que possam ainda se candidatar as directas...

PS-desculpe os acentos...

Anónimo disse...

O congresso tem de ser gerador de candidaturas, caso contrário serve para nada.

Estamos à espera que A CANDIDATURA seja a sua. Estas são pouco estimulantes, apesar de um pouco melhores que a actual presidente. Além disso são candidaturas de cisão.

Por favor não deixe cair as directas como querem os da central politike.
Os melhores cumprimentos

MG disse...

Dr. Pedro Santana Lopes,
Boa noite,
Quero reforçar o desafio que lhe vem sendo lançado por todos nós para que se candidate à liderança do PSD. É PRECISO!
É PRECISO colocar, fora da corrida, fora deste circo político os galos que se digladiam (dissimuladamente, ou não) pelo poder, pela necessidade de protagonismo e não por um imperativo patriótico, por um sentido de Estado. Tenho assistido às audições sobre a tentativa de controlo/manipulação da comunicação social pelo governo e é desconcertante o cinismo e o à-vontade com que as pessoas mentem despudoradamente. Como é possível dizer-se “não tenho razões para não acreditar nas declarações que, de uma forma solene, o PM veio proferir à televisão sobre o assunto”. Como é possível acreditar em alguém que mente sobre as suas habilitações académicas (já para não falar no seu percurso académico, também ele altamente suspeito...), que mente ao dizer que não tinha conhecimento do assunto, ou melhor, não tinha tido conhecimento formal, do género: “sou a Maria patroa e a Maria empregada” como diria Ivone Silva, sim porque com um(a) “vara” por perto, eu nunca me comprometo; ou talvez tenha sido um seu heterónimo, que nem Fernando Pessoa. A mentira tem perna curta e o PM não tarda vai manquejar... It stinks!
Já agora, aproveito para tirar o chapéu ao deputado João Semedo do BE pela sua intervenção, sobretudo na parte final :-). Inquérito Parlamentar, já!
Por isto e por muito mais, pela forma como o País tem vindo a ser desonrado por um grupo de trepadeiras que nos sufocam, espero que nos dê a boa notícia da sua decisão de se candidatar à liderança do PSD. Como anteriormente lhe referi, tem de ter cuidado com os invejosos companheiros e os barõezinhos que são bons para segurar cortinados e não para servir de guilhotina. Mas acho que o Sr. já aprendeu a lição, não? Deve rodear-se de gente sã!
Dr. Santana Lopes – Candidatar-se É PRECISO!
(A propósito do circo político, isto é mesmo verdade ou é terrorismo jornalístico?
Soube-se a dia 27 de Agosto, pelo Público, que a jovem e distinta advogada Vera Sampaio (terminou o curso com média de 10 val) com uma carreira de 'dezenas de anos e larga experiência' foi contratada como assessora pelo membro do Governo, Senhor Doutor Manuel Pedro Cunha da Silva Pereira, distinto Ministro da Presidência.... soube-se há tempos que o filhote, depois de se ter formado, foi logo para consultor da Portugal Telecom, onde certamente porá 'toda a sua experiência ao serviço de todos nós.) E o que por aí andará...

Pedro disse...

Dr. Pedro Santana Lopes,

No período de grave crise social e económica que o pais atravessa é necessário que aparece uma oposição forte e unida que demonstre ser uma opção credivel ao actual governo...

Neste momento, apesar de o PSD não demonstrar ser essa oposição forte, unida, tem demonstrado ser uma opção credivel nas questões de economia e finanças, contudo tem-se desligado das questões sociais!

Está na altura de alguém no PSD rever a lição, estudar novamente os principios de um dos seus símbolos - Sá Carneiro - e dar mais atenção às questões sociais.

Num período em que existem muitas pessoas em Portugal no limiar da pobreza, outros que têm vergonha de assumir a pobreza em que vivem, não se pode continuar a pedir que "apertem o cinto", tem de aparecer alguém que dê importancia às pessoas, ao povo e que lhes apresente soluções, somente assim o PSD poderá conquistar novamente a confiança dos portugueses.

O PSD não pode estar APENAS associado às questões economico/financeiras, tem que demonstrar que é uma opção válida para governar em qualquer cenário e que tem valências em todas as áreas para efrentar todas as adversidades que possam aparecer na governação de um pais.

Dr. Pedro Santana Lopes, está na hora de sair da sombra e avançar com uma candidatura, ou então de se fazer ouvir com o objectivo de unir o partido.

Dr. Pedro Santana Lopes, por o admirar e me identificar com os ideais do partido, filiei-me no PSD. Por não me conformar com a "pasmaceira" em que vivemos comecei a intrevir localmente, ou seja, eu já dei um pequeno passo, quando dá o seu?

Forte abraço de um admirador,
Pedro Lima