domingo, 12 de abril de 2009

Classe

Semana marcada pela fantástica exibição do F.C.Porto em Manchester. Impressionante a classe e a raça com que jogaram. Os primeiros vinte minutos, então, foram de tal modo que parecia mais o próprio Manchester noutros jogos da temporada. E a reacção que tiveram quando sofrerem um golo a cinco minutos do fim é digna de uma grande equipa.

5 comentários:

mynameisfairplay.com disse...

Pinto da Costa afinal foi Benfiquista, toda a verdade em: http://mynameisfairplay.blogs.sapo.pt/

joyce disse...

Dr. Pedro Santana Lopes

Espero que o FCP faça uma boa exibição amanhã (15), na segunda volta dos quartos de final, como aconteceu na primeira mão.

http://www.youtube.com/watch?v=K9Joo460r_0&feature=PlayList&p=
AB7B7D7E4A208877&playnext=
1&playnext_from=PL&index=28

Ricardo Araújo disse...

Boa noite Dr. Pedro Santana Lopes tem razão quando diz que foi um Porto de classe e onde tivemos um grande jogo de futebol, onde vimos duas equipas a tentar ganhar.
Espero que a segunda mão seja outro bom jogo de futebol e que o Porto consiga vencer e levar o nome de Portugal novamente ao cimo do desporto Europeu.
Um grande abraço, cordialmente.
Ricardo Araújo.

joyce disse...

Dr. Pedro Santana Lopes


Que pena! O FCP ficar eliminado por um golaço de um português!
Quem diria?
Temos que tirar o chapéu ao CR.
Merece o título de melhor jogador do mundo.
Mas no futebol é mesmo assim!
Para o ano há mais!

Miguel Oliveira disse...

Caro Pedro Santana Lopes:

Eu aproveito este espaço para lhe perguntar se, como antigo Primeiro Ministro de Portugal, ou seja, tendo sido uma das pessoas melhor informadas deste País, existe ou não equidade no tratamento da informação quando os factos envolvem uma equipa fora de Lisboa ou dentro dela. Nomeadamente, gostava de saber se, face à sua muita experiência, considera que foi justo o tratamento mediático e judicial dado ao Presidente do FCP, Pinto da Costa, comparativamente com o aparente branqueamento total de tudo o que teve a ver com Luis Filipe Vieira, Presidente do Sport Lisboa e Benfica.

É que eu até respeito a sua opinião, sabe? Um Portista como eu acha que houve (e continua a haver) claramente dois pesos e duas medidas... que se tentou assassinar um carácter e branquear o outro. O que tem a dizer sobre isto? É mania da perseguição e provicianismo bacôco ou existe de facto uma ENORME dualidade de critérios?

E como Presidente da Câmara de Lisboa, vai instigar o ódio sem sentido a tudo o que não seja de lisboa, ou pelo contrário, vai apostar nas boas relações com o Porto (não forçosamente com o Rui Rio).

Com os melhores cumprimentos,
Miguel Oliveira