segunda-feira, 2 de março de 2009

Grandes Jogos

Que grande jogo, o Atlético de Madrid-Barcelona desta jornada. O Atlético esteve a perder 0-2 e ganhou 4-3. Impressionante o ritmo, a velocidade. Como no Olympique de Lyon- Barcelona de terça-feira passada. Absolutamente impressionante.
A propósito de futebol, estive a ouvir agora uns minutos do programa de desporto da SIC Notícias, onde comenta Rui Santos, que fala de mim sempre do mesmo modo, por causa de Carlos Queiroz, que foi substituído, como treinador do Sporting, pela Direcção a que presidi.
Então não é que me resolve nomear como exemplo de quem começou por ter Pinto da Costa como inimigo e, depois, se aproximou, acreditando que o Presidente do Porto poderia transigir na sua linha de defesa dos interesses do seu clube?... Com tanto Presidente que fez alianças com Pinto da Costa, como José Roquete e Dias da Cunha- o que não comento- refere-me a mim, que mantive o clube, sempre,, em oposição ao poder reinante e fora dos órgãos da Liga? É inacreditável!
Confundir as atitudes correctas e as palavras de cortesia que Pinto da Costa me dirigiu, quando cessei aquelas funções, com as opções na liderança do clube? É inacreditável! Só faltava agora... Enfim, tem a importância que tem. Mas saltar de canal e ouvir mentira atrás de mentira...
A propósito de Atlético de Madrid, que boa exibição o Porto lá conseguiu na véspera do que aconteceu ao Sporting frente ao Bayern. E, afinal, dias depois, o Sporting conseguiu um bom resultado no Estádio do Dragão. É assim o Desporto em geral e o futebol em particular. O pior são os comentários sobre as arbitragens...
A propósito: ouvi um trinador, julgo que do Rio Ave, Carlos Brito, a elogiar o trabalho do árbitro depois do jogo que a sua equipa perdeu. Muito bem. Belo exemplo.

10 comentários:

Anónimo disse...

O menino é preso por ter e não ter cão. Já devia de estar habituado ou isto ainda o surpreende?
Sabe que mais ? Mantenha-se igual a si próprio porque é isso que "os"
aborrece e hostiliza.É a "maldade" que os move. Falta-lhes consciência intelectual...
AS

miguel vaz serra disse...

Dr.Santana Lopes
O presidente da Guiné-Bissau, Nino Vieira, foi assassinado.Grandes jogos...acabam com a vida de um homem por culpa de outra morte,Tagmé Na Waie, horas antes.
Parece-me como mínimo incrível que 35 anos depois da Revolução dos cravos que desencadeou a independência das colónias portuguesas ainda andem a matar-se pelo poder...Países há que ninguém se mata porque simplesmente já não há ninguém para matar....Herança pesada deixámos em África....Exemplos tremendos deixam os governantes africanos aos seus jovens,futuros homens desses Países.Pergunto....Até quando?

mafegos disse...

Apesar de ser benfiquista,sempre fui um grande admirador seu e lamento que na altura em que você foi presidente do Sporting,era presidente do Benfica,aquele que terá sido o pior presidente da história do Benfica e que ajudou a entregar o poder ao Porto,o Manuel Damasio,que se tivesse havido uma estratégia conjunta entre os dois tinham arrasado o Porto e é por essas e por outras,que o Porto lávai indo foi assim com o Roquete que depois se zangou com o Pinto,foi assim com o Dias da Cunha que também se Zangou com ele e que juntamente com o Vieira fizeram um ataque ao sistema ,eu sou um anti-Vieira,mas o problema é que o Benfica ganhou o campeonato e os Dias Ferreira deste nosso país preferem o segundo lugar e que o Porto seja campeão,é aqui que reside a grande força do Pinto da Costa,dividir para reinar.
Fui dos que achei um piadão quando você como presidente do Sporting,mandou colocar um cadeirão a beira do banco de suplentes do Porto,quando o Presidente da liga era o Pinto da Costa e ia para o Banco de suplentes.

António Lopes da Costa disse...

O que faz o senhor Rui Santos não é mais do que apontar, depois dos jogos, os erros dos treinadores. É como que dizer qual é a chave do Euromilhões aos domingos, quando esta já é conhecida de todos.
A propósito, esse mesmo senhor disse que o Sporting jogou para não perder. E estava à espera do quê? Depois de uma goleada histórica 72 horas antes, com lesões desde o guarda-redes à frente de ataque, sem poder contar com Veloso, Vukcevic e com a saída prematura de Grimi (também devido a lesão), jogando fora, contra o tri-campeão, moralizado por um bom resultado fora na Liga dos Campeões, será que alguém conseguiria, com aquela equipa do Sporting, fazer melhor naquelas circunstâncias?
O que eu acho dos comentadores é que o são porque não tiveram sucesso nas suas oportunidades. E não será por acaso que Rui Santos não é nem dirigente nem treinador de futebol...
Quanto às críticas pessoais, não se preocupe. Porque esse senhor as faz constantemente. E sempre ouvi dizer que "enquanto os cães ladram, a caravana passa" e que "vozes de burro não chegam ao Céu".

Um abraço

antónio disse...

Boa tarde.

Rui Santos é um dos mais relevantes «cromos da bola».

Permita que ele nos continue a divertir com as suas patacoadas «sui generis», e com aquela vaga imitação de sofisticação no linguarejar.

Jorge Ortolá disse...

E não lhe dá um certo gozo os comentários desse comentador em relação a si ?
´Diz o povo que o que esse senhor te, é "dor...".
abraço

Salteadora disse...

Como tentei entrar pelo IOL e não consegui...Fiz no meu blogue um post para o seu site novo.
Parabéns, porque eu não estive atenta e não sabia que estas obras eram da sua presidência(não vi o túnel do Marquês...porque?)
http://salteadoresdaarca.wordpress.com/2009/03/02/as-7-diferencas/

Ricardo Araújo disse...

Bom dia Dr. Pedro Santana Lopes realmente V. Exa. tem razão no que diz, primeiro porque se queremos ver um bom jogo, temos de ver jogos internacionais e segundo porque o Sr. Rui Santos julga-se dono da verdade desportiva.
No primeiro aspecto os jogos lá fora são bons, porque os árbitros apesar de também errarem, não querem ser os protagonistas do espectáculo, enquanto que em Portugal os árbitros gostam de ser o centro das atenções.
No segundo aspecto temos semanalmente esse senhor a comentar tudo o que de futebol se trata, dando patacoadas atrás de patacoadas, pois se repararem bem, durante uma época ele é capaz de dizer maravilhas de um treinador e passado algumas semanas dizer o oposto.
O futebol Português precisa de uma limpeza completa a começar na federação e acabar nos clubes, senão vejamos o exemplo dos três grandes que acabam de entrar em falência técnica.
Um grande abraço, cordialmente.
Ricardo Araújo.

Fernando disse...

Ora viva meu caro Dr. Antes de mais deixe-me dar-lhe um abraço de amizade e também de admiração. Faz parte do meu imaginário de gente séria e inteligente, que infelizmente anda afastada deste nosso país.
Claro que em relação ao que disse o "ayatola" do actual regime "queiroziano", não o leve a mal. Anda preocupado de certo com os negócios que vai conseguindo manter com o homem que (espero estar enganado) não nos vai levar à Africa do Sul.
Já agora e para fechar. Em frente na caminhada para a CML, porque a capital, a minha cidade, precisa de um dirigente sem medos, e muito menos um homem que não está ligado a lobbys socratianos!
Um forte abraço.
E viva o nosso Sporting!!!
Fernando António

mynameisfairplay.com disse...

Realmente da vontade de ver jogos desta natureza, ontem mesmo desloquei-me a um local que transmitia vários jogos da Champions queria ver "o meu Sporting" mas infelizmente acabei por virar-me para o écran ao lado que transmitia o Chelsea - Juventus.

Excepção feita ao F.C.Porto, penso que o futebol Português cada vez mais transmite no exterior o que no seu interior não funciona, um futebol sem nível, sem "chama" os atletas transmitem a infeliz sensação que ali apenas estão para fazer passar uma obrigação e cumprir os 90 minutos para assim não lhes faltar os euros no final do mês, o futebol Português necessita de uma reestruturação, afinal onde esta o teu fair play.

Paulo Almeida - emigrado nos usa
Florida 2009

Saiba a razão de o governo dos Açores ser contra o fair play.

Documento oficial aqui: http://www.mynameisfairplay.com/HomeAzorespt.html