sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Tantas!

Ena, tantas declarações, intenções, alterações, proclamações vindas da Câmara Municipal de Lisboa, nestes dias. Como diz o Povo, que pena não haver eleições, todos os anos, para sentirem este impulso, sempre. Só que, pelo que se vai sabendo, esse afã não vai trazer nada de bom para a Cidade. Como mais adiante se verá. É "derivado aos nervos"...
Continuemos com a devida CALMA.

20 comentários:

Carlos Moura Carvalho disse...

Nestes últimos dias, têm sido feitas inúmeras promessas e avançados muitos prazos para a resolução dos múltiplos dossiers parados. Nalguns casos prazos curtos, curtíssimos.
E referentes, genericamente, a obras que estavam em curso com projectos aprovados e que foram mandadas parar para estudar e para se encontrarem melhores soluções...
Esta repentina energia, deve-se a
irresponsabilidade e desconhecimento ou miraculosa iniciativa e capacidade de decisão? Stress e desespero ou sincera vontade?
O tempo o dirá.
Até lá, concordo que se mantenha a devida calma.
Muita calma.

Jorge Dinis disse...

CALMA, que a Justiça será feita.

Lisboa não ficará para esse senhor.

Será para...?

Anónimo disse...

Sim, a CALMA é, neste momento, essencial. Mesmo perante a calúnia, mesmo confrontados com a injustiça saberemos mantê-la, por ora.

Sandra

Hugo Correia disse...

Uma palavra muito na moda que serve para mascarar a incompetência, o vazio de ideias, os ''nervos'',etc,etc,etc....PROPAGANDA. Tenho 34 anos e acho que sou muito novo para me sentir cansado, mas o que está a acontecer e o que estão a fazer a este país tira qualquer um do sério, é desgastante. Tentarei, como sempre, manter a CALMA.

Um abraço

Luis Bento disse...

Olho para o mandat do Antonio Costa e não vejo nada...vejo uma cidade desmazelada, suja, perigosa, declarações de intenções, acordos polítcos , promessas. Não vejo os munícipes a debater a política do António Costa... há que dar-lhes uma ajudinha...relembrar os grafitis, o estacionamento em segunda fila, a segurança, o arrendamento... Matéria por estudar e tratar...não falta

Gustavo Santos Costa disse...

Bom Dia Drº

Ele é o Fernandes a dizer que poê cancelas na Av. da Liberdade, é o Costa a mandar o pessoal embora da 24 de Julho, é o torreão poente da Praça do Comércio a cair, enfim.
Estou para ver se quando chegar a hora não lhes caia a casa em cima, como a maioria das casas da baixa pombalina.

Um abraço

Gustavo Santos Costa

Afonso Henriques disse...

É bom ver que por aqui passam cidadãos calmos e lucidos, começam a ser qualidades raras nos tempos que correm. Na CML é o que se vê, no PS querem "malhar" e no PSD temos o Dr. Machete, com a sua calma aparente, a fingir que apoia a Dra. Manuela Ferreira Leite, e o o Eng. Ângelo Correia, com a histeria que o caracteriza, a tentar explicar que respeita a decisão dos outros militantes mas que gostava muito de a mandar embora. Estas pessoas não parecem estar calmas, será porque finalmente perceberam que estamos cansados do cheiro a naftalina? Que por aqui continue a reinar a calma de quem tem a certeza de querer fazer o caminho certo.

Ricardo Jorge disse...

Pois é meu caro Drº. Isto está tudo muito mau...temos o pior governo de que há memória em Portugal, como se isso não bastasse, temos também a pior oposição de sempre.
A classe política precisa urgentemente de ser reciclada, especialmente a do PSD. Lentamente o partido vai baixando nas intenções de voto, perdem votos para a abstenção e a continuar assim, acredite, a derrota será histórica. Óbviamente que também ao nível das autárquicas isso se fará sentir.
Apesar das competências da Drª Manuela Ferreira Leite não estarem em causa, o que o partido precisa é de alguém capaz de mobilizar e transmitir confiança aos portugueses, e nisso, a líder do PPD/PSD é muito fraquinha.
Depois não digam que não foram avisados.

Anónimo disse...

Deplorável a entrevista no DN ao Vereador Manuel Salgado.

Vitor Soares Maganinho disse...

Quando a inistra protegida e a jogar em casa acontece isto... http://matosinhosonline.blogspot.com/2009/02/ministra-da-educacao-vaiada-em.html

Jorge Dinis disse...

Mais um mail que recebi no meu endereço electrónico:

"
GRANDE ESCÂNDALO*
O Sr. Presidente da República não deve conhecer esta. Será que alguém lha
pode enviar?
Espalhem esta mensagem para as pessoas saberem a verdade.
Apesar de ter apenas 50 anos de idade e de gozar de plena saúde, o
socialista Vasco Franco, número dois do PS na Câmara de Lisboa durante as
presidências de Jorge Sampaio e de João Soares, está já reformado.

A pensão mensal que lhe foi atribuída ascende a € 3.035 euros (608 contos),
um valor bastante acima do seu vencimento como vereador.

A generosidade estatal decorre da categoria com que foi aposentado - técnico superior de 1ª classe, segundo o «Diário da República» -apesar de as suas habilitações literárias se ficarem pelo antigo Curso Geral do Comércio,
equivalente ao actual 9º ano de escolaridade.

A contagem do tempo de serviço de Vasco Franco é outro privilégio raro, num
país que pondera elevar a idade de reforma para os 68 anos, para evitar a
ruptura da Segurança Social.
O dirigente socialista entrou para os quadros do Ministério da Administração
Interna em 1972, e dos 30 anos passados só ali cumpriu sete de dedicação
exclusiva; três foram para o serviço militar e os restantes 20 na vereação
da Câmara de Lisboa, doze dos quais a tempo inteiro. *
Vasco Franco diz que é tudo legal e que a lei o autoriza a contar a dobrar
10 dos 12 anos como vereador a tempo inteiro.

Triplicar o salário - Já depois de ter entregue o pedido de reforma, Vasco
Franco foi convidado para administrador da Sanest, com um ordenado líquido
de € 4.000 euros mensais (800 contos). Trata-se de uma sociedade de capitais
públicos, comparticipada pelas Câmaras da Amadora, Cascais, Oeiras e Sintra
e pela empresa Águas de Portugal, que gere o sistema de saneamento da Costa
do Estoril. *
O convite partiu do reeleito presidente da Câmara da Amadora, Joaquim Raposo,
cuja mulher é secretária de Vasco Franco na Câmara de Lisboa. O contrato,
iniciado em Abril, vigora por um período de 18 meses.*


s
termos do acordo, o salário de administrador é reduzido em 50% - para €
2.000 euros - a partir de Julho, mês em que se inicia a reforma, disse ao
Expresso Vasco Franco.

Não se ficam, no entanto, por aqui os contributos da fazenda pública para o
bolo salarial do dirigente socialista reformado. A somar aos mais de **€
5.000 euros da reforma e do lugar de administrador**, **Vasco
Franco**recebe ainda mais
Moçambique **já depois do 25 de Abril (?????),** e **cerca de € 250 euros em
senhas de presença pela actuação como vereador sem pelouro.
Contas feitas, o novo reformado Vasco Franco do PS, triplicou o salário que
auferia no activo, ganhando agora mais de 1200 contos limpos. Além de
carro, motorista, secretária, assessores e telemóvel.**


EU JÁ CUMPRI O MEU DEVER ...E TU?*"

Pergunto: isto é verdade?

Alguém responda.

nós por cá...... disse...

Dr.Pedro Miguel
O País está em estado de choque.Lisboa como capital do mesmo não está melhor......Antes fosse só dos nervos,pois havia tratamento.O Dr. Miranda Rodrigues deveria viver em São Bento,faz sempre falta um bom Neurologista e Belém já não tem médico há muito tempo....nem vai ter...Vila Nova ficará no norte.
Choveu muito em "Benavente" e o PS anda triste,deveria ser mais "Alegre",mas está difícil.Talvez o Pedro,que não Santana,depois do que disse os faça pensar.O Pai do PS também anda alvoraçado."Ele" é tanta informação diária dos projectos,tráficos,corrupção,vendettas familiares,que até Soares gostaria de andar "Alegre"...E cuidado que Louçã anda de taxa arreganhada...Mais umas "alfacinhas" e arrebata os verdes ao muribundo PCP,já que outro se vendeu ao PS depois de ter feito perder ao povo de Lisboa pelos menos 4 milhões de euros com o embargue do Tunel do Marqués,obra sua ( do Dr.Pedro Santana Lopes ) ,da muita que já fez em Lisboa e mais fará.
Nós por cá temos uma certeza.É que as canetas que os Alfacinhas usam para votar,não são manipuladas como as sondagens.
A Rosa pode ser de muitas cores,até da côr de pinho como o nariz de Pinóquio,mas as laranjas?!Essas só têm uma côr.Podem ser pequenitas,arrugadas,gordas,grandes ou minorcas,mas SÃO LARANJA!!!!!!!!!!!!!!nós por cá,em Lisboa,também.....................

José Ferreira disse...

O Dr. é realmente especial. A sua perspicácia e o seu olhar são, sem margem para dúvidas, diferentes. Tenho a certeza que na altura certa irá aparecer com garra , mas com calma e classe como lhe é caracteristico. Sou de Coimbra mas tenho a certeza que os lisboetas saberão escolher! E ,se para tal for preciso , estarei disponivel para o acompanhar em mais uma luta, pelos valores e ideais que a mim me fazem lutar.
Um Abraço, José Miguel Ramos Ferreira.

Jorge Ortolá disse...

Bom dia, Dr. Pedro

Como gosto de anos eleitorais, principalmente autarquicos. Escuta-se tanta coisa que quase, eu disse quase, se acredita serem verdade. Principalmente as promessas vindas de quem em 4 anos nada faz.

Mas sim, é preciso calma... mas não muita.

abraço

Jorge Dinis disse...

Provérbios.... "populares", com os quais concordo:

1) Em Janeiro sobe ao outeiro; se vires verdejar, põe-te a cantar, se vires
Sócrates, põe-te a chorar.


2) Quem vai ao mar avia-se em terra; quem vota Sócrates, mais cedo se
enterra.


3) Sócrates a rir em Janeiro, é sinal de pouco dinheiro.


4) Quem anda à chuva molha-se; quem vota em Sócrates lixa-se.


5) Ladrão que rouba a ladrão tem cem anos de perdão; parvo que vota em
Sócrates, tem cem anos de aflição.


6) Gaivotas em terra, temporal no mar; Sócrates em Belém, o povinho a penar


7) Há mar e mar, há ir e voltar; vota Sócrates quem se quer afogar.


8) Março, marçagão, manhã de Inverno tarde de Verão; Sócrates, Soarão, manhã
de Inverno tarde de inferno.


9) Burro carregando livros é um doutor; burro carregando o Sócrates é burro
mesmo.


10) Peixe não puxa carroça; voto em Sócrates, asneira grossa.


11) Amigo disfarçado, inimigo dobrado; Sócrates empossado, povinho
atropelado.


12) A ocasião faz o ladrão, e de Sócrates um aldrabão.


13) Antes só que mal acompanhado, o mesmo com Sócrates ao lado.


14) A fome é o melhor cozinheiro, Sócrates o melhor coveiro.


15) Olhos que não vêm, coração que não sente, mas aturar o Sócrates, não se
faz à gente.


16) Boda molhada, boda abençoada; Sócrates eleito, pesadelo perfeito.


17) Casa roubada, trancas na porta; Sócrates eleito, ervas na horta.


18) Com Sócrates e bolos se enganam os tolos.


19) Não há regra sem excepção, nem Sócrates sem confusão.

Anónimo disse...

..é uma pena não existirem eleições todos os anos... mas como vamos todos tendo "demasiada" calma, alguns encontram repentinamente no verbo e em poucos actos energia que não possuem...
..ante isto, é mesmo preciso manter a calma!!

RLS

Anónimo disse...

Como até agora só tinha assistido á pintura de uma passadeira, o 'irmaõ' Costa vai dar uma de trabalhador...

O pior é que em certas freguesias do PSD tb se faz festança. E em algumas nem isso...

Ricardo Araújo disse...

Boa tarde Dr. Pedro Santana Lopes é nesta altura de eleições que a propaganda mais aparece, prometendo-se mundos e fundos sem olhar a meios, pois o que interessa nestes casos é a reeleição.
Não se passa só em Lisboa, isto passa-se pelo País inteiro, só tenho pena é que o povo Português não tenha ainda aprendido com as falsas promessas e os erros passados.
Quando muito se promete é sinal de nervosismo é sinal que as sondagens não estão a ser do seu agrado, mas quando se governa em função das sondagens, o País caminha em maus lençois e caminha rapidamente para o abismo, conforme podemos constatar pelo estado em que esta o nosso País.
Um grande abraço, cordialmente.
Ricardo Araújo.

Céu Garcia disse...

Conduzir pelas Ruas e Lisboa hoje em dia é um verdadeiro exercicio de "acrobacia" á fuga aos buracos ou ás verdadeiras "crateras" existentes em todas as vias sejam principais ou não,uma vergonha,um desmazelo ,sinal que este Presidente(será que não percorre as mesmas ruas e Av que nós percorremos) não só não tem "brio" no seu trabalho como não tem respeito pela Capital Portuguesa .Volte Dr Santana Lopes que estamos a precisar do seu trabalho e do seu "brio".

Nuno Frazão disse...

Caro Pedro, apesar de ficar, eu tantos outros, sempre à espera de ouvir uma palavra sua sobre qualquer assunto de Lisboa, pois sabe verdadeiramente do que fala, confiamos na sua calma.

Entendemos que o ruído pode ser prejudicial.

Acreditamos, sobretudo em si, para termos de novo... LISBOA FELIZ!