terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Como será?

Ainda por cima, da Direcção do Sol fazem parte nomes como José António Saraiva, José António Lima, Mário Ramires. Já tinham feito parte da Direcção do Expresso. José António Saraiva dirigiu o principal jornal português durante duas décadas. Por isso, novatos não são. Não têm valor? Nunca o ouvi dizer. Então o que impede que opinem?
Lembro, como «declaração de interesses», que escrevo no Sol. Só que isso em nada tolhe a liberdade. Já elogiava o Sol mesmo quando lá não escrevia. O Sol, quando apareceu, deu-me a mesma sensação de frescura inovadora e livre que tive, e de que dei pública conta, quando apareceu a SIC. Na altura, exercia as funções de Secretário de Estado da Cultura, e, até então, só tínhamos a RTP. Elogiar a SIC no seu primeiro aniversário, era assim como que um pouco herético, ou, pelo menos, um pouco abusador, sendo membro do Governo. Mas sou livre e adoro a Liberdade, sempre conjugada com a Responsabilidade. E custa-me imaginar o que sentirão as vozes dos donos!... Como se sentirá alguém que se deixa domar, que não se importa de não ser livre.

1 comentário:

António disse...

Boa noite.

Ou seja o velho, batido e conhecido pessoal do costume.

Vícios antigos não merecem reciclagem.