domingo, 18 de janeiro de 2009

AGUSTINA

A edição de Janeiro da Ler merece ser lida, ainda mais do que habitualmente. Tem um especial(no qual tenho a honra de participar) sobre Agustina Bessa Luís que constitui uma merecida homenagem à Mulher e à Escritora, Figura cimeira das Letras e da Cultura.
Com a devida vénia, destaco os textos de Eduardo Lourenço, Lídia Jorge, Manuel de Oliveira e Carlos da Câmara Leme.

2 comentários:

inquieta disse...

Li ‘A Sibila’ era adolescente, talvez por isso a estória do romance seja hoje uma imagem difusa na minha cabeça. Porém, por alguma razão, tenho muito presente o que aprendi sobre não ceder a obstáculos. Devo uma parte dessa lição de vida e de força ao clã feminino retratado em A Sibila. Devo isso a Agustina Bessa-Luís. Penso que todos lhe devemos o legado de uma obra de excelência. Em português.

Saudações inquietantes II

Timóteo Lacerda de Albuquerque disse...

Boa noite.

Eis um vulto cultural de relevo que não vos anatemizou, a priori ou a posteriori, sobre o vosso mandato como Primeiro Ministro, apesar de insistentemente instada a isso.

Uma grande senhora com que muito biltre mediático haveria de tomar repetidas lições de Ética.