sábado, 11 de outubro de 2008

Antes e Após

Vivemos dias em que se impõe a exigência de serenidade e de lucidez. A resposta global que o Presidente George W. Bush e outros líderes mundiais procuram, não é facilitada pelo facto de estarmos em tempo de campanha eleitoral nos EUA. Não é fácil o Presidente norte-americano ser ouvido quando faltam três semanas para a escolha do seu sucessor. É natural que após a eleição haja mais condições para a confiança ser, progressivamente, recuperada. A confiança dos mercados é sempre de cristal e, numa crise tão profunda, ainda mais. Por isso, e por ser global, como quase tudo hoje em dia, maior a dependência da economia de um facto político singular como essa eleição que é, sempre, a da escolha do titular do cargo mais poderoso do Mundo.

6 comentários:

Ricardo Araújo disse...

Boa noite Dr. Pedro Santana Lopes esperamos todos que a eleição de um novo Presidente nos Estados Unidos, traga mais paz ao mundo bem como faça melhor à economia.
Os ventos de mudança acabam sempre por trazer algumas novidades, pois quem ganha vem sempre com novas ideias, já para não falar que politica mais deficiente do que a do actual Presidente Bush, deve ser difícil e para o bem de todos nós é bom que o novo Presidente olhe para trás e não cometa os mesmos erros.
Só era necessário que aqui também houvesse uma mudança, mas essa não podia ser entre José Sócrates e Ferreira Leite, pois isso era mais do mesmo e com qualquer um deles a nossa política era a mesma ou seja a do apertar do cinto.
Aguardemos por novidades, porque ainda falta um ano até as eleições e num ano muita água passa por debaixo das pontes.
Um grande abraço, atenciosamente.
Ricardo Araújo.

joyce disse...

Dr. Pedro Santana Lopes

"É natural que após a eleição haja mais condições para a confiança ser, progressivamente, recuperada." escreveu.

Olhe que não!... olhe que não!...
Nem antes nem depois, pois a recessão está chegando à velocidade da luz.
Basta ler o comunicado do FMI:

http://www.imf.org/external/
spanish/np/sec/pr/2008/pr08236s.htm

Depois das eleições americanas, espero bem, que não apareça outra crise, se Obama ganhar.
Nada melhor, que ler estes dois artigos:

http://www.olavodecarvalho.org/
semana/081009dc.html

http://www.olavodecarvalho.org/
semana/081009jb.html

Esperança e confiança são palavras que já sairam do meu vocabulário.
Fico aguardando o fim do filme!

Anónimo disse...

Mais três semanas de CRISE, até se resolverem as eleições Norte-Americanas. A partir daí, tudo volta a entrar nos eixos.
É evidente.

Leonor - Coimbra

Miguel Vaz Serra disse...

Dr.Santana Lopes
O Senhor põe o dedo na ferida.A crise financeira,que não económica, está a piorar por falta de confiança e não vejo forma de ela voltar tão depressa.Concordo consigo.Vamos esperar que o novo Presidente dos USA seja eleito.Apesar de que se poderia escrever muitíssimo acerca dele,Obama será o melhor eleito,penso,para dar uma golfada de ar puro ao Planeta.É uma opinião pessoal.Mas a confiança começa logo em nós.Se não estamos confiantes no Governo,na economia,nos mercados,nos Bancos,não "vamos ás compras" andamos na "retranca".E essa economia,a familiar é que faz andar a macro.Sem povo não há País.
Mesmo que haja ainda algum dinheiro, as pessoas não o gastam.Não se compra nada,portanto,não se vende.As lojas estão cheias,não há liquides,logo,mais empregados na rua,mais dinheiro que o estado gasta com o fundo de desemprego.
É isso que a esquerda,PORTUGUESA!!!!,não entendeu ainda.Que os ricos são necessários,devem ser mimados para investirem e gerarem trabalho.Regulação sim,socialismo NÃO.Isso já ficou provado que não passa de um capitalismo de estado em que há 100 do partido a mamar e a viver á grande e os milhões de habitantes a passar fome.
As pessoas querem falar da aflição que passam mas nem isso podem.
Tem Portugal uns média totalmente aprisionados pelas notícias especulativas e "fantásticas" na mira de maiores vendas e o controlo rigoroso do novo regime em relação ás críticas,nem vale a pena nós gastarmos a energia.Antes escrevíamos aos jornais.Havia aquilo do correio do leitor.Agora só publicam se fôr uma história da vizinha de 70 anos que se apaixonou por um rapaz de 30 que se aproveitou dela,o malandro,matou-a para a roubar e depois descobriu que afinal era a sogra que tinha dado a mulher para adopção matando assim matou a avó dos filhos dele.....E lá vai a TVI e faz uma novela dizendo que era ficção e a não sei quantas dar um envelope á Lencastre que se levanta chorando,qual Silvana Mangano e desaparece no meio da multidão..............isto é o que vende nas revistas e o povo adora.Eça seria milionário se vivesse agora.Tudo isto dá emoção ,que é nula nos dias tristes á família gasta pelos problemas económicos dos últimos 3 anos e o pânico do fim de semana em que não há escapadela possível.Os filhos pedem mais dinheiro para ir á discoteca e as compras no supermercado são inevitáveis.O olhar os preços mais baratos com vergonha alheia sempre controlando para que ninguém conhecido os apanhe em tal situação.A pobreza envergonhada de quem jamais necessitou olhar ao preço de um bife e agora fá-lo a diário.Pinto de Sousa (o nosso PM) devia estar orgulhoso.Conseguiu criar uma nova classe social.E o pior é que tudo se está a passar sob o olhar de Cavaco Silva.Digo mesmo que se alguém me tivesse dito há 5 anos que isto iria passar eu rir-me-ia até ficar sem folgo.Quem diria....Mas passou,passa e passará porque por grande pena,os interesses falam mais alto...Ás vezes leio partes do seu livro,o que fala de algumas coisas que passaram aquando daquele golpe apalaçado de Jorge Sampaio ao Estado Português e olho para toda esta situação política actual e penso cada vez mais que estava tudo pensado e combinado.Só pode ser,não há volta a dar,ou nunca,mas nunca Pinto de Sousa estaria ainda na "Presidência do C. de Ministros" ( tal qual como soa ).
Mas não vamos esperar só pela Presidência Americana para respirar algo de mudança....Vamos esperar pela Presidência da Câmara de Lisboa!!!!QUEREMOS AR PURO NA CAPITAL E QUE OS ALEMÃES SEJAM BEM VINDOS!!!!

Miguel Vaz Serra disse...

Dr.Santana Lopes
Eu ás vezes penso que não devia escrever estas coisas no seu bloge,por uma questão de respeito á sua pessoa,de não o fazer ler este tipo de situações que como mínimo constrange a sensibilidade espiritual,física e até democrática de qualquer criatura vivente,mas santa paciência: mas que passa com o nosso PM?
A pergunta é feita á raiz da "telenovela" que se pode ler em fascículos no site a ERC ( nunca vi entidade reguladora tão desregulada ) e ver nos canais SIC.Tudo por causa duma frase do PM que ficou tão amigo de Paulo Azevedo que afinal não ficou e afinal não disse a frase que o outro diz que disse e a outra não disse e ninguém disse mas disseram que a tinham dito e portanto há quem acredite que disse e fez um programa ( Eixo do mal,SIC )a dizer que foi dito e afinal não tinha lido bem o que tinha sido dito e.....E......E.... tudo acabou OUTRA VEZ COM OUTRO TELEFONEMA DE JOSÉ SÓCRATES PINTO SE SOUSA Á JORNALISTA,ÚNICA SENHORA DESTE PROGRAMA!!!!
Uns milhõezitos de portugas que por aqui andamos a ver as novelas de São Bento...perguntamos...Mas que raio de coisa é esta?
Em que País,já não digo da erudita Europa,mas do Mundo,é que um PM anda a telefonar ás pessoas,sejam jornalistas ou não a dizer que não disse o que foi dito e que vai meter ou não em tribunal essas pessoas por dizerem o que ele não disse???????????????????
Não há em São Bento assessor de Imprensa?Não há Advogados a trabalhar para o Governo em caso de calúnia pura e dura?Se a houver,claro está....ou será Clara?Então a classe política não lé jornais?A famosa frase anda há semanas nos jornais e só agora quando no programa da SIC se falou no assunto é que o Senhor Sousa ( PM ) telefona á Jornalista que comentou a frase a esclarecer que não disse e vem a ERC a dizer que "foi engano de um funcionário"??Engano?????Mas essa palavra faz parte duma entidade importantíssima como é a reguladora da comunicação social?Engano?Com a "palavra" ( nunca melhor dito ) do PM dum País democrático em causa??Engano?e que tal se se demitissem todos?Mas já!Isso talvez não fosse engano!
E a situação da jornalista vir ao seguinte programa,a Clara, e dizer á nação que José Sócrates lhe tinha telefonado?DEPOIS DOS ESCÂNDALOS SEREM PRECISAMENTE POR TELEFONEMAS NO PASSADO?Tem alguma lógica isto tudo?Eu francamente penso que se não houver uma intervenção JÁ da Presidência da Republica sobre o assunto COM O DEVIDO ESCLARECIMENTO AO POVO PORTUGUÊS DO QUE REALMENTE SE ESTÁ A PASSAR AQUI,este Governo não tem pernas para continuar a andar.E não é com ironia alguma que o digo.Isto ultrapassou todas a expectativas do que a razão pode aguentar.Por muito menos caíram Governos,por nada mais que intriga se demitiram PM's.Isto tem realmente que acabar!Já não há palavras para descrever esta telenovela.Vamos estar,isso sim,á espera dos próximos programas da Marcelo Rebelo de Sousa e claro,Pacheco Pereira.."ai que irritação!!!!"

João Branco disse...

- O Senhor George W. Bush continua a segurar a Wall Street a todas as horas com mais injecção de dinheiro aos agentes económicos vitais da Economia Norte-Americana.

- O povo Norte-Americano, cujo poder de compra está saturado continua a contribuir para a crise encharcando-se em créditos e mais créditos que não consegue pagar. ( E como isto soa tão nacional)

- E eu continuo-me a borrifar nítidamente para a crise económica, porque o meu poder de compra já é nulo. Dá pra comprar um James Joyce ou um Kafka para me entreter, um maço de tabaco para ir morrendo aos poucos e duas bicas. De vez em quando tenho uns trocos para o Beira Mar.

E ainda continuam a falar de crise económica? Mas qual crise económica?
Os Portugueses há quase 10 anos que não têm um centavo para levar a família a passear à praia do Furadouro e a verdade é só essa. Culpa de quem?

1. De um Ministro da Economia que defende salários baixos.

2. Da fraca competitividade dos nossos produtos.

3. Da ganância de lucros do nosso patronato.

4. De uma segurança social deficitária.

5. Do desemprego, do desinvestimento estatal tanto nas universidades como na formação profissional dos nossos trabalhadores menos qualificados.

6. Da má aplicação dos fundos comunitários.

7. Da estrangulação que o povo sofre devido aos altíssimos juros cobrados pelos bancos nos empréstimos habitação e às taxas de impostos sobre impostos.
( E quando houver um visionário que se lembre de gerar um sistema de saúde baseado no sistema americano aí é que o caldo vai entornar de vez!)

Ainda falam de crise económica? Em Portugal só existe crise económica para aqueles que têm muito capital investido de modo a gerar lucros e já estão a ver que os lucros esperados ficarão aquém das previsões.

A classe média em Portugal é um fenómeno que tenderá a esgotar-se nos próximos anos. Falo nos próximos anos e não nas próximas décadas.
E não me venham falar em crise económica, porque o povo português pura e simplesmente está enforcado em despezas e não tem um mínimo decente de qualidade de vida.