quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Televisões

Respostas sobre os canais mais vistos: 67% vê mais canais portugueses; 23% prefere canais estrangeiros.

Pela minha parte, devo confessar que cada vez mais prefiro seguir a CNN, a Sky News e, por vezes, a BBC. Principalmente, os serviços noticiosos. Neste campo, aliás, a Al-Jazeera tem também qualidade. Em Portugal, fala-se de crimes e matérias conexas, como em nenhum outro País. E os serviços noticiosos são muito extensos.
A opção pela CNN é, actualmente, reforçada pelo interesse em seguir a campanha eleitoral para a Presidência dos EUA. Mas já vem de há muito tempo.
Não menorizo, de qualquer modo, o trabalho da SIC Notícias e da RTP N. Mas os meios não são, nem pouco mais ou menos, equiparáveis. De qualquer modo, com franqueza, a selecção de notícias não é a que mais interessa a cidadãos do Mundo como, hoje em dia, todos somos. Reconheço também que, muitas vezes, o problema não é das televisões. É do próprio País que, por ora, não dá mais nem melhor! Há-de mudar.

11 comentários:

José disse...

Boas!

Também tenho optado cada vez mais por seguir e saber o que se passa no mundo pelos canais estrangeiros, mas com uma pequena grande diferença. Pegaria nessa lista colocando-a ao contrário, BBC, Sky News e CNN, pois este canal embora seja muito bom em jornalismo de investigação e tenha alguns espaços de opinião, entrevista ou de debate do melhor que se faz no mundo, nos alinhamentos que faz no dia-a-dia parece um pouco a "voz do dono"...

Miguel disse...

Chega a ser deprimente ver noticiários em Portugal. A ordenação das notícias por vezes é mal feita. Gosto da Sic Notícias e da RTP N. Representam a informação de qualidade que os generalistas não nos dão.
Sinceramente já não esperamos muito mais dos nossos blocos informativos. E também se não forem os telejornais ficamos com as novelas e programas da tetra.

Inês Tavares disse...

Já agora, companheiro, acrescente a Al-Jazira (em inglês) -do outro lado de muitas questões. Temos de entender todas as premissas antes de tomar posição - e aqui para nós os anglo-saxões não primam por largueza de espírito... Os comentários da CNN são muitas vezes e no mínimo pobrezinhos. Falta de conhecimentos e de prespectiva histórica e estreiteza de vistas são características, que também temos de atender.

Em Portugal as tv's são demasiado engajadas a projectos...para serem credíveis. Sei sempre que obedecem à «master voice» e por acaso nem gosto.

Anónimo disse...

Não se importa que digam mal do seu trabalho e do PSD na CML e que os vereadores do PSD ainda concordem e apoiem as críticas?

AP disse...

Discordo de si. Para mim o problema é das televisões, ou dos directores de informação que dirigem os noticiários.
Concordo plenamente consigo quando refere o tempo excessivo dos blocos noticiosos. Têm aquilo que nos tempos de escola chamávamos "palha" para preencher mais umas linhas de texto! Os directos então são completamente despropositados (um directo para noticiar um acidente de automóvel?) e as entrevistas que incluem ás testemunhas são, no mínimo, sofríveis. A ordem das noticias nem se fala. E muito mais...
Por isso mesmo tal como V. Exa. cada vez mais mais vou seguindo a CNN, a SKY News e por vezes a TVE. Noticias simples, curtas e directas.

jf disse...

Oh mister,

neste lindo burgo, há TV´s do Estado e privadas, algo que se confunde completamente.

Ninguém consegue ditinguir onde começa o governo e acaba os privados!!!

Ainda não apreendemos a saber viver em DEMOCRACIA.

Para que serve a liberdade de imprensa se os respectivos orgãos estão prisioneiros ao poder!?

Havemos de festejar o 25 de Abril, no ano ???

até lá, saibaimos manter a nossa sanidade mental... e ver outros canais.

Para quando uma discussão séria e honesta da utilidade da TV pública???

Um abraço

Jferreira
Porto(cidade)

Açores- independência! disse...

Dr Santana Lopes

Teríamos que nos colocar a par das críticas à comunicação social.Ver qual o seu papel, etc...
Quanto a sermos cidadãos do mundo, salvo o devido respeito, estou em profundo desacordo, porque tal equivale a renunciarmos ao nosso país( ou ao país com que sonhamos)- a título de exemplo, os americanos ( ou os franceses ; seja quem for)não são cidadãos do mundo- até porque, do ponto de vista cultural, o cidadão do mundo é um ser sem qualquer formação( no qual me incluo, com pequenas nuances)- estamos no reino do "fast food", até neste domínio...

rouxinol de Bernardim disse...

Alguns noticiários em portugal são para «encher pneus», tanta conversa de treta para fazer boi dormir...

Na CNN há mais concisão muito embora também se deixe arrastar pelo que «está a dar»...

joyce disse...

Dr. Pedro Santana Lopes

A propósito: "A opção pela CNN é, actualmente, reforçada pelo interesse em seguir a campanha eleitoral para a Presidência dos EUA", aqui deixo a última notícia:

É caso para dizer: Tchau, Obama Hussein Barack.

http://www.realclearpolitics.com/epolls/maps/
obama_vs_mccain/

:-) Isabel disse...

Também gosto de ver as notícias estrangeiras, mas da lista que mencionou só mesmo a BBC e a Al-Jazeera...às vezes a CNN. A Skynews, para mim já não é credível por razões em que não vale a pena agora aqui entrar.
Mas em Portugal também temos bons noticiários. Gosto de ver os dos canais de Noticias (SIC, RTP).

Quanto aos noticiários dos 4 canais, com todas as suas desgraças, não são muito diferentes dos canais locais de notícias que existem em muitos países. O problema é que no nosso caso, são nacionais.

O facto de estarem sempre a informar sobre as desgraças, em nada me surpreende. É tão típico como o fado passar-se a vida a falar e a pensar nas desgraças em vez de olhar para o que de bom se faz por cá.

Raper disse...

Os blocos noticiosos portugueses são que aquilo que o público espera deles. O público (aquele que não se interessa pelas eleições americanas e por blogues como este) prefere ver os problemas do "Sr. Manuel cujo filho tem problemas de drogas e dinheiros" a ver um conjunto de notícias sucinto com os temas mundiais mais importantes, os crashes financeiros ou as falcatruas dos Putins, Mugabes ou Chavez. Os "Telejornais" portugueses estão entre os programas mais vistos da grelha televisiva portuguesa. Sendo assim não me parece que os directores de programas e as televisões queiram mudar o que quer que seja, estão a desempenhar bem o seu papel.