terça-feira, 23 de setembro de 2008

A Lógica

A Câmara Municipal de Lisboa, por legítimo representante, veio afirmar, no Dia da Mobilidade, que a obra do Túnel do Marquês é prejudicial à cidade e disse, também, que não têm intenções de abrir o prolongamento até à António Augusto Aguiar. Sim senhor!

Por sua vez, Domingo passado, no Público, o título de uma peça sobre o Parque Mayer não conseguia contornar as saudades do projecto de Frank Gehry e da sua importância para o futuro daquele espaço. A propósito, no L' Express da semana passada, numa entrevista com o Presidente da Louis Vuitton - Moet Hennessy, Bernard Arnault, fala-se do projecto desse arquitecto para a sede da respectiva Fundação e do modo como essa construção, em forma de nuvem, vai marcar Paris. Há dois anos, foi a obra de Gehry, perto de Bilbau, o Hotel das Adegas do Marquês de Riscal. Foi Espanha ( e novamente o País Basco), agora é Paris. Pois!

Tudo tem a sua lógica.

20 comentários:

inquieta disse...

Bom post!

indy disse...

Ahahahahah
É uma pequice autêntica, infelizmente.
Os parisienses ficam com a nuvem e nós ficamos com os néscios.
Pode ser que "alguém" se candidate à Câmara de Lisboa para terminar estes projectos e começar outros ;-)

Dora Osório disse...

Frank Gehry é um nome incontornável da arquitectura do Sec XX e continuará a sê-lo neste Sec. Só mentes tacanhas não ousam ver o óbvio: um projecto de Gehry em Lisboa, seria um investimento na cultura e no turismo.
Quanto às declarações proferidas acerca do Túnel do Marquês, nem vale a pena comentar. Quem passa por lá diariamente, sabe a importãncia que tem para esta cidade. E basta.
Tudo tem, efectivamente, a sua lógica...

Pedro Azevedo disse...

A JSD tinha há uns tempos uma boa campanha que resumia o que tem escrito neste post: "O SOCIALISMO ATRASA O PAÍS!"

Anónimo disse...

DR. SANTANA LOPES

NÃO FIQUE ABORRECIDO, ESTA GENTE NÃO TEM VISÃO PARA NADA NEM PARA COPIAR.
DEIXE LÁ, ELES SÓ OLHAM PARA OS BOLSOS,E PARA A BARRIGA, VEJA SÓ NOS FATOS QUE VESTEM, JÁ ESTÃO APERTADOS, SÓ ENGORDAM.
C.B

Miguel Vaz Serra disse...

Dr.Santana Lopes
Hoje quando li o seu comentário e vi o nome que lhe deu ,recordei que essa palavra pouco sentido tem feito nos últimos 34 anos em Portugal e nos últimos 3 de governação "propagandística" enganosa,ainda menos.( e isto tem efeito de bomba atômica..vai expandindo, e assim aconteceu nas ex-colônias, exemplo de Timor,Angola,Guiné etc onde a "lógica" era palavra que nunca se pronunciou )
Nos comércios de este País sempre vi,mas em todo o lado, duas contabilidades.A para "inglês"( neste caso o fisco ) ver e a do patrão.Os contabilistas neste País dividem-se nos que são bons a fugir ao fisco e os "burros" que não o sabem fazer.Lógica?
O País está com carências enormes a todos os níveis.No norte já se fala em fome e pobreza real enquanto o PM anda em propaganda de "regime" a gastar milhões de euros em computadores para as criancinhas que depois chegam a casa e não têm eletricidade para os ligar.Lógica?Os mercados de petróleo andam a baixar o preço do mesmo há meses e meses e só agora as Galps da vida baixaram um pouco a gasolina,não antes de a subir uns dias antes para o efeito do preço ser mais mediático na hora de o baixar.Tenho nome para isso,mas no seu blog não o posso dizer.Lógica?
O túnel do marques é algo que ninguém teve a coragem de dizer que não foi algo fantástico para o transito nefasto dessas artérias ( faltou foi a coragem de meter em tribunal o senhor do Bloco de Esquerda por fazer os contribuintes pagar mais de 4 milhões de euros pelo atraso que a sua pouca capacidade mental,fez nos trabalhos ).Depois vem esse senhor da CML dizer que o túnel é algo mau e blablabla ( nunca melhor dito ).Lógica?
Este Governo andou os últimos 2 anos a dizer que o País está péssimo porque a oposição assim o deixou,o último ano a dizer que está péssimo porque a oposição não dá ideias nem ajuda a fazer nada e irá passar o ano que vem a dizer que os 4 anos de "porcaria" governamental do PS foi culpa da ausência de oposição e o voto de silêncio de Manuela Ferreira Leite.Lógica?
A única coisa lógica que poderia passar era que o povo Português abrisse os olhos,se deixasse de complexos de ditadura e paizinho estado á boa maneira do estado novo e desse a vitória ao PPD-psd.Pelo menos o silêncio não fere os ouvidos como os gritos às vezes descontrolados deste PM nos comícios que adora fazer para a sua claque organizada e a uns 100 metros dele pelos menos,não vão ter algo que se lhe pegue.Lógica?
Se o PS perder as eleições,começo a pensar que afinal a lógica funciona neste País...........

joaoaugusto disse...

Tudo tem a sua lógica.

Concordo consigo!
Por concordar consigo e me considerar pertencer ao grupo de pessoas que o apreciam na sua vertente política e humana,porque antes de se ser político, é-se um ser humano e não uma máquina, ....insensível...Assim, tem toda a lógica o senhor não se autoflagelar numa candidatura em 2009 a Lisboa.
Não é que Lisboa o não mereça....mas os seus correleginários do PSD, agora dirigentes, só se lembram de si nestas ocasiões...onde estão os "Barões "e baronetes, onde está Nuno Morais Sarmento, Josó Luís Arnaut, Paula T.Da Cruz...e a própria Manuela Ferreira Leite...até Jorge Sampaio se candidatou e viu-se aonde chegou..
Caro Dr. Pedro Santana Lopes....o PSD e o País ainda esperam muito de si...abstenha-se de voltar à política activa a curto prazo...dê tempo ao tempo.....
Um abraço.

Flor do Vale disse...

Oh Pedro...CLARO que tudo o que fez é mau, tudo o que pensou fazer era péssimo e todas essas críticas mais não são que "blá, blá, blás" de ocasião, muito "convenientes" por esta altura, já que se fala do seu nome para a CML! Para não falar do resto que é de uma estratégia tão deficiente que só gentalha de pouca formação poderá prever um mau desfecho e daí advir a sua não aceitação para presidir a autarquia da capital.
Mas isso é só um sinal de que continua a incomodar os "incomodados" e tal é positivo para todos nós, lisboetas.Quanto a Frank Gehry era uma aposta visionária e só uma mente como a sua, vanguardista e no caminho do progresso, homem bem esclarecido e sensível à cultura, poderia, de facto, tomar em mãos essa obra. Outros não seriam capazes de tamanha audácia de bom gosto porque continuam a ser demasiado "piquenos" para encabeçarem grandes projectos! Aliás, nota-se!Se não for este o momento de avançar, tenho a certeza que o seu tempo não se esgotou como muitos apregoam.Consigo ainda vamos ter algumas surpresas das boas embora lhe peça, de coração, alguma contenção e prudência!E também precisa de saber escolher melhor as suas equipas. Mesmo até para fazer as campanhas. Um dia falaremos e vai ver que até o que lhe estou a pedir tem lógica!

Anónimo disse...

Dr. Santana Lopes, se me permite quero apenas dizer ao Senhor Miguel Vaz Serra que as suas palavras identificam claramente o estado do nosso país e, inclusive a consciência "adormecida" da maioria dos portugueses!
Senhor Vaz Serra, numa óptica de esperança e de participação na construção de um futuro mais credível e, sobretudo numa perspectiva lógica vamos acreditar na vitória do PPD/PSD, em 2009.
Quanto ao Túnel do Marquês, digamos que esse assunto foi desde o início, o principal instrumento utilizado pelos opositores do Dr. Santana Lopes! Julgo que, na verdade, sempre souberam a importância que essa obra teria para a cidade de Lisboa e, por conseguinte, a certeza da concretização do "grande político" responsável pelo feito.
A CML faz muitas "afirmações", inclusive daquilo que não deve e, não sabe! É como o compromisso que o Dr. António Costa assumiu, na passada terça feira, na sessão da Assembleia Municipal de Lisboa, acerca da reabilitação que pretende efectuar nos Bairros Históricos da Cidade, até 2011...
Quanto a mim pareceu-me que o actual Executivo Camarário está com muita vontade de "reabilitar" mas, se assim é, Senhor Presidente, poque é que não começou logo em Agosto de 2007? Com tantos edifícios em Lisboa a necessitar de reabilitação!!!!!
"Não venha pôr mão nisto" Dr. Santana Lopes que, "vamos desta para... pior!!!!!"

Cumprimentos,
RL

leonor pinto coelho disse...

Como diria o MEC "eu só sei é que"...cada vez que lá passo, grito na esperança que fique gravado "santana, volta que estás perdoado!"
Tenho pensado muitas vezes sobre as razões de tanta verrine em relação a tudo o que diz e até ao que nem disse, e só me surge uma infantil mas possivel constatação: inveja-se o seu dinamismo e a sua capacidade de agregar vontades.
Certamente não será importante, mas pensei muitas vezes quão gratificante seria poder fazer-lhe saber que, mesmo nas alturas em que de si falavam de forma a fazê-lo parecer pouco credível, eu sempre "berrei" o seu inegável valor.
Creia-me sua devotada apoiante.

Adriano disse...

Cheguei hoje de férias de Madrid. Aliás, aproveitei estas férias de Setembro para fazer um périplo pelas maiores cidades da península: Lisboa, Barcelona e Madrid.

Comparando as 3, é bem evidente que a nossa capital não tem comparação quer em mobilidade, quer em obras emblemáticas.

De Barcelona nem quero falar muito porque tem Gehry, Foster, Calatrava, Nouvel, etc, etc, mais todo o modernismo catalão. Tem uma atmosfera artística e turística única, exacerbada agora pelas festas de "La Mercè".

Tem uma organização viária ímpar e quase 4 vezes mais de extensão de linha de Metro, isto só a título de exemplo...

E Madrid? Também não há comparação possível. Organização, preservação do centro histórico seguro e com MUITA vida, sedes ibéricas de grandes companhias, belos jardins (parque do Retiro é soberbo) e a maior rede de Metro da Europa, só superada pela de Londres!

Adorei visitar o Museu do Prado, o Reina Sofia e o Thyssen-Bornemisza, museus do mais alto nível artístico e com entradas bem acessíveis!

Lisboa é tão periférica e desinteressante ao nível europeu que só agora vai ter um café da cadeia americana "Starbucks"!

Comparativamente, a nossa capital não é suficientemente atraente ao residente, turista ou empresário.

Falta trazer gente e vida ao centro, organização urbanística, sedes PORTUGUESAS das grandes empresas mundiais, transportes colectivos "a sério", parques urbanos e obras emblemáticas.

Para quando??

ftotal disse...

Caro Santana Lopes, não se preocupe muito com essas questões, porque só não vem quem não quer, que foi de longe o melhor Presidente da Câmara de Lisboa dos últimos (largos) anos. Não digo de sempre porque ainda sou novo, não passo dos 23!

A propósito, deixo aqui um aparte: já viu o novo vídeo de Michael Moore em relação ás eleições americanas? - http://slackeruprising.com

Eu pergunto-me se é normal que apoie Obama..Afinal não vai deixar de ter emprego se os democratas vencerem? È naturalmente uma brincadeira em forma de curiosidade,até porque eu, como muitos Portugueses acredito em Obama!

Cumps, "www.ofuteboltotal.com"

Marcão disse...

Legal essa pagina. curti! Abraço.

João disse...

Ah, sei lá se curti. Tô pensando ainda...

Inês Tavares disse...

A minha solidariedade -LÓGICAMENTE!

Ricardo Araújo disse...

Bom dia Dr. Pedro Santana Lopes, gostaria de saber quais foram as obras que se fizeram em Lisboa desde a entrada deste executivo?
Ao que me parece estes senhores são contra todo o tipo de obra que se faça ou que se tenha feito ou planeado, se não olhemos atentamente para a postura do vereador Sá Fernandes, onde por ele as cidades eram autênticos desertos, onde nada se fazia e nada se construía.
Consigo vislumbrar no fundo deste executivo umas pinturas de passadeiras e pouco mais, se a isto chamam desenvolvimento, então tem "lógica".
Quanto a Frank Gehry e ao projecto que havia para o Parque Mayer, tudo o que se possa dizer agora já é tarde e uma vez mais demonstramos que até nisto gostamos de ser um País de terceiro mundo, onde os melhores não tem lugar e onde os medíocres e os Boys são valorizados.
Espero que nas próximas eleições os Lisboetas abram os olhos, bem como os restantes dos Portugueses e que olhem bem para o estado do País bem como para o estado do Povo Português e que de uma vez por todas corramos com todos estes políticos que nos últimos 30 anos puseram o País na cauda da Europa.
Com os meus cumprimentos, atenciosamente.
Ricardo Araújo.

PB disse...

O meu nome é Guilherme Corte (elvas terra que espera a sua visita).

Visitarei o seu blog diaramente, pois só hoje tive conhecimento dele.

De momento só digo isto, se fosse lisboeta votaria em si.

Miguel Vaz Serra disse...

Dr.Santana Lopes
A culpa foi toda da Amália quando gravou aquele fado que chamava Lisboa "vaidosa alfacinha que ideia daninha casar com Paris" lembra-se?"Lisboa não sejas Francesa,tu és Portuguesa,tu és só para nós" e olhe...ficou só para nós..........

Aib disse...

Prjuízos teve a CML com acção po+ular do veriador Sá Fernades que custou milhões oa erário público. O Homem Pagou???????????

Carlos Alberto Silva disse...

Gosto do post mas não gosto do título. Não é um título á Dr. Pedro Santana Lopes.

Chega de ser bonzinho. Gosto mais do PSL guerreiro, combativo, apaixonado pelas causas e fiel aos seus ideais.

Não quero assim dizer que deixou de o ser mas, atendendo a tudo o que tem acontecido na imprensa nos últimos dias, espero mais de si, preciso mais de si, os portugueses e os lisboetas precisam mais de si.

Sou um gaiense dos sete costados mas vivi 2 anos e meio em Lisboa. Tal como acontecia há 10 anos atrás quando ia para Lisboa dizia que era do Porto porque tinha vergonha de dizer que era de Vila Nova de Gaia porque, isso implicava, pelo menos umas largas explicações sobre o porquê da minha cidade ser assim menosprezada, difícil de ser atravessada, um caos viário.
Nessa altura, chegar a Lisboa, entrar em Lisboa ou passar por Lisboa significava no olhar de todo a gente: "Coitadito, tens mesmo azar. Tens mesmo de ir?" Realmente era a cidade desejada e odiada ao mesmo tempo.

Mas, tal como em Vila Nova de Gaia, também Lisboa teve o seu herói. Alguém que chegava para a salvar. Sim, porque eu recordo-me de a expressiva maioria de esquerda que governava a capital de uma forma "tão boa, tão eficiente e tão democrática" que na primeira verdadeira alternativa, deu o poder, corrijo, tirou o poder ao Dr. João Soares e acreditou no menino guerreiro Dr. Pedro Santana Lopes.

Tal como sei que o poder não se ganha mas sim que se perde, também sei que para ser presidente de uma Câmara existem dois tipos de candidatos. Os que obedecem aos aparelhos partidários e se querem promover e, os que têm uma visão, uma estratégia, uma ideia, mesmo que se queiram na mesma promover.

O povo não é parvo e sabe bem em quem deve votar e em quem merece o seu voto. E na altura, na câmara de Lisboa estava tudo tão bem que os ocupantes da cadeira do poder perderam porque alguém apareceu como alternativa para, tal como aconteceu aqui em Gaia, posicionar Lisboa novamente no mapa.

Recordo-me de pelo menos 2 projectos emblemáticos a que deu início logo que tomou posse: O túnel do marquês e o projecto do parque mayer.
Só alguém com visão alargada pode perceber o quão importante o túnel tornaria mais fácil a vida dos lisboetas e das pessoas que têm que aceder à capital ou, das pessoas que têm que atravessar Lisboa para se deslocarem mais para Sul. Hoje, a obra existe, e que bom que é demorar 3 minutos a chegar a Almada a partir do Marquês. Esses palermas com o Sá Fernandes que se escondem no alto das suas doutrinas burocráticas e que não passam de invejosos, odeiam os que conquistaram o poder por méritos próprios mas que só esperam uma oportunidade para ocuparem os seus lugares, mesmo que a contribuição que tragam á causa pública seja ZERO. Esse, hoje, se fosse um cidadão livre e honesto, deveria ouvir a opinião dos cidadãos sobre a obra e, posicionar-se diante de si de joelhos, pedindo-lhe perdão e com uma vergasta deveria fustigar as costas, como pena, pelo transtorno que causou aos cidadãos.

O projecto do Parque Mayer com assinatura de Frank Gehry mostrou que sabia bem o que queria. Queria dar um pontapé na pequenez que este povo lusitano tem de ninguém nos considerar, mas de nos julgar, pela história, que ainda vamos dar mundos ao mundo. Sim, seria um princípio para Lisboa se afirmar como cidade do mundo. Vejam Bilbao. Depois de ser uma cidade minúscula espanhola, na região basca, é antes de mais e com profundo conhecimento no mundo, a cidade do Guggenheim, a cidade da obra de Frank Gehry. Essa foi a visão que tiveram para Bilbao e que estará lá para sempre. Essa era a visão que tinha para Lisboa mas que não lhe permitiram acontecer. Mas agora as vergastadas deveriam ser para muitos e, aqui também fica o meu contributo como cidadão, principalmente para Luis Marques Mendes. Como é possível que a uma pequena figura seja permitido manietar o sonho que foi de muitos?

Mas, tudo isto para lhe dizer que apoio a sua eventual candidatura á CMLisboa. Muitos devem ser os que andam nervosos porque mesmo sem falar no assunto, já começou a imprensa a tentar destruir essa possibilidade com todo o tipo de noticias que querem associar á sua pessoa. Se são coisas más as referências são sempre a si. Se são coisas boas, ninguém faz referência a si. Não tenho dúvida de que a imprensa e alguns jornalistas lacaios de subserviências destroem quem querem e promovem quem querem.

Vejam o endeusado primeiro-ministro que de tanta em tanta mentira é sempre traduzido no que lhe dá mais jeito, não havendo jornalistas para dissecar as suas conferências de imprensa, nem sequer para uma perguntinha mais apimentada. Se o fazem, o jornal é tirado das listas de publicidade e anúncios oficiosos do governo ou das autarquias por si controladas e, jornalistas que em Lisboa, fazem o que for preciso para serem convidados para este evento e quem sabe talvez um bilhete para acompanhar algum membro do governo num próximo périplo pelo mundo ou, ser convidado e credenciado para a recepção a algum membro de governo estrangeiro.

Recentemente foram colocadas manchetes na imprensa sobre eventuais benefícios ilícitos na entrega de casas sociais durante o seu mandato. Mais uma cavala montada contra PSL.

Sim, porque hoje ao ver o JN e ler o artigo de opinião do Mário Crespo, jornalista que tal como o vinho do Porto, está cada vez melhor, verificámos que afinal o compadrio que acusam de ser criado pela classe politica, afinal pode ser causado por uma classe jornalística que como em todas as profissões, quando a concorrência aperta, de tudo fazem os incapazes para poderem sobreviver. E, pelo que li, já há mais de 20 anos que os políticos, fazem politica e os corruptos são corrompidos...

Nota final: Costuma o meu irmão, empresário que muito estimo, dizer-me que os políticos são todos uma cambada de corruptos e que deviam de ser todos presos. Costumo perguntar-lhe como se chamam as pessoas que corrompem os políticos. Será que são empresários? Profissionais do tacho? Profissionais da imprensa?

Enfim, não desista, precisamos todos de si e mais do que nunca, o PSD precisa de si.

Bem haja

Carlos Alberto Silva