sábado, 26 de abril de 2008

Eleições:luta cerrada

Hillary Clinton ganhou as importantes primárias da Pensilvânia. É, sem dúvida, uma lutadora. E fez, na noite da vitória, o seu melhor discurso de todos os que lhe ouvi nesta campanha. Será negativo ou positivo, para o Partido Democrata esta disputa tão intensa? Já ouvimos as opiniões mais variadas, nos debates na CNN, ao longo destes meses. Agora, a opinião dominante é a de que é favorável. Assim o parecem indicar os mais recentes estudos de opinião sobre as intenções de voto na disputa de qualquer dos dois com John McCain.

Barack Obama continua forte e com mais delegados. Mas a diferença de 10% verificada esta semana é um pouco superior ao que indicavam as últimas projecções. Era o minímo para se considerar a vitória de Hillary suficientemente convincente num Estado a que tem fortes ligações familiares.

O elevado nível de intensidade e a enorme expectativa desta disputa eleitoral vão exigir muito dos candidatos.E provocar uma forte mobilização dos eleitores.

4 comentários:

Paulo Oliveira disse...

Dr Pedro Santana Lopes:
Ontem decorreu mais um debate com o 1º Ministro, onde na minha opinião esteve muito bem, mas que mais uma vez foi desvalorizado pela comunicação social. Embora seja um contra-senso é uma admissão que o seu desempenho tem sido cada vez mais positivo. Longe vão os tempos em que eram capas de jornais e abertura dos telejornais as "vitórias"? de Sócrates.
Percebo este seu silêncio estratégico, em relação às eleições do partido, mas penso que ele não poderá ser muito mais prolongado. As comissões políticas concelhias e distritais estão a mexer-se e em muitas delas, como é o caso da minha, a candidatura de Manuela Ferreira Leite vai sendo "vendida", tentando que a corte desça à plebe. No Porto Manuela até falou das autárquicas como factor decisivo para as legislativas. Todos sabemos uma das últimas gôtas no conflito permanente entre Menezes e os "cavaquistas e Mendistas?", foi a denuncia do pacto em torno do projecto das autárquias e do novo mapa judicial. De Manuela, que para além da credibilidade e do rigor, não encontro mais nenhuma ideia nesta campanha, nada se sabe relativamente a estes assuntos, mas era bom que soubéssemos. De Rio, Capucho ou Pacheco já sabemos, será que Ferreira Leite converge na opinião que o PSD não deveria ter denunciado o acordo? Não será importante as bases saberem algo tão importante quando vamos ter eleições para Camaras e FREGUESIAS? Esta é uma matéria muito importante que tem de ser tida em conta nas eleições internas.
Relativamente ao Governo do PS era importante começar a compilar o historial de escândalos e acontecimentos ocorridos com os seus membros. Sem evocar as questões das habilitações do 1º Ministro há muita matéria. Desde o abandono dos Ministros de Estado, lembra-se que foi uma das condições impostas ao seu Governo. Uma sugestão era a utilização de recursos como youtube, como se faz na hoje em muitos países e é uma das principais armas nas eleições americanas.
Quanto aos seus debates com o 1º Ministro há dois assuntos que são debilidades do tempo em que fez parte dos governos de Guterres que não têm sido exploradas mas que originaram graves prejuízos para o País. Um foi a aposta em tantos estádios de futebol para o euro 2004 e outro foi a gestão do programa polis, que criaram divídas gigantescas em muitas ao País e a muitas autarquias, que ainda hoje vivem asfixiados em consequência disso.

disse...

Toda a actualidade sobre futebol, comentada por 4 benfiquistas, 3 sportinguistas e 2 portistas num blog só:

http://amesaredonda.blogspot.com/

Também a actualidade futebolística é discutida no Águia de Ouro:

http://aguia-de-ouro.blogspot.com/

Visitem...

PS: Se quiserem adicionar à barra lateral nós fazemos o mesmo convosco!

Saudações bloguistas!

David disse...

Passei pelo seu blog, exclusivamente para lhe endereçar os meus parabéns e lhe desejar a maior sorte.

Conte (novamente) com o meu voto, primeiro para "estas" e depois para as "outras".

Alguém que coloque o rumo há muito desejado para Portugal. Esse alguém é o Dr. Pedro Santana Lopes

Miguel Algarvio disse...

Caro Pedro

A mim parece-me que independentemente do que qualquer democrata disser a vitória está assegurada.
Não está em questão a Sra Clinton ou o Sr Obama, o que vai estar em questão é o Sr Bush( infelizmente)

A história , não esta que se faz a curto prazo, virá dar razão a Bush, se é que já não deu e nós nem nos apercebemos porque não tivemos de sofrer mais um ataque terrorista ou pressões de um qualquer território com capacidade nuclear.

O sr Bush não tem jeito, o marketing parece que não actua. A verdade é que acho que deu imenso jeito pela sua persistencia.

Não me venham com o preço do petroleo e outros motivos afins, essa é a história no curto prazo esperemos pela outra...