sábado, 16 de fevereiro de 2008

SEM MAIS COMENTÀRIOS

Quem quiser, quem puder, só para início, confira as páginas centrais do Expresso de hoje: Pedro Almeida, actualmente Assessor do Presidente da República e Secretário de Estado do Turismo do Governo de Durão Barroso, não mente nas suas declarações (o que não significa que os outros tenham mentido).Mas assume um compromisso e é o único cujas declarações não têm destaque com fotografia. Para perceber porquê, basta conferir o conteúdo do que diz.

18 comentários:

Apatricio disse...

caro dr. pedro santana lopes

pode, santanista que me sito, calcula que tento aomaximo estar em "cima" dos seus actose estar atento ás suas palavras, uma vez que não visualizo a hipotese de conversarmos sobre o nosso partido e pais e as politicas necessarias, isto porque tenho, por vezes, noção de ser um simples zé ninguem e no fundo o Sr. pergunta-se o que é que este gajo quer ? o que tem para me dar ? não passa de mais um chato do caraças e tenho mais que fazer que estar perder tempo com gente que não conheço; imagino que será este o seu raciocinio. na verdade de um reles oficial de justiça que "tenta" (como sabe a justiça está uma merda, onde os funcionarios que querem prodredir e evoluir não podem, existe sempre um cabrão que impede, aliás agora para sua mera informação é vergonhoso o que se passa com a justiça neste pais e vejo o PPD/PSD caladinho como um rato, hum uma coincidencia, deve ser devido ao fabuloso pacto que os dois partidos fizeram, mas adiante...) desempenhar as suas funções no diap de lisboa, infelizmente cada tribunal é um mini diap, onde impera a incompetencia e a unica coisa que verdadeiramente interessa é a estatistica, numeros e mais numeros, aliás corrijo, é baixar as pendencia seja como for que se lixe as VITIMAS dos crimes, não são relevantes e depois o governo pode dizer que as pendencias nos tribunais baixaram, logo a politica para ajustiça nunca foi tão favoravel para o povo e para o pais, grendes progressos, mas já que faço em justiça, já que é a minha area de trabalho tenho de dar-lhe os parabens pelo melhor ministro da justiça que já existiu pós- de abril o dr. Aguiar Branco, a quem já tive o prazer de lho dizer pessoalmente e agradecer-lhe, como funcionario, mas acima de tudo como cidadão que serei sempre. Dr. apenas lhe deixo uma dica, leia o ultimo texto que inseri no meu blog: "http://portugal-verdades-e-consequencias.blogspot.com/" , apenas lhe posso dizer que foram as palavras mais certas e proximas do futuro, bem haja e felicidades. de qualquer forma irei tentar enviar-lhe um pedido de audiencia via fax, como assunto terei de colocar o futuro, talvez o sr se recorde deste zé-ninguem.

Filipe Domingos disse...

O inqérito parlamentar será a sede adequada para deslindar este imbróglio.
Quem não deve não teme, não será?
Eu sei que o comentário vai ser censurado, mas memso assim aqui fica ele.

Klatuu o embuçado disse...

E sobre Timor... nada??

Abraço.

paf disse...

O pretenso "caso Casino de Lisboa" é tão claro, tão claro que só quem for burro ou estiver de má-fé não entende. Isso já para não falar de feios e penosos silêncios que a distância geográfica não podem (ou não deviam...) justificar...

Anónimo disse...

Dr. Santana Lopes :-

Não se deixe enredar naquilo que o PS melhor sabe fazer, que é destruir e achincalhar, e fazer-se de vitima quando confrontado com os seus erros.

Mas já agora, um destes dias, diga ao Sr. PM Sócrates que nas farmácias do supermercados, se vendem antiácidos de muita qualidade, e que confie na via verde dos acidente vasculares cerebrais, porque a irritar-se da forma como se irrita, se não tiver uma apoplexia, arranja uma ulcera perfurada de certeza.

E quanto ao Casino de Lisboa, certamente se o Pavilhão do Futuro tivesse sido destruído como era para ser, ou se lhe tivesse sido dado o mesmo destino do Pavilhão de Portugal, o Estado e todos nós portugueses beneficiaríamos enormemente com a decisão, em termos financeiros e culturais obviament.....
Haja paciência
Ana Isabel

Anónimo disse...

Muito bem ontem na sic Dr,Pedro Santana Lopes . É assim que os faz calar. Gostei da atitude ontem na sic .Faz lembrar os bons velhos tempos de Pedro Santana Lopes .Com garra .Também é bom que venham estas coisas a lume para verem o que de facto o seu governo em seis meses fez pelo país.Gostei também da intervenção do Dr. Telmo correia na explicação que deu ao país. Afinal de 300 despachos passou a 55 e desses,18,foram menções honrosas a quem com ele trabalhou.
Acho que também devia de responder á Helena Roseta e á Nogueira Pinto pois os comentarios que fizeram deste assunto no programa do Mário Crespo são inqualificaveis .
Abraço
Rogerio Gonçalves

Da Vinci disse...

Já li o Expresso e só quem não quer ver é que não percebe que aquilo não passa de um bocado de papel que serve para camuflar o que se passou com o Sócrates(e não lhe coloco o eng. atrás por razões óbvias) na semana em que surgiram suspeitas acerca da assinatura de algumas obras. Curioso? Talvez não. A cara de Sócrates na Assembleia disse tudo quando questionado sobre as suspeitas que recaiam sobre si. Sentiu-se apertado, subiu o tom de voz típico. Qualquer animal tem esta reação imaginemos um gato se ele se sentir ameaçado mia com muito mais fulgor. Santana encostou-o à parede e então esta semana teve efeitos colaterais. Só quem não quer ver é que se deixa cair nestas malhas. Santana tem provas dadas mas tem uma coisa contra si que é toda a gente o ataca desde o próprio partido a toda a imprensa. Um Sr. Pacheco Pereira parece que faz da sua vida derrubar Santana que moral tem para falar que fez ele por Portugal para criticar uma pessoa que em 6 meses faz mais por Portugal do que muitos em anos. Será que Pacheco Pereira é do PSD isso é outra coisa que me intriga. Santana continua como és. Nunca mudes a maneira e não te deixes cair em facilitismo de na campanha eleitoral fazer falsas promessas aos portugueses, e dar dinheiro a pessoas para irem para o Largo do Rato abanar bandeiras, só isto demonstra a calamidade do nosso país.

paf disse...

É revelador a forma como a maioria dos jornais ditos de referência cá do burgo ilustram as notícias e/ou textos que digam respeito ao PSD e aos seus dirigentes. A fotografia de Luís Filipe Menezes que o "DN" insere hoje na página 16 dá bem a ideia do carácter de quem edita o jornal. Claro que a culpa deve ser do paginador ou do fotógrafo...
Como se diz: "Quem não os conheça, que os compre"!

A.Mello-Alter disse...

Falar Claro
O social-democrata Miguel Veiga, em entrevista a Maria Flôr Pedroso, dá forte e feio no seu próprio partido e na actual liderança bicéfala , (eu diria biacéfala).
“ A maioria absoluta de José Sócrates, deve-se á deserção de Durão Barroso e ao desastre que foi para o partido e para o país o governo de Santana Lopes”. “Estes homens não são de confiança, não são ideologicamente críveis”. “As manifestações políticas do PSD são tão desventradas, tão frágeis, tão descoloridas, tão anémicas, tão avulsas, tão voláteis, que neste momento não sei onde está o partido”, “se chegar a 2009 com as práticas políticas que ele, (Menezes) de mãos dadas com Santana Lopes têm seguido, prevejo um desastre político”.

Isto é só um fundador do PSD a falar…

BrunoCastro disse...

Estou consigo na sua luta...
Esta comunicação social é tramada, estão a tentar "queima-lo" novamente.
Boa sorte, porque vai precisar dela.

averissimo disse...

Sabes, Pedro?
Há coisas que não dá para entender e o Expresso está a ficar perito no jogo perigoso da perseguição política. Jogo que vai favorecendo quem domina o poder neste sítio mal frequentado.

Ricardo Araújo disse...

Boa noite Dr. Pedro Santana Lopes é lamentável toda esta situação em torno do casino de Lisboa, pois por muitos esclarecimentos que sejam dados ficará no ar sempre a suspeita que se beneficiou alguém, apesar de todas as intervenções de esclarecimento que se possam dizer agora.

Não à dúvida que a sua fotografia neste caso ficou mal, uma vez que o seu nome é que aparece ligado a este caso, o seu nome é que aparece em todos os jornais e televisões.

Não podemos em casos futuros deixar que isto volte a acontecer, tendo V. Exa. razão quando diz que a carta que o Dr. Assis Ferreira escreveu ao ministro Dr. Telmo Correia, tem lá uma parte que é lastimável, só que essa carta deveria ter sido denunciada na devida altura e sabemos que V. Exa. disse que não teve conhecimento da mesma, mas o Dr. Telmo correia teve e não pode vir a televisão lamentar-se de tal, pois o que ele deveria ter feito na altura era ter respondido a carta tendo denunciado tais situações menos claras.

Perante isto não resta outra coisa a V. Exa. que não vir a terreiro esclarecer todo este assunto, denunciando as tais pessoas que estiveram ligadas a toda esta situação, mesmo sendo essas pessoas ligadas ao seu partido.

Um grande abraço, cordialmente.
Ricardo Araújo.

É de nós todos disse...

Caro Doutor;
Acho bem que quanto a este assunto não se faça mais comentários. A nova censura do século XXI é na verdade a fácil difamação. Mas espero que não se deixe intimidar e agora que estão a discutir o Novo Mapa Judiciário, não deixe que este Governo faça à Justiça o que já fez na Saúde, e a difamação fácil não pode fragilizar, quem não pensa da mesma maneira que o Senhor Engenheiro.

Anónimo disse...

Caro Pedro:

Já percebi que quando se criavam Casinos se lhes dava o edifício. Parece que só em relação ao de Lisboa é que há polémica -o Pedro não andou com um pé descalço e outro não, como o juíz de Fajão, não é?...

Foi pena que não tivesse explicado mais na sua entrevista, pois quando estava a esclarecer foi 'devidamente' interrompido pela 'girl' de serviço. O oposto do que aconteceu com o Pinto de Sousa que ontem fez o 1º comício da pré-campanha...

Deus o guarde! (que eles matam -e eu, que não brinco com coisas sérias, sei que me acredita...)

Peixoto disse...

Quem não deve não teme, nem tão pouco fica nervoso e irritado (como Sócrates)...

Anónimo disse...

Gostei da entrevista. Achei estranho a Conceição Lino estar tão instruída para ser agressiva, característica que não é dela. Mesmo assim acho que a sua versão foi explícita e tirou as dúvidas a quem as tivesse. O jornal Expresso, aquele que vem à borla com um DVD nunca esteve tão em baixo como agora. Mas viu-se depois como na entrevista a Sócrates, O Nicolau e o Ricardo, grandes amigos, pareceram gatinhos. Que grande porcaria de entrevista, não há memória em Portugal de uma entrevista tão fraquinha a um político. Eu sei ue o PM também não é nehum génio e nem tem cultura para discutir os assuntos com profundidade, mas exigia-se um pouco mais. Este PM não tem visão. Tudo o que diz confina-se tal como a pequenez do país. Falm da política mas o jornalismo está bem pior. Muito pior.
Já agora, uma sugestão: porque não perguntar aos ex PR Jorge Sampaio como explica as trapalhadas que criou com o ataque ao Casino do Parque Mayer para depois na lógica do bloco central de interesses, autorizar o Casino na ex Expo, que por sua vez deixo a CML com uma reponsabilidade financeira brutal.

É fácil culpá-lo de tudo. Não se cale e diga o que sabe. Rebente com eles.

Ernesto Sousa

paf disse...

Em relação ao comentário de a.mello-alter e em que o dr. Miguel Veiga é profusamente
citado e aparentemente com
vénia e consideração, é-me impossível resistir a sugerir
a leitura de um livro de José António Saraiva intitulado
"Confidências" e em que o ex-director do "Expresso" revela
bem o carácter e a personalidade desse auto-proclamado "farol da ética e da moral" que perora por tudo e por nada do alto de uma cátedra que só ele julga sua.
Leiam e julguem a sua apregoada credibilidade... ~
Se o dr. Veiga tivesse um pingo de vergonha na cara, calava-se bem caladinho, ficava lá pela sua casa na Foz, de pantufas calçadas e de preferência com muito gelo`a mão...

Templo do Giraldo disse...

http://templodogiraldo.blogspot.com/

Passem por aqui e comentem. SAUDAÇÕES.