sexta-feira, 9 de novembro de 2007

histórias de histórias....

Quem é protagonista de histórias e depois lê, ou vê, como são "contadas", não pode deixar de se rir. Ou sorrir, com pena de quem lê...

Lembram-se do que eles escreviam sobre a eleição de Luís Filipe Menezes? Ia perder, garantiam analistas e alguns jornalistas. Ganhou.

Lembram-se do que escreviam nas semanas que antecederam a eleição para a liderança no Grupo Parlamentar? Diziam que era grande a polémica com a minha candidatura; todos os dias surgiam nomes alternativos; garantiam que o novo Líder do Partido era contra essa minha candidatura; passaram o Congresso a especular com uma suposta divisão. E depois? Lá foi tudo como eles diziam que não seria...

Foi, ainda, a história dos "saneamentos" de Presidentes de Comissões Parlamentares.
Só que depois, saíram sondagens sobre Luís Filipe Menezes. E querem ver que, em todas, com bons índices de apoio? E uma, no Expresso, sobre a eleição no Grupo Parlamentar. E não querem lá ver que aprovava,por maioria, a minha escolha pelos Deputados, meus Pares? E outra sondagem, no mesmo jornal, revelava que, então, a mudança nas Comissões, era aceite com toda a naturalidade... Como seria possível? Até escreveram que o resultado era ao contrario do que pensavam! Sim, deles próprios, jornalistas...Exactamente.
Só que algumas dessas sondagens estavam tão escondidas, que dava para rir pensar no espaço de 1ª página que teriam, se os resultados fossem ao contrário. Mas se era para esconder tanto, por que mandaram fazer essas perguntas? Só para gastarem dinheiro?

Esta semana, já há mais histórias. Mas vamos com calma. Eles esforçam-se mas os factos são maçadores. Estão sempre a desmenti-los!...

Parece que, ontem à noite, um deles disse que Luís Filipe Menezes e eu estaríamos próximos, politicamente, do PS!!!!!...Então já não é do CDS/PP??? Esta nunca tinha ouvido. É mesmo de espantar. Essa confesso, nunca esperei ouvir. Já não sabem o que dizer, coitados.

Paciência,paciência . É precisa muita paciência.

7 comentários:

Jorge T disse...

O comportamento da comunicação social durante o debate do OE mostrou os interesses que não são só dos"líderes de opinião", mas estende-se a muita imprensa, rádios e TVs. Perante isto a oposição não pode vacilar. É preciso dar a conhecer o que está a passar no país. O PSD e o CDS têm agora no parlamento pessoas que não parecem estar a brincar. Não desapontem os portugueses. Não estou a falar de militantes ou simpatizantes dos dois partidos mas de todos.

Ricardo Araújo disse...

Bom dia Dr. Pedro Santana Lopes, não podemos esquecer o poder de influência que têm os meios de comunicação, bem como os seus protagonistas sejam eles jornalistas ou comentadores.

V. Exa. já devia estar habituado a estas andanças, pois se bem me lembro quando chegou ao governo a falta de ética de muitos jornalistas e a falta de veracidades em algumas notícias, levaram a todo aquele descalabro.

Mas apesar disso continuamos a ver diariamente a não isenção dessas pessoas e desses órgãos, pois como sabemos não conseguem despir a camisola de onde pertencem, seja na política seja noutros sectores da sociedade.

Na semana passada no jornal 24 horas vinha uma noticia sobre o Sr. Primeiro Ministro em relação ás escutas telefónicas, onde dizia que o Sr. Primeiro Ministro usava um aparelho para fugir ás escutas, tinha ouvido esta noticia na SIC noticias, no jornal da uma da manhã, para meu espanto na manhã seguinte, a RTP que costuma dar os principais destaques dos jornais diários, pura e simplesmente naquele dia nem mostrou o referido jornal, levando-me a questionar onde estava a isenção deste órgão publico de informação.

Só tenho a lamentar que todas estas atitudes e todas estas falsidades que se escrevem e dizem diariamente, continuem impunes, pois não se olham a meios para atingirem os fins, fins esses que são as referidas vendas e audiências, que triste é esta falta de cultura.

Mas no meio disto há sempre a verdade, que é aquela que bem ao de cima, pena é que por vezes venha tarde demais e todo o mal já tenha sido criado, ou então de nada já serve pois tudo tem o seu timing.

Um grande abraço, Cordialmente.
Ricardo Araújo

Desestabilizador disse...

Dr. Santana Lopes,

Já devia ter aprendido que a boa educação está em baixa. Não vende. Hoje as pessoas só aplaudem alguém que ajude um cego a atravessar uma rua se do outro lado estiver um leão esfomeado.
Quando abandonou a entrevista na SIC notícias, fê-lo delicada e educadamente. Terá feito bem? A jornalista de serviço até era bonitinha e apenas fazia o que lhe gritava o auricular… Mas tivesse soltado uns impropérios, não dirigidos à jornalista mas ao chefe Ricardo Costa, e o próprio hoje o trataria melhor. Uma boa peixeirada em directo e o Ricardo Costa estaria a convidá-lo para um programa semanal! Porque na verdade os "jornalistas" hoje pouco se interessam com códigos deontológicos. Com o capitalismo selvagem instalado, eles mais não fazem que defender o pão de cada dia. É o salve-se quem puder. Estão como os treinadores de futebol. O emprego não depende do seu empenho e profissionalismo mas de audiências. E as audiências são cada vez mais formadas por pessoas desiludidas que precisam de testemunhar a desgraça dos outros para sentir algum prazer nas suas vidas miseráveis.
O Dr. Santana Lopes foi 1º Ministro. E foi um 1º Ministro bem-educado. E quanto mais bem-educado era, mais os “jornalistas” o ridicularizavam. “Alegadamente” davam eco ao que as oposições diziam.
Já devia ter aprendido.

Tiago Mendonça disse...

Dr.Pedro Santana Lopes,

É com enorme gosto que comento mais um post da sua autoria. No dia 20 de Fevereiro em 2005, disse a alguns familiares e amigos mais próximos que não partilham comigo a ideologia política ou a admiração pessoal que nutro por si : O Dr.Santana Lopes não irá regressar. Não irá regressar porque nunca vai deixar de estar. E um dia vai, isso sim, voltar a assumir responsabilidades políticas de topo. Mas, sem qualquer pretenciosismo. Sem qualquer problema em exercer um cargo de dimensão mais baixa do que aqueles que de forma tão nobre já exerceu.

E assim foi. Agora anda toda a gente muito preocupada com o Dr.Santana Lopes. Eu cá por mim, concordo consigo. Deviam era preocupar-se com o Dr.Luis Filipe Menezes que vai ser primeiro-ministro em 2009. Mas se o Dr.Menezes for primeiro-ministro, como estou certo, o trabalho realizado pelo Dr.Santana Lopes terá sido fundamental para essa conquista.

Umas linhas sobre a comunicação social. Um escândalo com direito a programas e programas sobre a demissão de um ministro do Desporto, julgo que o último da hierarquia governamental. Poucos minutos sobre a saída do Dr.Campos e Cunha, ministro das finanças do governo socialista.

Trapalhadas e mais trapalhadas que alegaram. Nunca percebi onde. Mas e a trabalhada das declarações do ministro Manuel Pinho sobre as condições laborais em Portugal? Essa, passou em claro.

Muito grave também, o Dr.Santana Lopes ir passar dois dias ao algarve, num ano em que nem férias teve. José Sócrates ir para o Quénia 15 dias com o país a arder é perfeitamente normal.

Para não falar do pouco destaque dado às incoerências inaceitáveis deste governo que se diz socialista. Impostos, Estradas sem custos para o utilizador, 150.000 postos de emprego entre outras.

A redução do défice é fantástica, não nego. Já a maior redução de sempre conseguida no seu governo, já não valia de nada só porque as receitas vinham de um lado e não de outro.

Tantas e tantas coisas que enfim, temos que ter todos muita paciência.

Anónimo disse...

Já com muita História a minha (eterna) admiração por si.

Descobriu-o, nestas lides, hoje mesmo. Aproveito para o felicitar: 1 - por ter (em boa hora) decidido voltar ao activo político; 2 - pela eleição como líder parlamentar; 3 - pela (elevada) postura nos debates na Assembleia da República.

Com certeza que virei aqui com frequência. Para postar os meus comentários.

Um abraço,

Sérgio Loureiro (Aveiro)

Luis Almeida Santos disse...

É verdade Dr. Pedro Santana Lopes. Sem dúvida nenhuma. Mas na minha opinião, só os menos atentos e os que gostam da intriga é que acreditam em tudo o que os jornais e jornalistas dizem. Eles de facto não têm mais nada que fazer.

Não perca tempo com eles nem com estes assuntos. Não dê importância a isto. Senão eles acham-se mesmo importantes. Esse tipo de "mentiras" que dizem e escrevem, a mim, entram a 100 km/h e saem a 1000 km/h. Faça o mesmo.

Um abraço.

Francisco Castelo Branco disse...

Caro Pedro Santana Lopes, que quer fazer num país onde a comunicãção social domina a vida politica? Onde é por este meio que a generalidade das pessoas acreditam? Veja.se o caso Maddie onde a opinião publica mudou consoante os factos que foram revelados.
São estes os nossos Medias.....
Faltam pessoas de qualidade

Um abraço