domingo, 28 de outubro de 2007

COMENTÁRIOS-novo esclarecimento

Devo repetir que a orientação, neste espaço, é a de não publicar textos anónimos, ou com calúnias, seja a quem for, ou com erros ortográficos.

Nestes tempos iniciais, tem havido alguma tolerância para identificação com siglas ou palavras que são óbvios pseudónimos. Também com os erros ortográficos, a intransigência não tem sido absoluta. Por vezes, as pessoas escrevem à pressa e não têm tempo de corrigir. Mas é preciso acentuar o esforço para respeitar estas orientações, em todos os sentidos.

Já agora, aproveito para repetir que tenho publicado quase todos os comentários críticos. São é muito, muito, menos do que os de apoio ou incentivo. Desses, muitos têm ficado por colocar á disposição de quem visita este espaço. Mas leio-os todos. E todos agradeço: as centenas de comentários e os milhares de visitantes que já se interessaram por este blogue.

P.S.- O esforço pedido para se ter cuidado com o Português, nomeadamente, com a ortografia , não isenta o responsável deste espaço de lapsos, ou mesmo erros. Por isso agradeço a atenção de todos a essas falhas, motivadas, como sucederá com todos, pela falta de tempo, ou, às vezes, pelo cansaço que leva a que a revisão, do próprio, nem tudo detecte. Mas vale a pena tentar fazer sempre bem.

4 comentários:

RCruz disse...

Depois de ter insinuado que só escolhias as mais belas demonstrações de afecto à tua pessoa para aparecerem na caixinha dos comentários, venho agora arrepender-me publicamente!
Arrependo-me na sequência do teu esclarecimento que tomei a liberdade de transcrever parcialmente:

"Já agora, aproveito para repetir que tenho publicado quase todos os comentários críticos. São é muito, muito, menos do que os de apoio ou incentivo."

Confesso que o itálico de "quase" é da minha autoria mas o bold matreiro em "muito, muito menos" foste tu que o puseste...

De qualquer forma fui tentar quantificar quanto é que vale para ti esse tal "muito, muito menos". Uma rápida análise ao teu blog permite concluir que desde 29 de Setembro (altura em que abriste as caixinhas) foram postados 94 comentários.
Desses 94, cerca de 78 abonam claramente a teu favor e variam entre o "Força Pedro!" e o "Ah ganda Pedro!". Ainda neste grupo de 78, é possível encontrar testemunhos verdadeiramente apaixonados como um "Sendo seu profundo admirador desde há muito tempo...", que nos fazem crer que mais do que um político, és o zenite inspirador de muitos militantes do PPD/PSD ou de outros partidos à esquerda e à direita.

Para além dos 10 comentários neutros semeados em avulso pelos vários posts consegui finalmente determinar a marca de 6 comentários "críticos" (6,38%) que têm então a ver com os tais "muito, muito menos" de que falas.
Estes comentários "críticos" (para usar a tua terminologia) oscilam entre o "ah ! e espero que este comentário não seja censurado" e o "É pena que o meu caro amigo não tenha publicado comentários que lhe enviei.".

Ora bem, isto leva-me a concluir que, partindo do princípio que só rejeitas os comentários com erros ortográficos, os muito, muito raros gajos que se entretêm a criticar-te têm uma obsessão qualquer com um suposto lápis azul exercido por ti. E por acaso, tendo em conta que és um político perfeito, esta explicação faz todo o sentido porque os gajos não têm mesmo mais nada por onde pegar.

JF disse...

...não publicar textos anónimos, ou com calúnias, seja a quem for, ou com erros ortográficos.
Dr. Pedro Santana Lopes tem sido até hoje o único político em que acreditei, mas com esta sua frase deixa-me abalado, sinceramente fico desiludido. Diz não publicar textos anónimos, então adivinha que o nome publicado é o verdadeiro? Entre anónimo e um nome falso faz alguma diferença?
Quanto à não publicação com calunias, estou totalmente de acordo.
Também não publica com erros ortográficos, então qualquer cargo político que exerça vai representar uma pequena minoria do povo. (não será mais importante as ideias que as pessoas expressam?)

Ricardo Araújo disse...

Bom dia Dr. Pedro Santana Lopes, como é possível que ainda haja pessoas que escrevam calunias nestes espaços, eu acho que estamos num país democrático, mas a liberdade dos outros acaba quando começa a minha e não podemos tolerar este tipo de comportamentos, quanto aos anónimos só tenho a dizer que lamento, pois qualquer acto ou mensagem tem um rosto, e esse tem que se mostrar.
Quem não estiver de acordo com as regras estabelecidas tem uma solução, que é deixar de escrever para este blogue.
Quanto aos textos críticos e de apoio, já reparei que são mais os de apoio do que os críticos, mas é natural pois uma pessoa que nada fez de mal ao país ou as pessoas, raramente ou dificilmente seja criticada.
Um grande abraço, cordialmente
Ricardo Araújo

zé disse...

Quanto ao anonimato, se colocasse aqui o meu nome prório, não deixava de ser anónimo!

Pense nisso!