sábado, 7 de Julho de 2012

Miguel Relvas

Miguel Relvas anunciou a extinção da Frente Tejo e extinguiu; anunciou a reforma do mapa das Freguesias ( e, goste - se, ou não) e cumpriu; Miguel Relvas anunciou poupanças, rescisões e privatizações de um dos canais da  RTP e está a cumprir; Miguel Relvas anunciou a fusão do Instituto Português e do Instituto da Juventude ( para poupar nos dirigentes e a outros níveis) e cumpriu.

Sim, Miguel Relvas irritou - se com uma jornalista (e pediu desculpa). Quantas vezes o anterior Primeiro - Ministro se zangou com jornalistas? Pediram a demissão por isso?
Sim, Miguel Relvas recebeu um email de Silva Carvalho e não respondeu. E encontrou - o numa festa de aniversário de cem pessoas e numa reunião entre as administrações de duas empresas.
Sim, Miguel Relvas aproveitou uma oportunidade dada pela lei (mal) e aprovada por uma Universidade ( nos dados que tenho até agora, certamente também nos termos exigidos pelas normas em vigor).

Errado que se permitam licenciaturas assim? Em minha opinião, sim! Mas já alguém perguntou quem fez essas normas?

É óbvio que querem afastar Miguel Relvas. Por várias razões! Há um Amigo meu que diz que o melhor é ir para o Governo e não se incomodar ninguém. Se se quiser continuar Ministro...
Como alguém lembrava, Lula da Silva é que fez bem: tinha a 4.ª classe e nunca se incomodou com isso. Tinha e terá pena de não ter estudado mais... Mas seguiu em frente.

Hão - de compreender que desconfie quando vejo perseguir alguém deste modo... Às vezes Relvas "põe - se a jeito" no que diz e na maneira como diz? Sem dúvida! Mas a questão não é o que diz por dizer. É o que faz e o que diz que vai fazer. E faz tudo bem? Não, claro. Concordo com tudo o que anuncia? Também não. Mas que faz e que tem coragem, não se pode negar. O próprio Presidente da Câmara de Lisboa, António Costa, o tem reconhecido.

Não se deve proteger membros do Governo sem ética, mesmo que não violem a lei. Seja por actos no exercício das suas funções, seja antes. Mas do que Miguel Relvas tem sido acusado, não extraio a ilação de que actue sem ética. Com isto digo que subscrevo algumas das suas atitudes ou que eu as tomaria? Não! Mas, daí a acusá - lo de falta de ética, vai uma distância que não deve ser percorrida.

22 comentários:

Pedro disse...

Caro Dr. Santana Lopes,
Como leitor assíduo e comentador do seu blogue, gostaria de deixar alguns considerandos:
1º. Não está em causa se o Dr. Miguel Relvas, a quem reconheço grande coragem e determinação política, tem a 4ª classe ou é Mestre ou se entrou para a vida pública por intermédio da Maçonaria. O que é grave é ter mentido, por duas vezes, aos Portugueses e ao Parlamento, ao declarar as suas habilitações literárias, assumindo-se como estudante do 2º ano de Direito. Diz o Sr. Ministro que foi um lapso e que o corrigiu há 21 anos, mas é difícil compreender a falta de rigor ao dizer que está no 2º ano de Direito quando ainda só tinha feito uma cadeira do 1º ano.
2º Licenciaturas num ano? Já o disse que se os licenciados não sabem escrever ou têm um conhecimento medíocre, não lhes deve ser imputada qualquer tipo culpa pois legitimamente pagaram as propinas e foram aprovados por alguém que lhes exigiu muito pouco. O Dr. Miguel Relvas aproveitou esta clara falta de qualidade do ensino superior universitário e, num ano, licenciou-se (a minha licenciatura foi de 5 anos, não usufruí estas modernas facilidades). Se encontrarmos casos análogos de vulgares cidadãos que se licenciaram num ano, melhor ainda – legitimam eticamente a licenciatura do Dr. Miguel Relvas.

Jorge Diniz disse...

Sem comentários... (óbviamente o seu ... comentário!)

Pedro duarte disse...

Dr. Pedro Santana Lopes,
Nao posso de maneira nenhuma concordar com o que diz.
Nao esta em causa se o Dr. Miguel Relvas cumpriu aquilo a que se propos.
Aquilo que esta aqui em causa é a candura com que o PSD esta abordar este tema, e a forma quase persecutoria com que atacou o Eng. Socrates ( que tanto mal fez ao Pais).
Nao acha o Senhor Doutor, que os factos sao iguais.
O Senhor Doutor sentiu na pele, o ferro quente com que os media o perseguiram bem como sentiu na pele o sal que o Ex Presidente da Republica aplicou na ferida que o Senhor tinha aberta com o Parlamento e sendo assim, o Senhor Doutor tem de convir que o Dr. Relvas ja nao tem espaço politico livre para operar, sendo mesmo um block point para Pedro Passos Coelho.
O Pais esta em crise financeira mas esta tambem, numa profunda crise de valores.
Temos de nos impor pelo exemplo como bem diz o Dr. Horta Osorio.

miguel vaz serra....... disse...

Dr. Santana Lopes
Nunca esteve em causa a determinação e capacidade de Miguel Relvas. Também nunca esteve em relação a Sócrates ( a inteligência humana sempre foi usada para o bem ou para o mal ).
Todos temos capacidades de muita coisa.
Uns somos bons numas, outros noutras.
O difícil é ser político, ter poder de decisão, de mudar a vida de muitos milhares de portugueses e ter telhados de vidro esperando o milagre: Que ninguém atire a esse telhado um pedregulho.
Mentalidades há, poucas graças a Deus, que acham que ter um Diploma os faz mais homens, mais respeitados. Isso em qualquer manual de psicologia chama-se "complexo de inferioridade".
Trata-se com uma boa dose de amizade e confiança dos amigos e uma outra de " self-esteem ", nunca arranjando formas de ter um Diploma a todo o custo.
Se realmente é tão importante, como foi para mim, estudar, então vai-se, como eu fiz, já velho que custa mais e arranja-se um Diploma como Deus manda. Suado, "limpo", com sabor a vitória.
Sinto vontade de falar porque precisamente fiz o curso no grupo Lusófona e sinto-me "incomodado" por isso mesmo. Veja aliás o que estão os antigos alunos do "curso" de Miguel Relvas a fazer....Reuniões, investigações...Todos incomodados....
Tudo já foi dito em relação a este caso que cheira já mal mas uma coisa é certa, o facto do PM ter toda a confiança em Miguel Relvas, não é já suficiente ( o que é uma pena pois ele é realmente capaz ). Hoje o que vi na televisão naquela abertura dos jogos ainda por cima visto por todas a televisões dos Países de ligação directa à lusofonia foi tão dantesco como embaraçoso para Miguel Relvas assim como para os que como eu, sofremos em casa ao ver horrorizados aquela cena Feliniana..............
Simplesmente não estamos em condições de perder tempo com "histórias" como esta.
Como me disse uma vez, "o cemitério está cheio de insubstituíveis"....
Temos muito mais que fazer.

Tiago Viana disse...

Forma hábil de contornar as questões. Exemplo: o que foi anunciado foi a extinção de municípios e não de freguesias e isso não foi, obviamente, cumprido. A extinção das freguesias foi uma alternativa fácil para não cumprir uma promessa impossível para o partido.

silva disse...

Ora aí está um companheiro que sai da trincheira! O PPD/PSD tem de perder o mau hábito de dar tiros nas costas de quem sai da trincheira. Graças a Deus que hoje há muita falta de pontaria, mas no passado houve muitos que tombaram e agora estamos a pagar uma elevada factura.
O Dr.Relvas incomoda muita gente?

Anónimo disse...

Caro Dr Santana Lopes

Onde estáo rigore a excelência apregoada pelo lider do governo??
ele que classificou as Novas Oportunidades como um certificado da ignorancia!!! Gente que apenas pretendia acabar o ensino basico....já com anos e anos de trabalho e foram para as novas oportunidades...´
o Relvas? um oportunista que não pode andar a apregoar moralidade dps de ter feito isto! nunca enquanto titular de cargo publico...
Ate já Dr Lopes, vou até à Lusofosa tirar um Mestrado...
Cumps
Mauro Rebelo

Anónimo disse...

Na construção do sistema democrático, quem estivesse directamente a trabalhar para as mudanças que se operaram no país e na consolidação das mesmas não teve tempo para cumprir o calendário de um ano lectivo, nem nunca mais conseguiu. Se o curriculum que têm deve equivaler a estes "mestrados e doutoramentos" que tanta gente faz agora, claro que sim. O Dr. Relvas só fez o erro, que outros políticos antes dele fizeram: ser "doutor" de faculdades que não têm o nível e os saberes que a vida lhe foi proporciando. É só aí que está o erro. E, o anterior Primeiro-Minstro que foi tão maltratado por questões destas?! Se o Ministro Relvas pode ter aquelas equivalências? Outra coisa não seria de esperar! Que mais provas querem que ele dê? Dizia um antigo Primeiro-Ministro que os portugueses são muito invejosos... Acho que estamos todos de acordo. Bonito é se - quem trabalhar anos na política com a determinação de homens como Miguel Relvas - acharem que não precisam de papel nenhum para nada! Tive a dita de privar com Lula da Silva, quando vinha a Portugal "pedir" para ser recebido, nos partidos, sindicatos e fundações. Já naquele tempo tinha a categoria de ter sofrido várias derrotas eleitorais e de continuar a defender a democracia para o Brasil. Bons tempos! Ninguém perguntava a ninguém pelo canudo, pela faculdade e por quanto dinheiro tinha feito um trabalho difícil. Até se trabalhava sem ganhar nada; na medida em que não havia dia nem noite, ou "horas" de trabalho. Papinha feita, para tanta gente que hoje depois de desmantelados os sectores produtivos, não têm mais nada com que se entreter. Paciência!

F.Cadete disse...

...Dá perfeitamente para entender, que o Dr. Miguel Relvas, andou ou anda a incomodar...e acho muito bem, pois começa ser altura de dizer... BASTA!!!

F.Cadete disse...

...Dá perfeitamente para entender, que o Dr. Miguel Relvas, andou ou anda a incomodar...e acho muito bem, pois começa ser altura de dizer... BASTA!!!

F.Cadete disse...

...Dá perfeitamente para entender, que o Dr. Miguel Relvas, andou ou anda a incomodar...e acho muito bem, pois começa ser altura de dizer... BASTA!!!

Hugo Correia disse...

Pois é, o blogue faz hoje cinco anos. Parabéns! Soube aqui...

https://twitter.com/mariaarvore/status/222730360977498113/

Hugo Correia disse...

E assim começou...

«Hoje, dia 10 de Julho de 2007, inicio os escritos no meu blogue. Blogue que tem o meu nome , e nenhum outro, exactamente para ficar claro que veicula as minhas posições e as minhas opiniões.
Terei todo o gosto em que convidados escrevam neste espaço, mas, como referi , nele aparecerão, sobretudo, os meus pensamentos,as minhas propostas, os meus comentários, as minhas sugestões. Até os meus sonhos.
Há meses que estou para dar este passo. Como se calcula, são muitos os temas sobre os quais me apetece dizer o que entendo.Estamos num tempo em que a velocidade de uma ideia faz parte do seu valor social. Sem dúvida que é útil , muitas vezes, nada dizer. Mas, também, muitas vezes é inconveniente ou injusto manter silêncio. A esse propósito, o livro "Percepções e Realidade", que publiquei o ano passado, foi uma lição. Lição também sobre os silêncios e as falas. Tão significativos quanto o é a dificuldade em encontrar nas Livrarias um livro que vendeu, praticamente ,20.000 exemplares, em dois meses. Quantos livros o conseguem? Mesmo sem promoção e sem restabelecimento de stocks, a partir de certa altura... Pelos vistos, expõem-se os livros que não se vendem e escondem-se os que as pessoas compram.
A blogoesfera pode ser muito importante para quem não tem acesso a outros meios de comunicação.Graças a Deus, eu tenho . Hoje, penso sobretudo nos que querem comunicar com os outros e , não tendo outros meios, também não sabem, não podem, ter acesso a estas novas auto-estradas. Somos, mesmo, privilegiados.»

Pedro Santana Lopes

(17:32)

Hugo Correia disse...

Faço votos da continuação de boas malhas, já agora, também para os comentadores deste espaço...

Anónimo disse...

Miguel Relvas "o perseguido" ou antes "a vitima"...
Quem acredita nisto?
Sem dúvida que está a ser "queimado", contudo o que gravita à sua volta não abona nada à classe politica.
Licenciado desta forma? como foi possível? A lei não aprova que uma licenciatura se faça com 4 cadeiras? Quiça a lei em conjunto com o favorecimentos alimentados por alas "apartidárias" e muito poderosas no nosso seio resultaram em semelhante prática...
Resumindo isto está podre!!! Não nos serve, e a bem ou a mal o povo irá acordar e insurgir-se...

Luís Silva disse...

Caro Drº Santana Lopes

Hoje numa televisão o Professor Alberto Amaral foi bem esclarecedor e penso que não disse o que disse, apenas por "combate político"!

As evidências são o que são!

Cumprimentos

AL disse...

Andei na net à procura do que Oo Prof. Amaral tinha dito sobre o caso Sócrates, mas nada encontro. Se calhar nada disse porque Sócrates era da dita esquerda como ele. Quanto ao Relvas; se a legislação permite, usou da lei; se houve abusos da lei, puna-se quem da lei abusou. A minha dúvida reside nisto: será que a SIC/Epresso/tvi/rr estão mesmo interessados em informar o Povão ou tudo fazerem para que o Povão continue a pagar os previlégios dos senhores da informação em Portugal? Será possivel que a RTP "ocupe" os mesmos meios do orçamento do estado que os Hospitais de Santa Maria e S.João juntos? Apoiemos quem quer acabar com este escândalo e quer privatizar a RTP, para acabar com este regabofe, com esta orgia do centrão à custa do parolo do contribuinte.

José Peralta disse...

Caro Pedro Santana Lopes

Compreendo a sua tentativa de "branquear" o comportamento do seu colega Miguel Relvas caindo no lugar-comum velho e relho, da comparação com Sócrates...permita-me a franqueza !

É um argumento que já não convence quase ninguém, mesmo a maioria eleitoral que apoioou o PSD, que a pouco e pouco, se transforma em maioria de enganados e desiludidos, alguns dos quais, não o dizem em público, por vergonha !

Afinal, os Portugueses deram a maioria ao seu Partida para quê ?

Não foi para fazer diferente...e melhor ?

Confiaram na lista de cerca de 20 promessas pré-eleitorais de Passos Coelho, que ("custe o que custar"..) se revelaram rematadas mentiras !

Haveria muito mais para dizer mas, para não me alongar, todo o passado político, de Miguel Relvas, agora revelado, com "fac-similes" de jornais de 1997, das mentiras sobre o "espião", da ameaça à jornalista do "Público" de tornar pública a sua vida privada (o Santana Lopes têm disso experiência, e sabe os efeitos devastadores que isso pode têr...)e, agora, da falsidade do "curso", revelam um passado de oportunista, de xico-esperto, de trafulha,o afastamento de colegas de Partido que se opunham e eram obstáculo aos seus "objectivos", as mentiras que argumenta, com toda a desfaçatez, serem "lapsos"...

Pois ! Mas são "lapsos" a mais para um Relvas só !...

E Passos Coelho, amigo de juventude e de "jota", não sabia de nada ?

Cumprimento-o com consideração,mesmo que (talvez) não acredite...

Emanuel Pinto Varandas disse...

Boa noite,

Estava curioso com o que iriam escrever aqui no blog e não fiquei em nada surprendido. Deixem-se de uma vez por todas de subterfúgios para tentar esconder o que é evidente e tenham coragem para dizer a verdade..só a nivel politico, maçonaria e afins é que é possivel tirar cursos superiores em um ano e ainda ter a coragem de vir para a TV dizer que é um "não assunto"..envergonhem-se.. tanta gente capaz e honesta que rala para tirar um curso superior e para tentar arranjar um trabalho honesto e este senhor so porque tem as costas bem guardadas é-lhe permitido tudo..Tenham a coragem de escrever, denunciar e não permitir o que de arrado está neste Pais em vez de estarem constantemente a bajular os "socios" do partido para ver se lhes dão algumas migalhas "neste caso tachos"..razão tem o Sr. Alberto João...que quer 4 cursos..tb eu...Assim não vamos lá de certeza..Triste Pais..

Emanuel Pinto Varandas disse...

Boa noite,

Estava curioso com o que iriam escrever aqui no blog e não fiquei em nada surprendido. Deixem-se de uma vez por todas de subterfúgios para tentar esconder o que é evidente e tenham coragem para dizer a verdade..só a nivel politico, maçonaria e afins é que é possivel tirar cursos superiores em um ano e ainda ter a coragem de vir para a TV dizer que é um "não assunto"..envergonhem-se.. tanta gente capaz e honesta que rala para tirar um curso superior e para tentar arranjar um trabalho honesto e este senhor so porque tem as costas bem guardadas é-lhe permitido tudo..Tenham a coragem de escrever, denunciar e não permitir o que de arrado está neste Pais em vez de estarem constantemente a bajular os "socios" do partido para ver se lhes dão algumas migalhas "neste caso tachos"..razão tem o Sr. Alberto João...que quer 4 cursos..tb eu...Assim não vamos lá de certeza..Triste Pais..

Emanuel Pinto Varandas disse...

Boa noite,

Estava curioso com o que iriam escrever aqui no blog e não fiquei em nada surprendido. Deixem-se de uma vez por todas de subterfúgios para tentar esconder o que é evidente e tenham coragem para dizer a verdade..só a nivel politico, maçonaria e afins é que é possivel tirar cursos superiores em um ano e ainda ter a coragem de vir para a TV dizer que é um "não assunto"..envergonhem-se.. tanta gente capaz e honesta que rala para tirar um curso superior e para tentar arranjar um trabalho honesto e este senhor so porque tem as costas bem guardadas é-lhe permitido tudo..Tenham a coragem de escrever, denunciar e não permitir o que de arrado está neste Pais em vez de estarem constantemente a bajular os "socios" do partido para ver se lhes dão algumas migalhas "neste caso tachos"..razão tem o Sr. Alberto João...que quer 4 cursos..tb eu...Assim não vamos lá de certeza..Triste Pais..

Anónimo disse...

Foram as companhias, Dr. Santana Lopes, que arruinaram de vez o papel que o Senhor podia ter tido na nossa democracia. Até aos anos 90, segui com estima a sua carreira , pois me parecia que tinha algo de coragem, de insubordinação, de força moral. Depois disso, desconsiderado pelas "elites" que restavam no seu partido, achou que tinha que se rodear do pior do pior. Os maus que já estavam ficaram (Rui Gomes da Silva) mas juntou-se gente tão rasca como Pedro Pinto, Meneses, Valentim, Miguel Almeida, Dias Loureiro, António Mexia ou este Relvas. Cada um à sua maneira, gente que põe a baixesa acima de tudo. Pensa agora o Senhor que proteger os aventais pode colocá-lo mais perto do poder? Engana-se. Essa gente sente-se apertada, e procurará sempre um lugar seguro que o Senhor já não é. A paixão pelo poder fê-lo ligar-se ao que temos de pior e ditou o fim da sua carreira. Acredito que o Dr. Santana Lopes foi, no meio de tanta sujidade, o único que não enriqueceu, mas hoje o grande defensor dos loureiros ou dos relvas já não pode provocar sequer uma réstia do entusiasmo que há vinte ou 15 anos atrás chegou a causar em muitos portugueses. Custa-me sinceramente dizê-lo, mas é o final que merece.

Saudações ,

Alberto Nunes