sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Muito importante

No Conselho da Zona Euro de ontem, para lá de todas as importantes deliberações, foi dado mais um passo para que Portugal fique mais perto da Irlanda e mais longe da Grécia. O caminho é duro mas a linha tem de ser essa: a de garantir a credibilidade externa.

3 comentários:

miguel vaz serra....... disse...

Dr. Santana Lopes
Tudo dependerá da real boa vontade dos Portugueses.
Avaliando pela atitude e portanto exemplo dado ao povo pelo Partido Socialista, que já consegui dobrar Seguro ao não ter mostrado até agora força para parar a pandilha que é manobrada desde Paris, não me parece que seguiremos a Irlanda....O ser amigo do PM não é suficiente. Pelo contrário.
Deus o ouça e que eu esteja errado….!
A votação sobre os Genéricos na AR foi clara.
O PS está para ficar com a mesma linha de Sócrates, ou seja, o povo não interessa nada ( nunca sirvas a quem serviu, dizia a minha querida avó ).
Veremos como Seguro no final vai votar contra o OE e se assim for, suicida-se politicamente.
Com esse suicídio, o futuro com uma oposição deste calibre baixo e liderado por gangs é negro.

maria lisboa....... disse...

Vamos ver como o povo português se vai portar…
Isto sem Euro era bem melhor. Estaríamos como o Brasil , a crescer.
Um Escudo mais alto para comprar Petróleo e depois mais baixo para exportar. Como fazem os Britânicos com a Libra. Basta ver as cotações. Parece a montanha russa.
Se ainda mantivéssemos o Escudo vivíamos melhor com uma vida mais barata e a balança económica estaria como estava antes da revolução dos capitães, ÓPTIMA!
Entre muitas coisas, Mário Soares e Cavaco só pensaram em parte e nos milhões que iriam ter para gastar ( mal gasto, muito mal gasto nos 10 longos anos de Cavaquismo ).
O dinheiro perde as pessoas.
Vejam como está o caso da herança que Duarte Lima organizava.
Uma mulher assassinada, uma família destroçada, uma fortuna encravada, e um alegado assassino desaparecido há 3 meses.
Nem é necessário pensar muito para ver como, quem e quando.
Tenho pena no entanto de que assim seja.

PedroSantanaLopes disse...

Relembro que nao são publicados textos com expressões injuriosas para outras pessoas. Mesmo que os textos não sejam dos próprios mas citaçoes de outros. Por vezes pode «escapar» mas é involuntário.
Como é sabido, publico todas as críticas, incluindo as dirigidas a mim. Só existe o referido limite.