terça-feira, 12 de abril de 2011

O QUE FAZER?

A velocidade tem sido, no minímo, de um por dia. Minímo! Declarações cá, lá, deste, daquele e de outro. Cada uma mais surpreendente do que a anterior. O que poderemos fazer?

30 comentários:

Hugo Correia disse...

Compreende-se que resguarde a sua opinião para a "Prova dos Nove". Tem sido mau demais. É provável que uma hora de programa seja muito pouco para tanto que dizer. Mas efectivamente, de que adianta? Não é por falta de aviso, não é por falta de apontar o caminho e as soluções, não é por falta de dar a cara por causas, muitas vezes em prejuízo próprio. Estamos a pagar pelo "autismo" de muitos(desculpa Luís todos compreendemos o porquê da sua interpelação e como é óbvio não é intenção ferir tão frágeis sensibilidades, não leve tão a peito, não é contra si ou contras aqueles que "padecem" dessa síndrome). A única satisfação do momento é saber que você não faz parte desta deprimente e decadente fotografia. Agora é o FMI e o FEEF. Neste momento, venha o que vier dos cortes que pretendem e têm necessidade de implementar, temos que nos preparar e adaptar. Só queremos que alguém nos diga aquilo com que podemos contar para o futuro. Não é pedir muito, pois não? Chega de ilusões.

o cusco....... disse...

Que fazer? Dizer a verdade, chamar as coisas pelos nomes!
Já é hora, não?
A vergonha nunca é falada…
Quem é, quem é?
Na sua vida privada e académica nada parece ser real.
A sua vida profissional começa da forma mais duvidosa.
Deixou um País na pior crise económica e financeira.
Mentiu aos portugueses, ano trás ano, durante 6 como PM ( mente desde 1995, ano que começou a fazer parte dos Governos Socialistas ).
Meteu-se em negócios estranhos utilizando as influências políticas dos cargos de que foi titular.
Enriqueceu de forma abismal sem se saber "oficialmente" como, e ninguém investiga este facto.
Ameaçou durante anos quem se “atreveu” a escrever as verdades sobre ele.
Conversas gravadas e altamente comprometedoras, foram apagadas pelos amigos que espalhou pela que um dia foi chamada Justiça.
Engana da forma mais descarada os parceiros sociais, os demais partidos e até Bruxelas.
Esconde as verdadeiras contas públicas obrigando o que foi então um excelente técnico das mesmas, a revelar números falsos e adulterados.
Negoceia em segredo com o FMI 80 mil milhões de euros, muito antes de pedir a demissão, acusa a oposição de terem sido eles a provocar o feito e, isto que fique bem metido na cabeça dos portugueses, deixa Portugal na posição de
SER O ÚNICO PAÍS DO MUNDO EM RECESSÃO PARA 2012.
O único do Planeta Terra.
Alguêm tem noção da vergonha que é isto?
Também foi a crise internacional?
E o resto de TODO O PLANETA, não teve crise internacional?
Isto tem que ser falado, gritado, berrado na cara desse desastre humano com pernas.
Estas são as verdades que Passos Coelho deve falar bem alto se quiser ganhar as eleições e deixar-se de politiquices baratas como levar Fernando Nobre para a AR ou andar a convidar Manuela Ferreira Leite para deputada.
Se algum PSD tiver a oportunidade de ler isto, mande-lhe o recado. Faça cópia e mande-lhe!!!
E já agora que não se desdiga muito que as sondagens cada vez lhe dão menos votos.
Esta história de telefonema que afinal foi reunião em corpo e alma com o inqualificável PM sobre o PEC4 é a última.
Onde estão os assessores?
Os conselheiros?
Continua-se a sair para os discursos e entrevistas sem um briefing intenso?
Ou não gostamos de ouvir ninguém e depois perdem-se as eleições por puro egocentrismo?
É isto que nos espera no próximo Governo?
Estamos a meio de Abril, PSD!
Quando se vai a aprender a não se brincar em serviço?
O outro é um mentiroso compulsivo mas ainda consegue pôr todos os militantes a fazerem figura de parvos aos gritos num Congresso, mesmo depois de ter destruído a democracia em Portugal. ( no PS nem se fala ).
Nem um pio!!
Nem na Cuba de Castro ou na Venezuela do seu tão amigo, o outro tal como ele, ditador, Hugo Chavez.
Num País como este, com um povo como o nosso, Sócrates é uma bomba relógio!
Eu já sei em quem voto desde 1974, mas tenho pena de ver o PSD nesta situação tão delicada.
Por favor! Deixem de ser amadores.
Acordem que o tempo é precioso!!!

Dina disse...

Caro Dr Pedro !
Que fazer ? Ora bem, nesta altura , apenas ter-se a serenidade, sobriedade e seriedade necessárias para enfrentar o momento e dar tempo aos números que aí vêm !
Entretanto, nestes ultimos dias o Povo assistiu espantado aquela especie de funeral anunciado «deste» PS .
Não me conformo que todo o PS se tivesse deixado enrolar naquela feira de luzes e som , salvo honrosas excepções (ex.o corajoso Rómulo Machado e haverão outros silenciosos, ou antes, silenciados ).
O Congresso-Funeral fez-me lembrar o de uma estrela pop (do tipo Michael Jackson) , onde os falsos elogios funebres , beijos e abraços de mera circunstância abundam para que o morto fique bem enterrado .
Só que, aqui o «falecido» ainda teve a oportunidade de se auto-carpir e de se auto-elogiar por teleponto, (pergunto: quem teria sido o herói que partiu o teleponto direito ? E porque não partiu os dois? ) . Enfim !
Continuo teimosa no meu pensamento e por isso deixo aqui o meu elogio à Oposição por ter tido a coragem de, em bloco, dizer Basta !
Agora é preciso ter a coragem de não admitir a ocultação de numeros , doa a quem doer e custe o que custar . O «cancro» existe e está lá e tem metástases . O tratamento tem que ser muito duro, doloroso e equilibrado , de maneira a irradicar a genese cancerigena e os seus agentes provocadores .
Cptos .

cefariazores disse...

Já percebi, Sócrates não precisa de fazer mais nada para ganhar as eleições do que assistir aos barões e comentadores do PSD a criticar o partido, atos de Passos Coelho ou a tornarem públicas as suas renúncias a convites.
Parvo fui eu em acreditar que Portugal e o PSD algum dia voltariam a ter futuro.

L. dos Anjos disse...

O titular do blogue terá memória?
Ou não terá vergonha?
Ele sabe bem que, bem como o seu partido,foi um dos contribuintes activos para o estado a que chegámos. Entre este e o Engº não há diferenças. E entre o PS e o PSD tambem não. Quanto ao PPC só a Sr. Angelo Correia sabe o seu valor. Foi para ele que o dito trabalhou... e talvez trabalhe.

M.Mattos disse...

Dr. Santana Loeps, todos nos lembramos da vergonhosa campanha que elementos do PSD e do PS em conjunto fizeram para derrubar um governo com maioria absoluta no parlamento. Neste momento e perante o triste espectáculo do comicio de matosinhos onde se ouviam gritos ao estilo gonçalvista: contra os neo-liberais, a escola privada é para ricos,contra as agências de rating e os mercados, pelo estado social - é lamentável que personalidades como Marcelo Rebelo de SOusa e outros venham juntar a sua voz a outras tantas personalidades (essencialmente da área socialista) para que se faça um pacto antes das eleições. Lamento mas pactos c/Sòcrates é impossível porque já vimos o calibre. Lamento, que mais uma vez algumas personalidades do PSD perante aquele espectáculo aterrador do comicio de matosinhos ao estilo fascista, porque não gosta de PPC, não estejam claramente ao seu lado preferindo entregar o poder de novo a Sócrates, porque afinal o interesse nacional não está acima de tudo, mas sim uma qualquer estratégia de arranjinho dentro do PSD. É uma vergonha.
Sinceramente e por conversas que tive com alguns amigos e colegas de trabalho, o cenário de matosinhos deveria fazer-nos pensar. QUeremos um homem como ferro rodrigues no parlamento? QUeremos Manuel ALegre? MAs queremos voltar ao gonçalvismo e a um estilo de gente q desrespeitou o seu País em todos os aspectos, só porque não se gosta de PPC? Nunca esquecerei o q lhe fizeram, mas agora espero q PSL contribua para ajudar o PSD e não para o enterrar. Espero que faça o oposto de MRS q afirma agora q a responsabilidade ´´e de todos.
Lisboa já foi entregue a radicais e o País não pode seguir o mesmo caminho.
Se o PSD continuar com a sua estratégia de esquemas contra o lider, chego à triste conclusão que quando alguns falam de interesse nacional estão a mentir.

Hugo Correia disse...

À atenção do sr. Luís e de outros que sofrem com essa ou outras patologias e deficiências igualmente complexas, se achar apropriado...

http://www.cm-lisboa.pt/docs/ficheiros/Reg10_086.html

http://www.igf.min-financas.pt/inflegal/bd_igf/bd_legis_geral/Leg_geral_docs/LEI_038_2004.htm

http://www.portugal.gov.pt/pt/GC16/Governo/Ministerios/MFAP/Publicacoes/Pages/20050106_MFAP_Pub_OE_2005.aspx

http://www.destak.pt/artigo/42063

Anónimo disse...

O melhor é estar quieto, calado e anónimo senão acontece-nos como a este:

http://noticias.sapo.pt/info/artigo/1144930.html

João disse...

Boa pergunta?

... É urgente arejar as ideias. Alterar esta cultura do pensamento que nos conduziu a todos a este descalabro.

Dizia o pai do Rei Ruan Carlos: Lisboa é a praia natural de Madrid!

A sociedade portuguesa, precisa de um discurso que traga à actualidade o tradicional viver. Podemos falar todos os dias dos nossos males, mas sem que apareça esse movimento de pessoas, de nada servirá alternar nas instituições.

Os meus cordiais cumprimentos,

João Gomes

João disse...

Boa pergunta?

... É urgente arejar as ideias. Alterar esta cultura do pensamento que nos conduziu a todos a este descalabro.

Dizia o pai do Rei Ruan Carlos: Lisboa é a praia natural de Madrid!

A sociedade portuguesa, precisa de um discurso que traga à actualidade o tradicional viver. Podemos falar todos os dias dos nossos males, mas sem que apareça esse movimento de pessoas, de nada servirá alternar nas instituições.

Os meus cordiais cumprimentos,

João Gomes

MARIA JOSE FERREIRA disse...

O que fazer...??
é simples,nada!
Porque só a honestidade tem futuro,por isso só daqui a décadas esse valor será concretizado em Portugal.

meritíssimo disse...

Não tenho acompanhado esta gestão da crise da forma que mais gostava mas no essencial vejo que estão todos a conduzir mal as suas posições.
O facto de estarmos em pré-campanha em nada ajuda a resolver os problemas.

Gostava que se lembrassem que um pacto ou acordo que se vier a efectivar, não é com Sócrates nem com o governo mas sim com as entidades que estão em Portugal, para nos ajudar. É perante eles que temos que responder e é lamentável a forma como os nossos políticos se estão a comportar.
Não está aqui em causa de quem é a culpa está em causa o próprio país, acordem por favor.

A responsabilidade devia ser discutida em tribunal e quem nos conduziu a esta situação devia ser julgado. Seria inocente até prova em contrário….

meritíssimo disse...

Não tenho acompanhado esta gestão da crise da forma que mais gostava mas no essencial vejo que estão todos a conduzir mal as suas posições.
O facto de estarmos em pré-campanha em nada ajuda a resolver os problemas.

Gostava que se lembrassem que um pacto ou acordo que se vier a efectivar, não é com Sócrates nem com o governo mas sim com as entidades que estão em Portugal, para nos ajudar. É perante eles que temos que responder e é lamentável a forma como os nossos políticos se estão a comportar.
Não está aqui em causa de quem é a culpa está em causa o próprio país, acordem por favor.

A responsabilidade devia ser discutida em tribunal e quem nos conduziu a esta situação devia ser julgado. Seria inocente até prova em contrário….

Hugo Correia disse...

O terceiro link anteriormente deixado tem um sentido mais abrangente, trata-se do Orçamento de Estado para 2005. Já não se pode voltar atrás, mas se isso fosse possível...
Fica para apreciação e reflexão dos seus leitores. É merecedor de uma leitura completa.

luis cirilo disse...

Usar, no tempo certo, o nosso direito á indignação. É que tem sido mesmo mau.

من disse...

O que fazer?

Qualquer coisa suponho

Quando todos os barões esperam pela 2ª volta

Alguém tem de contribuir para um consenso

Politicamente é desastroso
´
Eticamente é ....subjectivo?

como alguém escreve fazer nada

e ver o naufrágio na 1ª fila
são opções..

é mais ou menos como aquela frase soarista é necessário conhecer os caminhos de são Bento para lá entrar em 76 e dirigir

é verdade que um arrivista político estranho ao PSD e ao PS
dificilmente pode esperar fazer consensos

a modos que esses partidos em corridas de sucessão
têm pessoal desse que harmonizará a assembleia nacional (enganei-me no nome?)

talvez se possa arranjar um médium
para repescar os extintos que tão gloriosamente lideraram essa nobre casa

ou então arranjar umas latas de gasoil e um desempregado
(neste caso nem precisa ser judeu nem holandês)

Lamas disse...

O que fazer?
Que o PR se imponha em nome do país.
Que faça um discurso à nação DURÍSSIMO que denuncie e critique os politicos menores que nos (de)governam, oposição incluída e que exorte os portugueses ao trabalho e à reconstrução do país, com uma palavra de esperança e motivadora.
Se os lideres dos maiores partidos, tiverem sentido de Estado, saíam de cena JÁ dando lugar a personagens acima de qualquer suspeita, técnicamente capazes e sobretudo credíveis e honestos

silva disse...

Nunca imaginei alguma vez citar Otelo Saraiva de Carvalho, as suas palavras são sintomática quando diz "Se soubesse como o País ia ficar não fazia a revolução...". Ao fim de 37 anos de revolução o país está pior, muito pior, infelizmente a revolução não acabou com o pior legado do anterior regime, o povo gosta de ver o estado com uma atitude paternalista.
Esta república moribunda tem um enorme déficit de democrático, políticos e partidos políticos devem ser responsabilizados, a sociedade civil demarcou-se e permitiu que chegasse-mos a este ponto.
As declarações da Finlândia e Suécia apesar de revoltantes são compreensíveis, andámos a viver acima das nossas possibilidades.
De futuro quando derem uma migalha vamos ver o povo a aclamar esta situação interessa aos partidos e deve mudar.
O FMI ou O FEEF não vão sugerir alterar a constituição, reconstruir a justiça, a educação, a saúde, a redistribuição da riqueza pelo território. Isto tem que ser feito, sob pena de continuarmos a empobrecer Portugal não pode continuar com estas revoltantes assimetrias sociais.
Mas uma coisa é certa estas instituições não vão permitir este esbanjar de dinheiros publicos como tem vindo a ser feito, com projectos faraónicos, obras com derrapagens inacreditaveis, etc.
A sociedade civil não pode aceitar a desresponsabilização deste governo e de Sócrates em particular, e a tentativa de sobrevivência política de dirigentes mal preparados e imaturos.
Este Nobre Povo quer um muro na mesa. Basta! Esta "boa moeda" não queremos, infelizmente para nós, acabados de eleger um presidente da república sem força para dar um murro na mesa.
Resta a esperança que alguém com a argúcia e coragem de Sá Carneiro.

miguel vaz serra....... disse...

Dr. Santana Lopes
Continuo a ver e ouvir todas as notícias que posso. Leio nas bancadas os Jornais que encontro ( não compro jornais portugueses desde 2004 ).
Falo com amigos e conhecidos e até agora não vi nem ouvi ainda nada nem ninguém “dizer-me” que finalmente o PSD está a falar claro, preciso e directo sobre o descalabro em que Portugal foi mergulhado pelo Partido Socialista, com a liderança inqualificável do Técnico Sousa que todos e até a Dra. Manuela Ferreira Leite, insistem em chamar de Engenheiro Sócrates.
Estela Barbot, a única portuguesa conselheira do FMI, foi mais clara na sua entrevista que todo o PSD durante este último ano e meio.
Disse o que o líder social democrata TEM que começar a dizer e já : Sócrates pôs os interesses políticos, pessoais e partidários à frente da nação, mentiu, escondeu as contas públicas a todos, cá e na Europa e por culpa dele e só dele pediu, quase já sem hipóteses de ajuda alguma, qual o estado da nação, a intervenção do FMI.
Isso tem que ser desmascarado e falado TODOS OS DIAS até ao dia das eleições e deve ser ajudado por todos nós, PSD’s ou, como no meu caso, não.
É como uma OBRIGAÇÃO patriótica. Acabar com o resto da credibilidade que esta desgraça que Portugal votou duas vezes, ainda tem entre os de sempre, o que com graça foi qualificado aqui no seu blog pela “geração do lenço preto”.
O discuro de P. Coelho não está a “passar” e os assessores têm que o chamar a atenção disso mesmo.
Não está aqui só em jogo quem ganhará as eleições.
Está em jogo a nação portuguesa.
A credibilidade do País que está na mais suja lama.
Já temos Paises a dizer que Portugal tem mesmo é que sair do Euro e não querem ajudar.
A Filandia é uma dessas vozes de peso.
É isto que P. Coelho deve dizer à boca cheia. Que o Técnico Sousa descredibilizou Portugal de tal forma que quase não há volta atrás.
Falar claro PARA OS PORTUGUESES e não para o Partido Socialista. Olhe para a câmara, olho no olho com os portugueses e diga-lhes. “Portugueses: este PM mentiu por isto e aquilo e aqui estão as provas!!!”
Ontem ouvi Francisco de Assis, aquele que levou uma valente sova dos apoiantes da amiga íntima do Técnico Sousa, em Felgueiras, há uns tempos atrás, a dizer que Fernando Nobre era uma pessoa sem qualificação possível, sem personalidade, com um ego sem limites e sem palavra…. Parecia que estava a falar do líder dele.
Dizia que as coisas deviam ser ditas e tratadas pelos seus nomes.
Tem toda a razão. Isso digo eu há 6 anos. Sócrates por todas a razões e mais alguma, devia estar preso! Mas isso não diz Francisco.
Eu sei que o Senhor não gosta de atacar os seus “colegas” PM’s porque pode ser falta de ética e/ou não ser politicamente correcto. ( aliás já foi criticado aqui por isso e acusado de se sentir condescendente com o Técnico Sousa ) mas desta vez eu acho que devia escrever um bom artigo de fundo, aqui e no Sol, sobre a verdade de quem o foi substituir depois daquela vergonha em 2004.
Fazia um favor à nação e aos milhares e milhares de pessoas que sempre o votaram e apoiaram.
É um pedido dum deles.
Portugal está muito pior do que imaginamos e o povo nem tem a mínima ideia………….

maria lisboa....... disse...

Ontem ouvi Otelo Saraiva de Carvalho.
Nunca pensei dizer ou escrever uma coisas destas, mas....gostei de o ouvir!!!!
Foi o homem que me fez sair do meu País sem saber quando podia voltar, que mandava telefonar para nossa casa a ameaçar de morte e dizer que nos meteria no Campo Pequeno com a ajuda do Partido Comunista Português, e nos fuzilaria a todos.
O homem que com Álvaro Cunhal quis mergulhar Portugal numa das mais ferozes ditaduras jamais vista nesta paupérrima Nação.
O homem que pertenceu à única "quadrilha" Terrorista portuguesa, as FP25 e que chegou a por bombas em território Portugués.
O homem que se fosse espanhol, estaria em cadeia prepétua.....
Pois gostei de o ouvir.
"800 homens", dizia, bastam para derrubar a Democracia!!!
Um País que já não tem dinheiro nem para pagar aos militares!!!!!
Uma oposição frágil e com a mania que tudo sabe, que não consegue chegar às mentes doentes deste povo inculto.
Onde vamos parar?
Já ninguêm tem "pachorra" para aquela pose cinzenta de Cavaco que nunca quer molhar o cú mas depois manda postas de pescada lá do alto não sei de qué,realmente.
Agora o Tribunal diz que o amigo Oliveira e Costa lhe vendeu acções a um euro, mas essas mesmas valiam e tinham sido compradas pelo mesmo por 2,5.
Oliveira e Costa portanto perdeu mais de 200.000 euros na venda. Pode alguêm explicar uma barbaridade dessas?
É só honestidade...
Isso tem um nome: VERGONHA!!!!!

silva disse...

Alternativa 2005:
BOA MOEDA versus MÁ MOEDA

Já vimos que erraram no prognóstico.

E a alternativa 2011:
MASSA BOA versus MASSA MÁ ?

Será que não era possível exercitarem um pouco o tiro ao alvo, porque os tiros nos pés são mais que muitos.

Zé Manel disse...

Os Cavaquistas estão ao virar da esquina para assumirem o PSD depois da derrota de PPC.

"Bora Lá Prendê-lo da Silva" disse...

Que fazer a um gajo que arruinou o País e aumentou a dívida a um ritmo de 10 mil milhões de euros ao ano nos últimos 5 ??? Tem nome e tudo: José Pinto de Sousa e é ainda o PM desta desgraça de terra.
Eu sabia o que fazer: metê-lo na cadeia e congelar-lhe as offshore e todos os demais bens como se faz lá fora aos outros ditadores ladrões!!!
"Bora"?

o cusco....... disse...

Isto com o tempo e muita calma vai lá...
E não...não é necessário nascer duas vezes.
Vai-se entendendo porque Sócrates chegou até aqui...
http://www.ionline.pt/conteudo/117216-bpn-oliveira-costa-perdeu-275-mil-euros-em-negocio-com-cavaco
Quem me dera ser amigo de Oliveira e Costa.
Compra por mais de 2 euros acções que vende depois a Cavaco e filha por 1!!!
Posso rir? Ou é melhor não?
Isto é tudo uma gente....que nem vale a pena comentar...

JB disse...

Que tristeza de país que tem governantes mentirosos, que tem voluntários a governantes mentirosos, e que temos um Presidente silencioso. (vale mais estar assim, do que dizer asneiras) O grave não é o seu silêncio, mas a sua apatia a ver o desmoronamento do país e nada fazer.Estava informado ou não do que se passava? Era demais que não o estivesse, e que não acredito. Foi conivente com o estado de sítio porque não teve coragem para mandar este governo às urtigas, havendo ou não eleições (que são mais despesas para o País), desconfio que não nomeou um governo de gestão, por inépcia.Resumindo, o Presidente da República é culpado de ter mantido um governo que foi um autêntico desastre para todos.Tristeza de políticos que olham só para o seu umbigo.

Nuno Silva disse...

Nobre a Presidente da AR e depois a Presidente do PSD!!!!

jagga nathan кешин disse...

Aparentemente ir para fim-de-semana

lavo daqui as minhas mãos

e quando se der a queda

começa a corrida aos sucessores outra vez?

é que isto de indecisões políticas tem histoira

Carlos André Martins disse...

Neste caso meu caro Pedro, temos de ser coerentes, ao contrário de outros, temos de manter as nossas posições e fazer sobressair as grandes virtudes do povo Português!
Temos de chamar atenção daqueles que ainda não perceberam nem viram o perigo, temos de iluminar o caminho de forma a que poucos caiam no buraco! É uma luta dificil, mas é sem dúvida uma luta de principio! Vamos dia após dia, lutar e fazer valer, esse lema que os nossos avós não se cansavam de lembrar, NÃO DEIXES PARA AMANHÃ O QUE PODES FAZER HOJE! Vamos enaltecer o prazer de ser Português! Temos o tempo todo, não temos tempo a perder!
Bem Haja!

cefariazores disse...

Só para lhe dizer que gostei imenso da seu comentário hoje na TVI, distinguiu o acessório do essencial, ao nível de negociações e do motivo porque aqui chegámos.

Ruvasa disse...

Calar-se não seria uma boa ideia? Porquê e para quê a imitação de um jongleur que na política nunca conseguiu fazer fosse o que fosse, pelo que, por despeito, bate em tudo o que mexe? Falo, evidentemente de Marcelo Rebelo de Sousa.

Para quê imitar um artista descredibilizado e a perder público a um ritmo alucinante, precisamente pelo espectáculo barato, sem nível e repetitivo que proporciona? Acha o ressabiamento bom conselheiro?

Andei a perder anos de vida a apoiá-lo, Pedro Santana Lopes?

Sugiro-lhe vivamente que assista às suas últimas intervenções televisivas, em casa, sozinho, nelas meditando, na forma como no conteúdo.

Talvez lhe surja algum sol que ilumine este seu período de vida política de negrume tão acentuado.

Porque é uma pena, creia!