sexta-feira, 1 de abril de 2011

Devolução Institucional

Com o Estado em que está o País, só 6, 7 pontos de diferença?


A propósito, pense - se o que se pensar do personagem político - por mim, há um ano que digo que deveria ter saído do cargo - a entrevista do Ministro das Finanças a Judite de Sousa constituíu um momento impressivo quanto aos termos de funcionamento do nosso sistema político...Especialmente, quando Teixeira dos Santos afirmou ser Cavaco Silva que a única pessoa que tem legitimidade, neste momento, para negociar uma ajuda externa. Atribuir - se essa incumbência ao Presidente da República, se não estivéssemos já em pré - campanha eleitooral - teria alto significado jurídico - constitucional. Assim, só tem relevo político.

20 comentários:

Anónimo disse...

Caro companheiro, há muito que deu para perceber q este Ministro não sabe do q fala e qdo deve falar, agora é conveniente dizer q a culpa é nossa ( parece q só a bancada do PSD votou contra...) e que õ PS não quer de forma alguma pedir ajuda externa, (q o faça o PSD pensam eles...) para q politicamente possam afirmar que eles nunca a teriam pedido; o problema é q esta sitação foi criada por quem????? quem está no governo há uns anos....? Saudações Sociais Democratas, LM

o cusco....... disse...

Tudo "é normal" num País que mais parece todo ele, um departamento de finanças locais. Ninguêm sabe o que faz, nem quem realmente manda nem como resolver nada, por isso tudo se "armazena". Um País que vota duas vezes Sócrates. Diz tudo, ou não?
Mas sabe o mais engraçado de tudo isto é que o verdadeiro rosto deste regime do "tempo da gaja" não é realmente quem deveria, é Cavaco.
Se existe um País na Europa que tem um partido que elege para líder um Sócrates, já é estranho, mas....enquanto seja só isso...eles que lá se arranjem. Agora, esse líder é votado a PM por um povo inculto, cego e mal informado pelos ditos média cá do sítio, descobre-se que é um "ganda" mentiroso, um malandro de profissão que até mente nas qualificações académicas, está metido até aos cabelos num processo de corrupção imenso como é o Freeport, depois vem a face oculta, as ameaças aos Jornalistas, os tiques antidemocráticos e o PR não o chama imediatamente a Belêm para dizer-lhe que se demita ou ele mesmo o demite, é porque é conivente e ele só a longo prazo, culpado DE TUDO o que este mentiroso fará no futuro. Certo? Então o rosto do disparate passa a ser quem tinha poder, e esse sim tem, para parar compulsivamente tamanha atrocidade democrática e nada fez. Razões? Isso é que nunca vamos descobrir bem...Eleições? Sim mas não só...Ali há gato, ou muitos gatos.
Sócrates só nos enganou enquanto foi Secretário de estado e Ministro, pois os PMs que o lá meteram não sabiam ou não quiseram saber quem era realmente aquilo. Depois de PM e logo a seguir, descobriu-se tudo sobre o personagem e aí, passa a responsabilidade institucional a quem sabe e nada faz para o deter imediatamente. Ele é quem é e se o deixam faz o que lhe der na real gana. Não está a enganar niguêm. Já todos sabem como e quem é. Até altos dirigentes do PS o chamaram mafioso e vendedor de automóveis? Não se pode pensar que Cavaco é ingénuo porque senão não pode estar no cargo que tem, seria perigoso ter um ingénuo e muito mal informado como PR.
(continua)

o cusco....... disse...

(continuação)
Ninguêm neste País fala a verdade. NINGUÊM. Uns porque mentem e os outros por não exporem essas mentiras!!!
Por isso as sondagens dão uma distância tão pequena e eu digo até que não me surpreenderia nada que o PS voltasse a ganhar com o Técnico na liderança. Porque é Portugal. Porque somos mentalmente frágeis, para ser meigo. Porque tivemos o imenso azar de ter como últimos dois PRs pessoas que só olharam aos interesses pessoais e de partido.
Espanha que nos dá lições de tudo, sempre, mandou hoje mesmo um artigo que em Portugal nunca ninguêm teve os ditos para o escrever e menos publicar: O ABC disse hoje que :
"Enrique Serbeto
Día 01/04/2011
El primer ministro portugués se parece a un conductor que avanza a toda velocidad por la autopista en dirección contraria, convencido que son todos los demás automovilistas los que se equivocan. Los gobiernos europeos y las instituciones comunitarias dan por hecho que Portugal no puede salir de la crisis sin asistencia financiera, pero José Sócrates les contradice a todos diciendo que que el país puede superar sus problemas con sus propias fuerzas. Después de ser derrotado en el Parlamento ha presentado su dimisión y ha lanzado a su partido, el socialista, de frente y a toda velocidad contra la oposición liberal-conservadora, esperando que en el último momento un volantazo de buena suerte le permita dar la vuelta a las encuestas y regresar victorioso........"
Para ler na totalidade deixo o link como faço sempre http://www.abc.es/20110327/economia/abcp-antipatico-contra-todos-20110327.html
Somos maus em tudo até em escolher os Governantes.Somos o povo da treta, das jogadas, do cangaço, das fugas aos impostos, das economias paralelas.Pensamos que somos os maiores e que ninguêm sabe de nada.Errado.Toda a Europa o sabe e por isso estamos no fosso mais profundo. Sócrates pensa igual ao seu povo. Que é esperto. Mas não passa dum "foi porque o deixaram" e nem rosto de regime será na história de Portugal pois Cavaco tirou-lhe pela negativa esse título.
E toda a gente tem medo da verdade e da a escrever…….de chamar pelos nomes as coisas e as pessoas……..

Carlos Alberto disse...

Deve ser daquelas sondagens do 'Ruizinho' que dava como certa a vitória do baby Soares em Lisboa, lembra-se ou do Pedro Santana Lopes para a Assembleia Geral do Sporting. eheheheh (esta é a brincar)

Mas, de facto não me espanta que até o Socrates ganhe!!! Os tugas de jeito já fugiram de Portugal, ficaram só os 'rendimentos minimos' e os boys!!!

Anónimo disse...

As ultimas sondagens dão uma votação no Engº Socrates de +/- 33 %....
O saudoso Dr Medina Carreira questionava: como mudar o quadro político se 6 milhões de portugueses dependem do Estado!!!
É isto que devemos ter sempre presente... para evitar surpresas...

o cusco....... disse...

O gasto do Ditador "do tempo da gaja":

"Quanto gasta o PM por dia ???? !!! Ora vejam sff
by Joaquim Bonito on Wednesday, 30 March 2011 at 13:34.
É de loucos!!!! Claro que será (também) por isto que o FMI (ou semelhante) lhes faz medo . . .
Alguém, no Antigo Regime, se atreveria a façanhas - mesmo remotamente!!!! - semelhantes a estas canalhices, verdadeiras malfeitorias que deviam relevar criminalmente???
De acordo com a revista Sábado de 21-10-2010, apresentam-se de seguida algumas das despesas do Gabinete do sr. Sócrates:

- 436,70 €/dia em combustíveis (aos preços de hoje são 454,9 km/dia);

- 382,00 €/dia em chamadas de telemóvel (são 53 horas/dia ao telefone);

- 370,00 €/dia em deslocações e estadas;

- 750,00 €/dia em despesas de representação; [no orçamento de 2011, aumentaram estas em 20%]

- 276,00 e/dia em refeições;

Só aqui já vamos em cerca de 2.216 € por dia, mas há mais:

- 220,00 e/dia em locação de material de transporte;

- 72,81 €/dia em telefone fixo;

- 1.434 €/dia em aquisição de bens;

Já vamos em cerca de 3.940 € por dia.

E então que dizer do seguinte:

- 448 são as viaturas da presidência do Conselho de Ministros (gabinete do sr. sócrates e do sr. pedro silva pereira);

- Desde Outubro de 2009 Sócrates nomeou 71 pessoas para o seu gabinete, onde se incluem 13 secretárias e 20 motoristas;

Vale a pena ver o artigo. No total é um gasto médio diário de 11.391 €.

ATENÇÃO QUE É MESMO POR DIA!!!

Assim sim, agora já compreendo e até já estou disposto a pagar mais impostos.


O tal país periférico, pobre, tretas e mais tretas.



A bem da Nação...



Viva a República dos Golpes..."
Joaquim Bonito-FaceBook

Nada mal para um tipo que nem sabe escrever nem menos falar....

Carlos disse...

Bom dia Dr Pedro Santana Lopes.
Muito a contra gosto sou obrigado a confessar que nada tenho a dizer-lhe pois o "malandro" do "Cusco" adianta-se sempre quando penso que posso brilhar.
Também,a contra gosto,dou os meus parabéns ao "Cusco" pela denúncia do "Proxenitismo Social Português em Tempos de Democracia".
Oh!"Cusco",pelo o amor de Deus,deixe-me fazer o prefácio.
Um grande abraço
Carlos Monteiro de Sousa

Ricardo Araújo disse...

Bom dia Dr. Santana Lopes, segundo as ultimas sondagens, não teremos maioria absoluta de um só partido, isto é o mesmo que dizer que daqui a um ano estaremos em eleições novamente, porque não estou a ver acordo parlamentar que aguente, pois até hoje não conseguiu aguentar e não será pelo apelo do Presidente da Republica que esse entendimento se fará, senão são todos um bando de farsolas que nos andaram a enganar este tempo todo, quando já poderiam ter feitos esses acordos em nome do País.
Em relação ao ministro das finanças, este senhor é o mesmo que no final do ano passado numa entrevista dizia que tudo o que passasse dos 7% de juros, era intolerável e não havia outro caminho que não pedir ajuda externa, meses volvidos e os juros acima dos 9%, tem a distinta lata de afirmar que Portugal não precisa de ajuda externa.
Será que o lugar que ocupa lhe dá direito a mentir aos Portugueses?
Ou será que o lugar é tão bom, que poderemos dizer aquilo que não pensamos, só para garantir esse lugar.
É caso para dizer o que hoje é verdade amanhã é mentira e vice-versa, pois o que me interesse é conservar este lugar e todas as mordomias a que tenho direito, senão tenho de voltar para uma secretaria, ou para uma escola.
Será que não vai aparecer alguém que nos fale a verdade, e nos diga se precisamos de ajuda externa ou não?
Eu sei que é difícil falar verdade, pois com o povo que temos dificilmente ganhará eleições, por isso é que nós vemos todos os políticos a mentir em tempo de campanha, e depois da vitória sai tudo oposto, e nós aceitamos isso como de uma normalidade se tratasse.
Olhemos para o Pais vizinho, onde Aznar, que possivelmente terá sido o melhor P.M. que por lá passou, mas por ter mentido aquando do atentado em Madrid, perdeu as eleições, e olhemos para as sondagens em Espanha, onde o candidato da direita leva uma vantagem superior a 15%, com uma larga maioria absoluta.
Um grande abraço, cordialmente.
Ricardo Araújo

o cusco....... disse...

E uma "devolução de civilização" a Portugal?
Uma vergonha, o desporto Português…Queiroz não pára nem se cala de uma vez…Arremete contra tudo e todos na ânsia de levar mais uns milhares de euros para casa. É-lhe indiferente o que possa danar a moral da equipe da Selecção ou o que pode pensar o mundo da nossa debilidade mental ( que está patente na política igualmente ).
Deviam fazer esta gente assinar um contracto que os obrigasse a ficar calados para sempre se fizessem porcaria e fossem “despedidos”, como aconteceu com este piroso “adjunto” de treinador no Reino Unido!
Quem o foi buscar??? Como??? Não entendo?!
Ah, pois..E ainda lá está não é? Parece o caso dos amigalhaços Secretário de Estado dos transportes e Administrador dos CTT que “pensaram”, “acharam” que o segundo era Licenciado…Eu lembro-me que paguei 200 euros pelo meu certificado de habilitações do Curso quando o terminei. Esta gajada “acha” e já está! Curso feito!!
Bom, vem na linha dos PS’s… Vara’s e companhia encabeçado pelo querido e reeleito líder, José Pinto Sousa que gosta de ser chamado Sócrates.
Voltando ao desporto quero dar uma nota “negra azevis” ao irmão de Manuela Ferreira Leite. Foi candidato a P. do Sporting e como não ganhou não apareceu na reunião que o novo Presidente agendou e o convidou. Há gente que não sabe ganhar, os débeis que chegam lá sem saber ler nem escrever pelos golpes de má gerência de sorte que o Universo gera às vezes, que é o caso do humilhado PM e que devia ter seguido os passos de Zapatero que já disse que não quer ser mais o líder do PSOE ( mas o outro é honesto, tem noção de ética e é educadíssimo e este…bom este é..o Sousa, pá.. ), outros há que não sabem perder, que é este caso de Dias Ferreira.
Bruno de Carvalho e suas “gentes” nem merecem comentário, portanto fico-me por aqui.
Outros dois apareceram e falaram com o novo Presidente, tentando ajudar o que realmente interessa: O Clube!!!
Pedro Baltasar foi mesmo um Senhor nas declarações que fez, e eu ouvi, aos média.
Mas mais lamentável é o que se passa no FCP.
O que se passou na Foz com o Dr. Gomes da Silva é algo classificável de 3º mundo.
Um Presidente dum Clube manda dar uma sova no Vice-Presidente de outro.
Nunca mais ouvi nada. Nem uma só prisão, nem ninguém chamado a tribunal e ouvi dizer que foram identificados pelas pessoas que andavam na rua.
(continua)

o cusco....... disse...

(continuação)
Depois, aquela tentativa de assassinato do Presidente do Benfica ao lhe jogarem pedras dum viaduto da auto-estrada onde ia a passar nesse momento. O carro ficou destruído e ele podia ter morrido, muitos morreram assim por culpa de vândalos. O auto-carro dos jogadores também foi alvo dos capangas do Porto.
Para terminar o espectáculo nojento da preparação para o jogo de amanhã.
A Polícia, paga por todos nós, parece que se está a preparar para uma guerra civil.
O Benfica em vez de se mostrar bem acima dos tripeiros, diz que não vai deixar entrar bandeiras e cartazes como o Pinto Costa lhes faz no Dragão, e este diz que vai ficar no banco dos jogadores a ver o jogo.
Não devia haver um só Polícia nas ruas. Deviam deixar que eles se matassem uns aos outros. Era só uma vez e nós até agradecíamos. Para o próximo jogo já não havia mais escumalha.
Que tal fazerem estes jogos à porta fechada até os animais das claques aprenderem a ser cidadãos normais como no mundo civilizado? Ou estarem todos fixados na Polícia como no reino Unido em que nem os deixam voar para o estrangeiro, quanto mais entrar num Estádio.
E claro não consigo deixar de dizer que é triste, muito triste, ver que somos governados por gente que não se preocupa nem com a imagem do País nem muito menos com o estado das finanças em que essa mesma gentalha nos deixou. Sócrates provocou a crise política para não ser ainda mais humilhado do que já foi ( e será ainda mais nas eleições se a oposição falar a verdade aos Portugueses e expor toda a porcaria, que foi ocultada durante anos pela justiça, que ele é!!! ). Agora faz braço de ferro por ter sido obrigado à humilhação de ir a Belêm de rabo entre as pernas pedir a demissão, e não faz mais nada para pedir ajuda externa…O Ministro das Finanças faz aquela LAMENTÁVEL cena de loucura e devaneio na entrevista já famosa no estrangeiro e Cavaco que faz e mais uma vez? manda recados!
Mário Soares, Freitas do Amaral, todos mandam recados…..mas….quem necessita recados?
Então que espera o PR para substituir este “mau carácter de uma vez e meter lá alguém que possa levar isto até 5 de Junho? Todos “adoecem” quando lhes interessa ( Freitas do Amaral, a rainha de Inglaterra etc.. ).Este gajo não pode ter uma “indisposiçãozinha”, uma dobradinha mal feita pela mamã e sair airoso? Vamos mais uma vez ficar ainda pior por culpa da inércia já irritante de Cavaco?????
É que 5 anos já chegam!!! Mas afinal o que é isto? Que raio de gente é esta em quem votamos?

Dina disse...

Caro Dr. Pedro
Atenção que esta matéria é controversa e se de um lado existem constitucionalistas , do outro também e por isso abundam os pareceres e podem criar-se situações de bloqueio por motivos mesquinhos, e, isso não interessa nada ao País
A Constituição prevê que um Governo de Gestão pode de facto fazer tudo ,incluindo pedir ajudas de financiamento urgentes , mas desde que isso não ultrapasse o ambito do OGE para esse ano.
Ora o OGE anual poderá rondar os 11/13 mil milhões e o pedido de ajuda poderá rondar os 80 mil milhões (no minimo) .
Visto desta forma , pode-se de facto ter que ultrapassar limites legais e por isso exige-so o consenso entre os partidos .
Portugal exige .
Quer queiram , quer não queiram, as diferenças politicas têm que ir para o espaço durante um tempo, e têm que se sentar todos (sem excepção) sob o alto patrocinio do PR,. de forma a estudarem urgentemente a forma do pedido e as contrapartidas a oferecer e com as quais todos se terão que comprometer para futuro .
Não há outra solução e não há tempo para dissertações, nem grandes encenações.
Há que agir rápido e bem.
Muita frieza e determinação no raciocinio porque acredito que ainda se vão encontrar algumas novidades nada boas.
Cptos

Tá na laethanta saoire thart-Cruáil an tsaoil disse...

E no campo socialista, limitado a uma cara sempre presente qual a alternativa?

Alternativas preparam-se

Arranjadas à pressa levam a apresentação de um programa eleitoral para Maio como o outro lado

Lutas partidárias pela sucessão neste momento seriam piores

E Sócrates continua credível não só para o partido mas para uns 10 a 15% do eleitorado
e visto como a alternativa menos má por outros tantos

é um sucesso como animal político

muito superior a deixa cá ver....

esqueci-me

a isto chama-se uma análise i senta

não sei está a ver o ponto?

Ach seo é an pointe....Sócrates

Ceannaire stáit?
o problema é q esta sitação foi criada por quem????? quem está no governo há uns anos....? Saudações Sociais Democratas, LM

O ponto é este
O pessoal está farto dos grupinhos partidários

e não vê alternativas credíveis em nenhum

é o problema irlandês
depois as coisas extremam-se

esta semana no ulster as coisa azedaram

o homem Só...é prolixo

que selvajaria pá
que selvajaria

em situações de stress
sócrates raramente perde o controlo

o tom de voz
a inflexão

Tá na laethanta saoire thart-Cruáil an tsaoil disse...

Depois surgem todo o tipo de corvos

a debicarem nos Barões rosas e laranjas

Enfim o Cavaquismo vai voltar

Passos Coelho é fraco, novos quadros são mauzotes

os antigos não eram grande coisa
em termos de projectos de longo prazo
mas paciência

O problema é que não vai voltar em maioria e terá de fazer coisas bastante impopulares

como o outro diz

A bem da Nação...



Viva a República dos Golpes..."
Joaquim Bonito-FaceBook

Nada mal para um tipo que nem sabe escrever nem menos falar....

Sexta-feira, Abril 01, 2011 8:36:00 PM

e o fenómeno dos blogues

pode traduzir-se nalgumas dezenas

de milhares de opções de votos

mas pouco mais

os blogues após quase um ano de análise são pouco permeáveis

muito egotistas

e o nº de aderentes visitantes diários é relativamente baixo

raros são os que atingem
200 ou 300 mil visitas por ano
e são pouco diversificados em termos de público

uns quantos visitantes fiéis
fazem uma % significativa das visitas

Tá na laethanta saoire thart-Cruáil an tsaoil disse...

Ideias Base dos Social Democratas

são interessantes

não batem na redução dos custos do sistema judicial

que aparentemente é sacrossanto para os barões da advocacia

o excelentíssimo incluido

não estavam preparados para a crise

só para o mês de Maio é que isto vem estruturado

apesar de terem criado uma página de sugestões há um ano

e de ....etc

estou a gastar o teclado

por isso se não percebe a diferença mínima

evoluiu pouco na análise das causas da sua ascensão e queda

ce va fi aprobat de către proprietarul blogului
não há canais de comunicação previlegiados

porque simplesmente não existe comunicação

existem bandos que gritam
mas não convencem

Pedro Ferreira disse...

Seis, sete pontos, diz com espanto...

Pode aqui deixar manifesta a diferença minima aceitável, no seu alto critério?

E dessa diferença qual julga ser o seu contributo valiosissimo e empenhado no ataque ao seu amigo Sócrates?

Uma tristeza a roçar o dó...

Alexandre carvalho da Silveira disse...

Sou militante do PSD em Evora, e embora sempre tivesse votado no PSD, apenas me inscrevi no Partido há cerca de 10 anos.
Posto isto, sou dos que achou que a sua demissão de 1º ministro foi um golpe de estado constitucional levado a cabo pelo então Presidente da Republica. Sempre achei que Jorge Sampaio esteve mal, e que o seu governo poderia ter feito coisas boas para o país.
No entanto as posições publicas que tem tomado ultimamente, têm-me deixado perplexo, para não dizer outras coisas.
Objectivamente, PSL está a fazer o jogo do Socrates, ao hostilizar desta maneira, PPCoelho, o PSD, e até o Presidente da Republica. Se tem contas para ajustar, faça-o noutras ocasiões, porque o momento é serio. E se quer sair do Partido, como já anunciou, faça-o já; só fazem falta os que lá estão.
Quando afirma que Cavaco se deve demitir se por remota hipotese, Socrates ganhar as eleições, está a ultrapassar tudo o que é razoavel.
Cavaco foi eleito há 3 meses com uma inequivoca maioria, e não concorre a estas eleições. Demitir-se porquê?

João disse...

Em primeiro lugar quero esclarecer que não sou socialista, nem liberal, nem democrata; sou um Português que defende a sua Pátria, defendendo uma orientação que não reconhece direitas nem esquerdas. Apenas a Nação!

Incumbências relativamente à legitimidade em iniciar – neste momento – as conversações com o Fundo Europeu de Estabilização Financeira / Fundo Monetário Internacional.

Tudo seria transparente e fácil de resolver, não fora a guerrilha partidária, em todas as situações – porque naturalmente imorais – anti-nacionais.

1. Ao Governo, agora de gestão, não lhe compete de facto, outra coisa que não seja … gerir. Apenas gerir. Ainda que autorizado pelo Senhor Presidente da República, que melhor tinha feito, em mandar constituir um governo com gente capaz, em alternativa a mais eleições, e consequentemente, mais prejuízo para o País. Andamos há 37 anos a cumprir a vontade do povo, e o resultado é este: O País está falido. Bem sabemos que é matéria que interessa a esses grupos organizados que dão pelo nome de partidos, centrais sindicais e afins.

2. A alguma oposição, sôfrega de poder, convirá, naturalmente, que seja o governo a pedir o apoio externo. Talvez se enganem e vejam confirmado pelo voto – quem sabe de uma maioria absoluta – outro governo socialista.
Como é possível, tanta contradição: recusar o Plano se Estabilidade e Crescimento (não estou a discutir a qualidade do texto), e depois, da forma mais descarada e continuadamente a falar como se todos fossemos mentes captas, dizer que se o Governo decidir pelo apoio externo, apoiariam tal medida. Conversa de meninos. Cinismo e hipocrisia. É como passar um atestado de pobreza mental a quem sofre na pele as dificuldades que estes deslumbrados não conhecem.

3. Ao outro hemisfério da oposição, não se percebeu qual o interesse de corroborarem o interesse dos restantes, uma vez que nunca serão governo nem dele farão parte. Mas daquela ala do espectro político, nada de novo. Entende-se!

4. Ao Sr. Presidente da República, homem escrupuloso quanto às directrizes da Carta Magna, e sendo um economista reputado, ficar-me-á para sempre a dúvida da falta de decisão. Uma Instituição inócua.
Um qualquer funcionário público que ocupe lugar de incontestável relevo, e que nos momentos cruciais da vida de um povo, se limite a escolher a decisão mais confortável em vez de viabilizar o progresso, torna-se inútil e um peso para o orçamento.

Assim sendo, conclui-se que Portugal se regula ao mais alto nível, pelo facilitarismo; pelo medo e pelo oportunismo. Caiu-se num jogo do empurra. As grandes decisões, as que importam, situam-se num horizonte jamais tomadas pelos actuais actores da nossa política. Tempos houve, que em ambiente salutar, as decisões eram assumidas com saber e autoridade … sem medo, com conhecimento de causa e em defesa da Nação. Ainda que "Orgulhosamente sós".

Outros tempos!

Enquanto isto, ficam os intervenientes, a olhar a classificação das agências de notação financeira que vão baixando a nota da dívida em níveis proporcionais à falta de nível e eficácia das nossas instituições. Estamos entregues a nós próprios!

Quanto ao tempo útil para solicitar o pedido de auxílio, esse deveria ter ocorrido em Maio de 2010.

Quanto às agências de notação financeira, seria útil que Portugal se insurgisse contra esta arbitrariedade com que esses agiotas especulam.

Com os meus cordiais cumprimentos,

João Gomes

João disse...

Em primeiro lugar quero esclarecer que não sou socialista, nem liberal, nem democrata; sou um Português que defende a sua Pátria, defendendo uma orientação que não reconhece direitas nem esquerdas. Apenas a Nação!

Incumbências relativamente à legitimidade em iniciar – neste momento – as conversações com o Fundo Europeu de Estabilização Financeira / Fundo Monetário Internacional.

Tudo seria transparente e fácil de resolver, não fora a guerrilha partidária, em todas as situações – porque naturalmente imorais – anti-nacionais.

1. Ao Governo, agora de gestão, não lhe compete de facto, outra coisa que não seja … gerir. Apenas gerir. Ainda que autorizado pelo Senhor Presidente da República, que melhor tinha feito, em mandar constituir um governo com gente capaz, em alternativa a mais eleições, e consequentemente, mais prejuízo para o País. Andamos há 37 anos a cumprir a vontade do povo, e o resultado é este: O País está falido. Bem sabemos que é matéria que interessa a esses grupos organizados que dão pelo nome de partidos, centrais sindicais e afins.

2. A alguma oposição, sôfrega de poder, convirá, naturalmente, que seja o governo a pedir o apoio externo. Talvez se enganem e vejam confirmado pelo voto – quem sabe de uma maioria absoluta – outro governo socialista.
Como é possível, tanta contradição: recusar o Plano se Estabilidade e Crescimento (não estou a discutir a qualidade do texto), e depois, da forma mais descarada e continuadamente a falar como se todos fossemos mentes captas, dizer que se o Governo decidir pelo apoio externo, apoiariam tal medida. Conversa de meninos. Cinismo e hipocrisia. É como passar um atestado de pobreza mental a quem sofre na pele as dificuldades que estes deslumbrados não conhecem.

3. Ao outro hemisfério da oposição, não se percebeu qual o interesse de corroborarem o interesse dos restantes, uma vez que nunca serão governo nem dele farão parte. Mas daquela ala do espectro político, nada de novo. Entende-se!

4. Ao Sr. Presidente da República, homem escrupuloso quanto às directrizes da Carta Magna, e sendo um economista reputado, ficar-me-á para sempre a dúvida da falta de decisão. Uma Instituição inócua.
Um qualquer funcionário público que ocupe lugar de incontestável relevo, e que nos momentos cruciais da vida de um povo, se limite a escolher a decisão mais confortável em vez de viabilizar o progresso, torna-se inútil e um peso para o orçamento.

Assim sendo, conclui-se que Portugal se regula ao mais alto nível, pelo facilitarismo; pelo medo e pelo oportunismo. Caiu-se num jogo do empurra. As grandes decisões, as que importam, situam-se num horizonte jamais tomadas pelos actuais actores da nossa política. Tempos houve, que em ambiente salutar, as decisões eram assumidas com saber e autoridade … sem medo, com conhecimento de causa e em defesa da Nação. Ainda que "Orgulhosamente sós".

Outros tempos!

Enquanto isto, ficam os intervenientes, a olhar a classificação das agências de notação financeira que vão baixando a nota da dívida em níveis proporcionais à falta de nível e eficácia das nossas instituições. Estamos entregues a nós próprios!

Quanto ao tempo útil para solicitar o pedido de auxílio, esse deveria ter ocorrido em Maio de 2010.

Quanto às agências de notação financeira, seria útil que Portugal se insurgisse contra esta arbitrariedade com que esses agiotas especulam.

Com os meus cordiais cumprimentos,

João Gomes

fjlls@msn.com disse...

Qual a diferença entre o José Sócrates e o Vale e Azevedo? (ex-primeiro ministro português VS ex-presidente do Benfica)


Ambos tinham consolidado as contas

Vale e Azevedo reafirma que evitou falência do Benfica

o cusco....... disse...

Estimado Carlos Monteiro de Sousa
Fez-me rir ao ler o seu comentário o qual agradeço, mas os dois temos que agradecer é a PSL que publica o que aqui lhe deixamos…( às vezes até insultos que a Maria Lisboa irritada, não perde em retaliar.. )
Um dia li um comentário de alguém que dizia que eu tinha a mania de escrever sem ser somente sobre o tema que o dono do blog propunha e dizia que eu fosse fazer um blog só meu.
Lógico que eu lhe respondi o “claro como água”. Quem me iria ler no meu blog? Ninguêm.
Eu sou o “o cusco” porque me deixam sê-lo e agradeço muito.
É o erro crasso de muitos políticos. Pensarem que podem prescindir de certa gente, que são autónomos. Ninguêm o é. Todos necessitamos uns dos outros.
Eu existo porque PSL me publica. O blog do Dr. Santana Lopes existe porque nós escrevemos cá.
É a beleza da comunicação, do jogo mental, da inteligência em entender os recados que ficam entrelinhas.
A máxima do “penso logo existo” ficaria neste caso morta à nascença. Bem podemos pensar sentados…Se não nos derem a mão, nunca virá à luz do dia, o que nos passou pela cabeça.
Sabe porque me adianto ao Senhor? Porque tenho insónias terríveis e portanto escrevo durante a noite…..
Faça também o favor de escrever que eu há anos que o leio por aqui e nunca é demais. Duas vozes são mais sonoras que uma só.
Tenho no entanto que agradecer também ao pior PM que Portugal jamais teve em quase 9 séculos de história. O Técnico Sousa da Covilhã. Aquele que foi da Juventude Social Democrata, depois meteu-se na do PS e claro…uma jóia assim, floresce sempre no Partido Socialista. Aquilo é um mar de rosas e damas….
Sem ele o “o cusco “ nunca teria surgido.
Prometi que se Sócrates for preso um dia, por tudo o que fez e foi abafado sempre pela justiça, eu revelarei o verdadeiro nome do “o cusco”!!!
Muito me temo que nunca saberão quem sou..............
Porque estamos em Portugal.
E apesar disso:
VIVA PORTUGAL!!!