domingo, 6 de março de 2011

Óptimo

António Costa terá anunciado que quer ser candidato a novo mandato em Lisboa. Óptimo!

Mas qual a razão para o ter feito agora? Lisboa ou o PS? Mas, se for verdade, como disse, é óptimo.

Já agora: reparem em como mudam as perspectivas, consoante os casos: deixar o mandato a meio para se concorrer a outro cargo é mau num caso, é notável noutros. Claro, Jorge Sampaio fez bem em deixar a Câmara em 1995, a meio do mandato 1993 - 1997; António Costa faria muito bem em deixar a Câmara em 2015, a meio do mandato 2013- 2017...

Neste aspecto, deve saber bem, ser - se «de esquerda» e ter - se direito a este tratamento privilegiado. Deve ser um sossego, um descanso. Mas, repito, esta declaração de António Costa é mais por causa do PS do que de Lisboa.

Já agora: a frente socialista- centrista que há tantos anos gosta de conspirar sobre Lisboa, que se acalme. E que se lembre que na Política não há automatismos, especialmente, em tempo de crise económica profunda. Em fases históricas como aquelas que vivemos, tudo muda muito e muito depressa.

6 comentários:

Maria José Ferreira disse...

Exmo Dr Santana Lopes

Eu ando a ficar preocupada consigo.
Aínda não percebi se vai para Presidente do Sporting,se vai fundar um novo partido de Direita.
Se este fôr o caso,estou consigo e candidato-me a estar ao seu lado "para o que der e vier".

Olhe,estamos no arnaval,deixe as tristezas para lá...
Aqui na Figueira está um clima óptimo de Carnaval.
Embora não goste nada de máscaras,estou aqui na Maresia do mais que se pode desejar e ao menos fingir que a vida é uma festa nestes três dias.
Desejo-lhe um óptimo carnaval e cabeça fresca para a Jaula dos Leões,dizem que agora são piores os da cidade do que os da selva.
Um abraço com um rugido de leoa...

Anónimo disse...

deves pensar que são esta meia duzia de gat pingados que comentam aqui no blog que te vão levar algum lado fica lá descansadinho com os tres mil euros que nós te pagamos mas por favor cala te.

lidiasantos almeida sousa disse...

Hoje comento eu: Antonio Costa numa entrevista a Clara Ferreira Alves, na revista do EXPRESSO. disse que não deixaria o seu mandato a meio a não ser que surgissem situações muito improváveis e dificeis de prever neste momento. Logo não disse que voltaria a candidatar-se nem o contrário. Pedrocas parece a Agencia Reuters que não sabem bem ALEMÃO E TRADUZIRAM MAL O QUE DISSE MERKEL. ONTEM TIVERAM DE PEDIR DESCULPAS PUBLICAMENTE PELOS ERROS QUE COMETERAM, QUANTO A MIM PROPOSITADOS, pois não é a 1ª vez que deturpam as traduções. Quanto a si espero que vá para a frente com outro partido pois estarei na linha da frente para votar em si. Estou farta dos anormaloides do PSD ainda por cima feios e deselegantes, embora o Passos Coelho tenha bom aspecto mas é muito panhonha para o meu gosto e não sabe improvisar como você. Tem é de ter cuidado com as más companhias que se colam logo que têm possibilidade de se promover à sua custa.

MARIA JOSE FERREIRA disse...

Caro DR Santana Lopes

Eu cada vez fico mais confusa com os portugueses...
Mas como não faço vida política...
Sabe...acho que deve afastar-se da política.
Porque não há nada tão deprimente e anti-natura nos Seres Humanos...
Os ANIMAIS são a maior Democracia e Respeito,eles obrigarão um dia,os Seres Humanos olharem de vez para eles e saberem como se faz um Estadao de Direito!

lidiasantos almeida sousa disse...

ANONIMUS - palavra abominável que representa: cobardia, cinismo, falta de escrúpulos, mentira etc. Porque quer você que Pedro Santana Lopes não tenha o direito de expressar as suas opiniões, pois ele, tenha os defeitos que tiver e quem os não tem? dá a cara em seu nome e raramente vi ele ter intermediários para dizer o que pensa. São pessoas como você que acobertados pelo anonimato difamam as pessoas. E o que tem a ver os 3.000 Euros que o homem recebe não sei de quê nem me interessa. Se é ilegal denuncie ao Ministério Publico. Como você é anónimo não podemos acusa-lo de nada. Deve estar a mando de algum barão ou tubarão PSD, porque do PPD que nunca deveria ter mudado o nome não está de certeza.

Luís Nabais disse...

Caro político,

O futuro deste País passará inevitavelmente pela abertura da política a organizações cívicas devidamente estruturadas. Os partidos políticos não podem e não devem ter, o monopólio do poder político!
O Estado deste País, reflecte bem o que a democracia partidária (jobs for some boys)quis que ele fosse!

Estamos fartos!


Luís Nabais