sábado, 1 de janeiro de 2011

Bom Ano


BOM ANO DE 2011 para todos.


Obrigado aos que dão sentido a este espaço aqui «vindo» e aqui dizendo o que pensam e os que sentem. Obrigado, também, aos que «visitam» mesmo que nada escrevam. Seja por interesse, seja por curiosidade, seja por entretenimento, também são importantes.


Mais uma vez, que 2011 seja um Bom Ano.


Versão mais recente de Penso a te do grande Lucio Battisti:

http://www.youtube.com/watch?v=15A7HnpTXBY&feature=fvw

12 comentários:

Mariajosé Ferreira disse...

Que canção linda...adorei.
Sempre gostei do italiano e acho que têem as melhores músicas românticas.
Não me leve a mal,mas gosto aínda mais de si agora.
Obrigada.

Jorge disse...

Bom ano de 2011, Dr. Pedro Santana Lopes e parabéns pelo seu excelente comentário na TVI. Mais claro incisivo do que foi, não podia ter sido.

joyce disse...

Dr.Pedro Santana Lopes

UM FELIZ NOVO ANO!!

http://www.youtube.com/watch?v=Zw1vvGYHQBw

PedroSantanaLopes disse...

Eu conheço bem o original. Só que o som no Youtube é muito baixo.
Mas é a versão original e a melhor. Sem dúvida.
Obrigado.
PSL

Maria Josè Ferreira disse...

Sabe...fez-me recordar músicas românticas dos anos 70,era um belo tempo esse.
Cumprimentos e boa noite.

Hugo Correia disse...

Confesso a minha maior ignorância neste estilo de música, não conhecia esta. Mas quando a canção é boa e bem interpretada é díficil ficar indiferente e isso viu-se pela reacção da plateia.


Queria agora deixar a minha concordância com o que o Jorge escreveu. Como é possível dizer-se tanto em apenas onze minutos? Admito alguma irritação com este formato de comentário, demasiado estáctico no tempo. Acho uma violência cortar a palavra porque o tempo terminou. São as regras? Mesmo assim o pouco que lhe dão vale mais que muitas horas do mesmo noutros espaços do género. E em canal aberto é quase uma raridade. É sempre bom ouvir quem sabe 'realmente' do que fala, é sempre bom ouvir quem sabe 'realmente' ser isento na análise.


Quanto ao assunto Presidenciais, já tenho formulado há algum tempo o meu sentido de voto independentemente da campanha ter ou não começado, a dúvida que presiste é se me desloco ou não à mesa de voto(votaria novamente em branco). Não consigo votar em Cavaco Silva, não o fiz há cinco anos(votei branco) e continua a não me convencer, os resultados para mim são evidentes. Quanto a Manuel Alegre, muito sinceramente, não vejo em quê seria pior que Cavaco. Como você já disse antes, Cavaco Silva, pelo menos, merecia ir a uma segunda volta.



Cuide bem se si.
A todos um Bom Ano...

«Quando alguém não encontra o seu repouso em si mesmo, é inútil procurá-lo noutros lugares.»

La Rochefoulcauld, Máximas

Anónimo disse...

Começou o ano...sempre igual para uns e menos para os outros.
Agora aqui onde tenho o mar em frente...mas a minha vida perdida e sem recomeço...
Apelo que me venham buscar como gaivota perdida no meio do mar!

SE EXISTÊNCIA DE MIM JÁ NÃO EXISTA,AO MENOS QUE ALGUÉM REPARE NO MEU APELO DE SOBREVIVÊNCIA!

o cusco....... disse...

Mais uma vergonhosa noite para o Hospital Garcia da Horta!!!! Doentes sangrando por ambos lados e com pulseira “amarela” dada na “triagem” estiveram 8 e 9 horas à espera!!!!
Oh vergonha “Covilhanense”!!! Não tens vergonha, pá?
E a tua Ministra da Saúde também não?
E o candidato que não consegue mirar nos olhos dos companheiros de debate? O candidato Aníbal. Também não tem nada a dizer destes escândalos semanais nos Hospitais portugueses????
Ou também não pode falar nisso? Vejam bem em quem votam, amigos portugueses, conterrâneos cegados pelo palavreado algarvio…
Quem nunca comenta nada nem toma posições, são os fracos e os molengas. Aqueles que agradam a Gregos ( nunca melhor dito ) e a Troianos ( Tróia em Italiano significa rameira )!!! Venha o diabo e escolha!!!
Não posso falar, não posso dizer, não posso comentar, não posso envolver-me, não posso intervir, não posso mandar, não posso alterar, não posso desfazer, não posso ,não posso, não posso….
Então seria bom NÃO PODER SER PRESIDENTE, certo?
Bom Ano a todos e desejo de coração que uma estrela vos ilumine dia 23, pois eu sei como é.
Critica-se muito mas depois ninguém tem os ditos no sítio para bater com o punho em cima da mesa!!!

mil disse...

Bom Ano, para si Pedro.

Concordo com o Cusco, temos uma vergonha de país - é a «boa moeda» deles, porque para mim são pintos falsos!(

nb - pinto=moeda antiga de pequeno valor.

Anónimo disse...

desculpa fazer um comentário fora de lugar mas bom ano para todos
Bom dia ,venho por este meio solicitar um esclarecimento!
Suponhamos que eu tenho um determinado seguro e podemos dizer seguro do carro já que o mesmo e obrigatório.
Tenho um acidente ao qual eu não tenho a menor culpa mas como o seguro assim não entende envia para tribunal.
O responsável do seguro sabe que eu não sou culpado mas mesmo assim tribunal.
Fiquei com uma lesão que me vai impedir no futuro próximo de exercer qualquer actividade profissional.
O caso se arrasta em tribunal ano traz ano e por fim uma audiência digamos 3 ou 4 anos de espera entretanto as despesas foram todas por minha conta.
Antes de ser ouvido em tribunal o seguro oferece me um acordo e paga me um valor acima das minhas expectativas, eu como estou sem trabalho e cheio de dividas aceito de imediato.
Ate ai tudo bem.
A questão, esta em que quando o dinheiro acaba eu vou de imediato recorrer a uma reforma por invalidez e todas as despesas no futuro serão suportadas pela segurança social.
Seria mais lógico ser o seguro a pagar em vez do estado ou os acordos efectuados deveriam ser acompanhados de perto pela segurança social e obrigar os seguros as suas responsabilidades. Obrigado pela atenção
Rui Pereira

Anónimo disse...

Bom dia ,venho por este meio solicitar um esclarecimento!
Suponhamos que eu tenho um determinado seguro e podemos dizer seguro do carro já que o mesmo e obrigatório.
Tenho um acidente ao qual eu não tenho a menor culpa mas como o seguro assim não entende envia para tribunal.
O responsável do seguro sabe que eu não sou culpado mas mesmo assim tribunal.
Fiquei com uma lesão que me vai impedir no futuro próximo de exercer qualquer actividade profissional.
O caso se arrasta em tribunal ano traz ano e por fim uma audiência digamos 3 ou 4 anos de espera entretanto as despesas foram todas por minha conta.
Antes de ser ouvido em tribunal o seguro oferece me um acordo e paga me um valor acima das minhas expectativas, eu como estou sem trabalho e cheio de dividas aceito de imediato.
Ate ai tudo bem.
A questão, esta em que quando o dinheiro acaba eu vou de imediato recorrer a uma reforma por invalidez e todas as despesas no futuro serão suportadas pela segurança social.
Seria mais lógico ser o seguro a pagar em vez do estado ou os acordos efectuados deveriam ser acompanhados de perto pela segurança social e obrigar os seguros as suas responsabilidades. Obrigado pela atenção
Rui Pereira

Anónimo disse...

Sabe porque gosto de si?
Porque é um verdadeiro cavalheiro.

Durma bem...
Boa Noite.