sexta-feira, 4 de junho de 2010

Fino Recorte

Começaram as ofensas e os ataques dos servos da gleba, desta gentinha mal educada que pensa que ainda impressiona. Na blogoesfera ou na Imprensa escrita, soltam logo o que de mais autêntico têm em si. Repito: não impressionam, estes "Drs". sem licenciatura...

Falando de pessoas cuja opinião é escutada, lá veio António Capucho novamente falar em estupidez... Quando critica, o Conselheiro de Estado de Cavaco Silva fala, normalmente, em estupidez, patético, disparate. São três termos que lhe são muito caros. Cada um tem os seus e compreende - se que ele escolha esses. A mim, já me chamava muitos nomes quando eu, nos anos 80, defendia Cavaco Silva para Primeiro - Ministro

A sua entrevista ao I, apear do título, é simpática e moderada, excepto para com Cavaco Silva a quem critica, "entrelinhas", por quase não ter falado da crise e por ter falado menos do que sobre temas de menor importância... Ah, e admite que a decisão sobre a lei do casamento entre pessoas do mesmo sexo podia ter sido outra.

Marques Mendes também veio dizer algo. Também falou em disparate. Disse que Alegre está fraco e que não pode haver mais candidatos. Será que este social- democrata, campeão do lugar - comum e que descobriu, em 2005, o PARADIGMA do Novo Político, quer que Cavaco Silva concorra sózinho?
Se os outros candidatos, assumidos ou hipotéticos, são tão fracos, porque se preocupam tanto?

Marques Mendes disse que Paulo Portas e eu estamos sem espaço político. E que o Cardeal - Patriarca foi injusto e não teve razão nas críticas a Cavaco Silva...Já ele é só margem de manobra. É um fulgor por esse país fora. Quando fala, as audiências "disparam" e tudo o que diz é justo.

Que esteja sossegado na sua vida profissional em Coimbra ou Viseu. Cada um está no seu trabalho e o meu vai bem, obrigado.

Convençam - se do seguinte: não impressionam e muito menos fazem aqueles que são dignos desviar - se do que consideram ser a obrigação para com as suas convicções.
E quanto mais falam assim, mais ajudam o que gostavam que não acontecesse.

9 comentários:

Anónimo disse...

O comentário que fiz no post "Claro" era afinal para este Post que à hora ainda não tinha sido emitido.

silva disse...

Meu Caro Pedro Santana Lopes
A agenda e a gestão do timing de Cavaco Silva, é de facto assustadora.
Mas vamos por partes. Cavaco Silva não soube, quando 1º ministro preparar o país, a aplicação dos fundos comunitários foi meramente uma angariação de apoios. Promoveram uma classe de dirigentes (políticos e de empresas) sem valores, o esbanjamento, este descontrolo desenvolveu abusos e corrupção. A falta de rigor na aplicação dos fundos transformou este país. A chegada de Antonio Guterres, só prejudicou criando um bloco central que vive às expensas do estado, transformaram o estado como uma grande manjedoura. O mandato de Cavaco Silva é um mito, e a gestão da imagem de rigor foi gerida com uma ambição desmedida, que quase a classificaria de complexo social.

Digo isto porque os seus comportamentos, o cartaz dos lider, a boa e má moeda, e outros momentos infelizes, são espelho desse comportamento. Cavaco Silva quando da Lei do Estatuto dos Açores Cavaco soube vetar, e manter o braço de ferro, este estatuto na altura era apoiado por uma maioria no parlamento, e não comprometia os valores do seu eleitorado. A lei dos casamentos de homossexuais era um problema de consciência, de valores e esses sim questionam o seu eleitorado, não podemos deixar de lembrar que desta vez o PS não tinha maioria. Cavaco poderia ter obrigado a compromissos na esquerda, em vez de deixar que a esquerda votasse em bloco. Pôs se a jeito e levou uma chapada bem dada de Mario Soares.

Nos anos em que foi 1º Ministro
Portugal perdeu oportunidades de ouro, uma verdadeira revisão constitucional, um desenvolvimento territorial e gestão de forma harmoniosa e sustentável.
A entrevista de Antonio Capucho mais parece um branqueamento de comportamentos, e sendo assim uma resposta a Santana Lopes.
Estou recordado do desafio e da luta que travou em 2001 quando concorreu à CML, vieram todos à boleia, com a pressa da alternância na manjedoura.
É assim, quando a responsabilidade e o dever não são valores mais altos.
E vou-me ficar por aqui!

Família Botelho de Gusmão disse...

É tão legítimo querer a continuação de Cavaco como a sua substituição. Não representando minimamente o pensamento de centro direita, muito menos de direita, quem tem a obrigação de o apoiar é apenas o Partido Socialista, a quem deu todos os jeitos em nome de uma pretensa estabilidade que só descobriu quando se sentou no cadeirão da Presidência, pois que antes andou a atirar moedas a quem tentou, em devido tempo, pôr o País na ordem. Pior do que isso, este é também o Presidente co-responsável com o Governo pela terrível situação a que chegou o País. O mais alto magistrado da Nação não é apenas elemento decorativo: em última instância, é o seu primeiro responsável. E que fez ele para que não continuassemos a afundar vertiginosamente? Nada. Ou se o fez, não o soubemos, nem resultou, pois o País a que ainda preside está neste estado...

Anónimo disse...

Em jeito de aparte:

Não me admirava muito se Cavaco Silva deixar o PSD de mãos a abanar...

Hugo Correia disse...

E de repente...soltaram-se os 'imperadores' da razão e da solução. Será que que lhes devo também agradecer pelo estado actual do país? Sois (imperadores) de uma visão inquestionável, sois de facto uns predestinados! Muito obrigado por serem voz há tanto tempo de um país bem governado e que está sempre no caminho certo. Certamente os quase 11% de desempregados estarão também muito comovidos e agradecidos pelas vossas (imperadores) palavras e empenho. Caro Pedro Santana Lopes, não é comum dizer-se que se põe as 'mãos no fogo' por um político, mas faço-o por si e sem reservas. Até hoje não me defraudou nas expectativas e principalmente, até hoje, ninguém provou, com obra e com factos, ser efectivamente melhor que você. Aos 'drs' sem licenciatura, há quase 2 mil anos, Marco Aurélio, esse sim Imperador, colocava-os no seu devido lugar, ou seja, em igualdade com o mais comum dos mortais...

«Imagina-os enquanto comem, dormem, se emparelham, defecam, etc. Observa-os depois quando se dão ares superiores, se ufanam, se irritam e te amesquinham com a sua superioridade.»

Anónimo disse...

Caro Dr., candidate-se! Tem espaço, ao contrário do que outros pensam e se for à 2ª volta ganha ao alegre!

E se perder, também não será por isso que Cavaco irá perder para Alegre!

É a sua oportunidade de repor a VERDADE sobre muita coisa: sócrates, scuts, passividade de Cavaco perante o PS nestes últimos 5 anos, intrigas e mentiras, etc..

É agora!

CR

Anónimo disse...

infelizmente sinto-me bastante desiludido ao ler este texto seu, bater em todos reduz o dtr. ao mais banal dos políticos. Tinha em si um ídolo, especialmente por ter sido alvo de injustiças mas ter mantido sempre o PPD à frente de tudo. Acredito que com isto ganhe fãs sedentos de sangue, mas políticos que viam em si algo diferente perde muitos. Marques Mendes nunca o abandonou e basta discordar de si para vir com coisas destas? fica-lhe mal dtr. Tenho pena, mesmo muito pena.

Anónimo disse...

Dr. Santana Lopes: admiro-o muito pela sua coragem e frontalidade. Também defendo que deve haver uma candidatura de direita alternativa a Cavaco. Cavaco desiludiu muito. Deve ser substituído.

Anónimo disse...

E continua-se a debater sobre as mesmas moscas....

Chatinha