sábado, 27 de março de 2010

Pedro Passos Coelho


O PSD escolheu um novo Presidente, Pedro Passos Coelho.Foi uma vitória clara,independentemente do significado e das consequências políticas.
Miguel Relvas merece também realce pois fez um extraordinário trabalho, durante cerca de dois anos, até conseguir esta vitória expressiva do seu candidato.

A hora é de Pedro Passos Coelho.Tem uma enorme responsabilidade.

18 comentários:

Pedro Ferreira disse...

O PSD ASSOCRATIZADO

O PSD tal como existiu até hoje, desapareceu.

O que vai passar a existir é um PSD, assocratizado.

De certa maneira Sócrates ganhou as eleições internas do PSD.

PPC é na mesma difuso quanto às reformas do Estado.
(ninguém espere que sejam corridos mais de metade dos deputados, que não fazem falta;
ninguém espere que os deputados representem alguma coisa, com os circulos uninominais;
ninguém espere que se dê mais poderes ao PR, na regulação, na justiça, na representação externa; ninguém espere que se acabem com as empresas do estado, as golden's, as prebendas de quem tem o poder de dar poder aos boys)

Ninguém espere nada disto de um PSD assocratizado.

Ninguém espere a recusa do Estado governar segundo os humores de meia-dúzia de empresários do regime, com quem PPC vai passar a jantar, em casas da Lapa, tal como fáz Sócrates com os ricardos da aristocracia financeira...?)

Ninguém espere que o aparelho interno, esfomeado, carente do "chegou-a-nossa-vez", seja domesticado por PPC, ele próprio vindo de trinta anos de aparelhismo...

Ninguém espere que PPC sobreponha a realidade governativa e a situação do País à imagem e ao show-off, tal como Sócrates o fêz.
(Veja-se a campanha e os "meios"...)

Não dou a este PSD de PPC, mais que o tempo de chegarmos às filhoses.

A vitória daquela síntese-albergue-espanhol, de Mira (mai-los interesses angolanos), com o Marco de Gaia (mai-los interesses em Gaia, oh, oh, oh....), com o Relvas (das assessorias empresariais género call-center), conjugadas com os jotas quarentões sem emprego, não vai dar bom resultado.

Este PSD nunca ficou tão perto de uma cisão, se não colar rapidamente os cacos com o Poder.

E o poder não vai chegar fácil, com Cavaco a gerir o tempo do país segundo o tempo da sua campanha...

Cacos, é mesmo isso que quero dizer.

60% nunca significou tão pouco de unidade, como hoje.

Este resultado fáz-me lembrar a votação para a "lei da Rolha"...

Passado o tempo da festa, afinal ninguém tinha votado a celerada "lei"...

É só esperarmos um pouco, talvez nem o Natal seja preciso, para que a alegoria triunfe!

José Ferreira disse...

Pedro Ferreira, ninguém espere que o seu comentário seja levado a sério.
O mal do PSD está representado no seu comentário. Foi o mal que matou Pedro Santana Lopes. Foi o mal que matou Luis Marques Mendes. Foi o mal que matou Menezes. Já estão preocupados em matar quem foi eleito presidente, em vez de se preocuparem com o PS.
Passos Coelho foi eleito com 60% dos votos. Foi eleito contra os barões que tanto massacraram Santana. Passos Coelho representa a unidade e a revolta do partido. As suas primeiras medidas de convidar Aguiar e Rangel para os órgãos do partido dizem tudo sobre este novo tempo.
O seu discurso de ruptura e mudança, a sua actualização do PPD/PSD aos tempos que correm vai levar o PSD ao poder. Vai levar o PSD ao governo. Vai levar o PSD a tirar Portugal do problema em que Sócrates o enfiou.
Entendo que deve ser frustrante apoiar um candidato derrotado, mas no PSD todos deviam fazer o contrário de si. A partir da passada sexta-feira ganhasse quem ganhasse seria o meu lider. O meu lider hoje é Passos. Passos que espero ver como o meu próximo primeiro ministro.
O PSD não pode continuar a queimar os melhores quadros políticos portugueses. Comparar Passos a Sócrates não faz qualquer sentido, existe um valor maior que desde logo marca toda a diferença. Esse valor é ser Social Democrata.
Questionar a liderança de um eleito com 60% dos votos, é um acto irresponsável, desleal e incorrecto.
O PPD/PSD vai voltar a ser governo. Vai voltar a fazer a reforma que Portugal necessita.

didi disse...

já era sem tempo!
Por uma questão de coerência comigo própria votei no JPAB mesmo sabendo quem ia ganhar.
Mas estou contente.
Só não percebo, no meio disto tudo, porque é que o PR se candidatou!! Depois de uma campanha espectacular para o Parlamento Europeu acabou por "estragar a pintura". Era escusado!
Abraço, Pedro. Ou melhor, Pedros.

didi disse...

já era sem tempo!
Por uma questão de coerência comigo própria votei no JPAB mesmo sabendo quem ia ganhar.
Mas estou contente.
Só não percebo, no meio disto tudo, porque é que o PR se candidatou!! Depois de uma campanha espectacular para o Parlamento Europeu acabou por "estragar a pintura". Era escusado!
Abraço, Pedro. Ou melhor, Pedros.

Jorge Diniz disse...

Luís Filipe Menezes, quando Presidente do PSD, aprovou Santana Lopes para ascender a líder parlamentar.
Miguel Relvas e Pedro Passos Coelho, ambos afastados das listas nacionais do PSD, aceitaram o convite de Pedro Santana Lopes para fazerem parte da comissão de honra da sua candidatura à câmara de Lisboa.
Santana Lopes não se candidatou nestas “directas”, onde Filipe Menezes deu inequívoco apoio a Pedro Passos Coelho e Miguel Relvas foi Mandatário de Pedro Passos Coelho.
Sei que nas últimas legislativas não foi o PS que ganhou, sei que foi o PSD que perdeu (porque a sua Direcção desistiu de ganhar, conforme é consabido).
Assim sendo, caro Hugo Correia, o seu comentário “malicioso” deverá ser (por si) censurado. Aliás, a justificação antecede-o (no pressuposto de ser eu o “alvejado” do seu comentário no POST "Resultados".

Pedro Ferreira disse...

O PSD ASSOCRATIZADO OU A NOVA SOCIAL-AFASIA

Com fezada no futuro e incenso na acção.

Assim se poderia dizer dos novos passistas.

Só ontem chegou o passismo e já se deseja o silêncio., abaixo os barões dizem eles...(excepto o Ângelo, que tanto atacou Santana Lopes)

Baseado em quê? Ele, PPC teve 60%e vai levar o PSD ao Poder.

Ele teve 60% e a frontalidade assim é comovente.

Levar o PSD ao Poder.

Sócrates, também levou o seu.

Também ele chegou lá sem ideologia, sem pensamento, sem políticas...com 80%.

Também ele prometeu "unidade".

Também ele começou com a guerra às medidas de MFL, tal como hoje se promete guerra ao PEC.

Também ele distribuiu os perestrelos, os galambas, pela blogo a fulminar os atrevidos...

O PSD vai voltar ao Governo... ouviram cambada, ouviu Senhor PR?

Dissolução já, querem os passistas!

JB disse...

O País está à beira do abismo, com Passos Coelho derá certamente um passo em frente. Onde é que eu já ouvi isto?

Aleixo Mendes disse...

As pessoas estão loucas e por isso a lei da rolha seria tão necessária. Para meter esta gente que em vez de unir divide o PSD e portanto DEVE SER EXPLULSA , ESCORRAÇADA e esquecida para sempre. Vão para o Bloco a ver se podem falar contra o ditadorzito do Presidente ou lá o que se chame aquilo lá do Bloco. Parece a Roseta a falar mal do PS e do Governo na SIC todas as semanas depois de se ter "metido na cama" ( metafórico!!! para as muito loiras! )com o Nº 2, Costa e vendeu os votos para vencerem Santana Lopes na corrida a Lisboa não antes descuidarem o PCP e comprarem qual caciquismo, 11.000 votos. Isso sim é nojento.
Passos Coelho teve 61% meus senhores e minhas senhoras.
Há quanto tempo alguém tinha esta votação? 4 candidatos e 61%? Ora santa paciência ,Senhor Pedro Ferreira. Parece o Hugo Chavez a falar.
Ao Dr. Santana Lopes, pedimos que ajude o novo líder como fez e bem com a Senhora que sai agora. Você é um Senhor da política. Rodeie-se de gente capaz de verdade e ajude o outro Pedro e vai ver que o seu partido vai ser diferente, sim, GRAÇAS A DEUS, mas para melhor. Nisto estou de acordo com Pedro Ferreira. O PSD NUNCA MAIS SERÁ O MESMO!!!!!!!!!!!!!mas graças a Deus.

Suponhamos disse...

José Ferreira
"O PPD/PSD vai voltar a ser governo. Vai voltar a fazer a reforma que Portugal necessita."
Em relação à primeira frase provavelmente terá razão. Quanto à segunda discordo em absoluto.
Como escrevi num comentário anterior, nenhum dos candidatos à liderança do PSD seria capaz de empreender as reformas que o país necessita urgentemente.
Só alguém que corte a direito e com um quadro constitucional diferente o poderá fazer.
Com a tralha que PPC tem por trás, tal não será possível.
Não sou militante de qualquer partido mas gostaria que Santana Lopes fosse o líder desse processo de mudança.
Cumprimentos,
Fernando Dias

Hugo Correia disse...

Caro Jorge Diniz, eu compreendo que se admire e se idolatre mesmo alguém, que com 53 anos, tem este trajecto de vida...
http://www.linkedin.com/in/pedrosantanalopes(e em permanente actualização). Compreendo menos que se apoie alguém para exercer um dos mais altos cargos da nação, que com 45 anos(portanto 8 menos) tem isto no seu CV...
http://pt.wikipedia.org/wiki/Pedro_Passos_Coelho. Descubra as diferenças. Custa-me a compreender, é só isso.

Cumprimentos

Anónimo disse...

Pois agora é preciso é calma.
O PSD está nas mão de Passos Coelho
e vamos esperar o melhor resultado.
Embora não ligue á política desde o
tempo do PPD SÁ CARNEIRO,tudo isto
mexeu comigo.
Um abraço ao Dr Santana Lopes,pessoa que simpatizo e que é do meu clube,o Sporting.

Maria disse...

Agora quero ver O Exmo Sr.Presidente da Republica frente a frente com o Dr. Pedro Passos Coelho.
Não sou do PSD mas penso que o Dr. Rangel não ganhou porque não tinha perfil para um futuro primeiro ministro, então agora até para primeiro ministro é preciso "boa aparência"? e a competência não conta? os militantes da Madeira votaram no Dr. Rangel mas,o Continente teve outra opinião, vamos lá entender esta gente (risos)
Apesar de não ser deste partido sempre simpatizei com o Dr. Santana Lopes mas, como é uma pessoa frontal todos o deitaram "abaixo" enfim é o preço que se paga por ser honesto na política.

MARIA JOSE FERREIRA disse...

´Acho curioso dizer PPD-PSD,achei
mesmo bonito esse saudosismo.

Bruno Ferreira Costa disse...

PPC fez o que Menezes tinha feito de forma exemplar! Correu o país, as distritais e as secções de voto nos últimos dois anos. Ganhou o apoio interno...e as directas tornaram-se muito fáceis.
É mais uma lição na pseudo-elite que abunda no Partido.
Por isso há muito boa gente a querer acabar com as directas...andar a convencer os militantes anónimos é um frete para muita gente!

MARIA JOSE FERREIRA disse...

Ainda não entendi se este Blog é
mesmo de Santana Lopes.
Podem-me explicar???

Anónimo disse...

Dr. Pedro Santana Lopes,
Continuo à espera da sua candidatura.
O que vejo de momento não gosto e não me convence.
Continuam os barõezinhos na sombra... Continuarei a votar em branco?
E como já referi, 60 dias sem comentários = benefício da dúvida.

Estou preocupada com o rumo do meu País e dos que HONESTAMENTE trabalham para cumprir com as suas obrigações de cidadão e cada vez com menos regalias.

Pensar Portugal!

MG

joyce disse...

Dr. Pedro Santana Lopes

Como não estou hipotecada a nenhum partido desta "Faixa de Gaza" da Europa, posso escrever o que penso e ninguém leva a mal.

PPC ganhou com 61% de votos.
Mas em números, quantos militantes votaram?
Só leio percentagens e nada mais.
Retirei este parágafo de um blog do Semanário "SOL":

"Em menos de uma semana, o número de eleitores sobe de 47 mil para quase 80 mil."

Espectacular! Assim, também eu ganhava!

Suaresk disse...

Eu e o Dr Santana só temos uma coisa em comum, o orgulho de ser Sportinguista, na politica é mais complicado. Deveria e faz penso eu, uma oposição credível.