quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

É mesmo certeza

Não pensem que é mania da conspiração. É mesmo certeza. Há quinze dias dei uma entrevista a um jornal. No dia seguinte, esse mesmo jornal fez uma manchete em que anunciava que eu abria o caminho ao fim das Directas. Tal e qual. Sarilho montado: notícias de críticas por incoerência. A seguir, o jornal concorrente faz uma notícia de primeira página: “PSD desvaloriza Congresso de Pedro Santana Lopes”. Na véspera, uma jornalista, que antes estava na Assembleia, falou – me dizendo que estava a fazer um trabalho sobre o tema e que tinha chegado à conclusão de que as Distritais estavam contra a minha iniciativa e ”os barões” também… Disse – me que os “barões” não queriam dar “a cara” mas que eram mesmo contra. Quando li o texto, eram só as Distritais de Lisboa e do Porto e o Presidente da de Braga. “Barões”, ou Dirigentes, nem um nome. Mas era o PSD todo!...

Hoje, o mesmo jornal enganava – se, e dizia que o Hot Club, que estava no Parque Mayer, que, por sua vez, está envolvido num processo judicial que teria feito cair o meu Executivo camarário em 2007,( foi o de Carmona Rodrigues). A meio da tarde, outro ligava –me a perguntar se eu sabia de uma decisão do Tribunal de Contas sobre a Parque Expo… Só fui Administrador não executivo durante meses e enquanto Presidente da Câmara Municipal de Lisboa fui só a reuniões formais do Conselho.
À noite li que um jornalista, que foi assessor de um líder partidário durante uns anos,e a quem, há uma semana, recusei uma “grande entrevista” para abrir o novo ano(por entender que não era altura), coloca – me “em baixo” porque... “cada vez tenho menos apoios para o Congresso extraordinário” Sabem como o justifica ? Porque o Presidente da Distrital do Porto terá dito, outra vez, que era contra… Ou seja, falam sempre os mesmos, em dias diferentes,e, depois, quem escreve, afirma que tenho cada vez menos apoiantes…
Não é por nada... É que já enjoa!

4 comentários:

carlos disse...

Dr.Pedro Santana Lopes,bom dia.
Tem razão,isto está a ultrapassar tudo.
Ontem a "manha" trazia um gráfico que mostrava o desenvolvimento do défice com o requinte de trazer a fotografia dos Primeiros-Ministros responsáveis.Ora,no mais fundo do quadro lá vinha o Santana Lopes (o malandro que em 5 meses afundou o que os outros tinham equilibrado).
E não ninguém que diga a gente desta que Portugal é a vergonha da Europa porque está a ser governado (12 anos em 15) por socialistas incompetentes e mal intencionados.
Sabe uma coisa,Dr Santana Lopes,o que o torna perigoso aos olhos desta gentalha é porque sabe,exactamente,qual a enfermidade de que sofre este infeliz País e não alinha no "ele sabe mas não quer dizer" ou "ele sabe mas só diz no mês que vem".
De facto mete nojo!
Cumprimentos
Carlos Monteiro de Sousa

dfrodrig disse...

Ainda bem que há blogs para repôr alguma verdade...

Neste mundo de (des)informação, não existe nada melhor do que poder contactar directamente a pessoa em questão e esclarecer os assuntos sem filtros!

É por aqui que passa a limpeza do "lodo" que Eça de Queiroz descreveu já no século XIX. Vai exigir muito da classe política, uma vez que esta terá de ser capaz de falar directamente com os seus eleitores, e isso será absorvente em termos de tempo e exigente em termos de discurso directo e limpo, mas é necessário.

Os eleitores agradecem, desde já, a sua postura de coerência. Se o seu caminho político tem sido marcado por erros e derrotas, o facto é que a postura séria que tem construindo sobretudo nos últimos anos o torna uma lufada de ar fresco no panorama político actual.

Se discordei em absoluto da decisão de se tornar primeiro-ministro, na forma e momento em que esta ocorreu, e tenha votado em branco em 2005, hoje, faria campanha por si por três razões:
1. espírito de serviço
- colocou-se ao serviço do país e de outros (no caso, quer Lisboa, quer PSD), sem rancor nem complexos de inferioridade.
2. humildade
- aceitou as derrotas e manteve os compromissos com os eleitores, em cargos que políticos "de carreira" considerariam inferiores e sem visibilidade.
3. carácter
- o momento em que colocou a política acima de um treinador de futebol, foi uma pedrada no charco do país do "deixa andar". Demonstrou uma fibra que gostava neste momento de ver aplicada no rumo do país.


O meu bem-haja e obrigado. Força para as lutas que se avizinham, porque precisamos de seriedade e humildade entre os responsáveis políticos do país.

silva disse...

No Diario Economico, diziam o mesmo todos contra, Carlos Carreiras, "o iluminado", acrescenta os niveis de pobreza e o numero de desempregados, a norte que o pais nao vai compreender porque razao se faz um congresso para re-fundar o PSD.
Pois bem seria justamente o contrario, o povo necessita de ser esclarecido, para onde caminha o PSD. Que falta faz ele no espectro politico? Da vontade de dizer que o PSD se confunde com aquelas moscas que giram em volta do bolo!
Enganem-se quem julga que fazer o congresso sera ajudar o PS!
Mas de uma coisa podem estar certos nao fazer, vai ajudar o CDS, pois no estado de incorencia e desnorte do partido quem ganhou foi o CDS e nao o PS, a prova esta nas recentes eleiçoes.
Esperemos que os PSD's consiguam fazer duas coisas ao mesmo tempo apresentarem propostas e alternativas e estarem presentes no congresso porque de se armarem ou fazerem de "loiras" ja chega!
Caso contrario o meu voto sera para ideologias coerentes, para quem defende mais justica social e a defesa dos valores morais e eticos, infelizmente o PSD nao faz parte desta lista.

Fernando Rafael disse...

Estou ansioso pela apresentação das assinaturas para a realização do Congresso!
Apesar de algumas dificuldades que lhe terão sido postas para a recolha das assinaturas(se é que teve) não tenho dúvidas que dentro do prazo que a si impõs a petição vai ser entregue,para desespero de "meia dúzia" de "empatas" e para satisfação de muitos milhares de militantes do PSD!