segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Guerras e autorias

É impressionante ver como certa "esquerda" considera aceitável o conceito de Guerra justa por parte de Barck Obama e considerava injusta a Guerra defensiva de George W. Bush.
Eu compreendo Barack Obama e as razões que apresenta para enviar mais tropas para o Afeganistão. Só não compreendo é o facciosismo dos taliban de um suposto progressismo para os quais há sempre diferenças no que é exactamente igual, com excepção da autoria.
E, já agora, o Conselho de Segurança da ONU validou mesmo esta decisão de Obama? Ou agora já não é preciso?
O Iraque continua, o Afeganistão agrava - se e o Irão ainda agora recomeçou... Ou muito me engano, ou Obama vai poder ser tudo menos pacifista.

3 comentários:

didi disse...

Ora...ora...o Pedro impressiona-se com cada coisa!! Já viu alguma vez a nossa esquerda manifestar-se, fazer vigílias, etc, etc, contra o regime cubano ou contra o regime chinês ou contra o da coreia do norte? Ou, naquela altura, contra o regime soviético? Claro q não...nem nunca vai ver...é q a liberdade e a democracia, pelos vistos, são só para alguns...
abraço.

Anónimo disse...

É o diz a Didi, a querida esquerda é assim, magnânima no que lhes convêm, estalinista quando se trata dos direitos dos outros.

E aqui para nós, neste caso os outros até são os Portugueses, mas isso não interessa para nada. O que interessa é que os franceses ficaram fulos porque Portugal comprou os submarinos aos Alemães, que todos sabemos terem uma tecnologia superior, em vez daquelas maquinetas obsoletas que os sarrrcozyanos nos queriam impingir.

Azar o dos Franceses, que não nos burlaram, e ainda hão-de ser corridos do largo dos Açores onde andam num corre corre desvairado. Eles e os Russos, para porem a mão no que nunca lhes pertenceu.

E azar o do Dear Bensaúde e Co, que julgava que nunca ninguém ía juntar dois mais dois.

Mas será que esta gente julga mesmo que somos todos estúpidos?
E que assim que soubessemos o que fora encontrado no fundo do Atlântico, ao largo dos Açores, não íamos perceber a enormidade da canalhice que nos fizeram?

Noutra época, canalhices dessas tinham um nome.
Traição!

Mas como a Maçonaria reinante, não tem, nem Ética nem Honra, ignora o que isso significa.

Bia

Francisco Azevedo Brandão disse...

Nunca me eludi com a subida à presidência dos Estado Unidos de Obama. Apesar de ser negro, não passa de um produto da mentalidade norte-americana: querem resolver todos os problemas do mundo com a força das armas!
Quando os norte-americanos aprenderem a conhecer e a respeitar o OUTRO, em vez da guerra espalharão a paz e a concórdia entre os povos através do seu poderio económico, ajudando os mais carecidos. Esses tempos não andarão longe. A esperança é a última a morrer. A União Europeia tem aqui um grande papel a desempenhar junto dos norte-americanos, ensinando-lhes a olhar para o mundo com olhos humanos e não apenas para o seu próprio umbigo.