terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Caras oportunidades

As Novas Oportunidades, nos termos em que este Governo as lançou, são o mais perfeito espelho de uma certa maneira de governar. Seguramente que, se fossem concebidas com racionalidade e responsabilidade, seriam úteis e benéficas para quem seja capaz de estudar já fora do tempo previsto. Agora, desta maneira, é a maior irresponsabilidade que pode ser praticada por quem tem poder. Engana tudo e todos, incluindo os próprios diplomados.
Esta é uma de muitas ficções em que Portugal vai vivendo e que se pagarão muito, muito caras.

8 comentários:

Pedro disse...

Objectivo do Governo:
- Mostrar que aposta na educação
- Convencer os diplomados que agora sabem mais

Verdade
- Gasta dinheiro em marketing e não aposta na educação
- diplomados ganham um portatil mas não sabem mais

Literalmente, para inglês ver.

PdB

Hugo Correia disse...

Começa a haver entre os diplomados um sentimento de frustração e desgosto por obter um diploma que para nada serve. Sentem que foram iludidos e enganados. Não pode ser este o objectivo de quem governa. É tudo a pensar nas estatísticas e não nas pessoas e nas suas qualificações. Afinal de contas o objectivo passa por ganhar eleições(e a qualquer custo) e não para governar com sentido de responsabilidade.

Quanto ao desafio...One name found.

Ricardo Campos disse...

...E no fim vai custar 9 Mil Milhões de Euros...
Mas não é só isso. Pressão nos coordenadores para conseguirem o maior número possível de diplomados, pessoas a abandonarem os seus empregos nas fábricas para abraçarem este programa que em muitos casos oferece um maior rendimento no final do mês, o que fazer depois quando o programa acabar? então e os conteúdos, são iguais para todos? O objectivo não era aumentar a produtividade e assim a competitividade do país, não deveriam ser orientados para determinadas profissões? Será que é mesmo por causa da qualificação ou será apenas para nos tirar desse horroroso penultimo lugar na OCDE no que respeito a escolaridade média (8.º ano) ?

Há mais...
Então e agora o INOVContacto em que licenciados se demitem das empresas para uma experiência de 6 meses no estrangeiro, totalmente financiada pelo estado, e que passado 6 meses voltam para receberem subsidio de desemprego ?

Pobre Portugal. Que se endivida em vez de "ousar enriquecer".

José Carlos Silva disse...

Pois é! Há muitos anos atrás, os adultos tinham que trabalhar para criarem riqueza para o país. Antes esta oportunidade do que nenhuma. Já agora, não misture os adultos que trabalham, com a palhaçada que fazem os políticos. É bom não esquecer que estamos a falar de novas oportunidades para adultos. Nós, os burros, estamos fartos de dar tantas oportunidades aos políticos.

MM disse...

Através de dois familiares já tive contacto com o que faz um aluno das novas oportunidades e só tenho a dizer que é absolutamente ridículo.

Os seus trabalhos passam por composições sobre a família, construir árvores genealógicas, entre outras coisas ao nível do ensino primário...o problema é que a pessoa em questão obteve um diploma do 9ºano.

Relativamente à segunda teve a "oportunidade" de entrar para a faculdade...obviamente não aguentou o ritmo e desistiu um mês depois...isto é uma injustiça para as pessoas que entrariam por mérito na faculdade verem as suas vagas ocupadas por estas pessoas!!

Luís disse...

O ensino, entre nós, é,simplesmente, uma fraude colossal, do primário à universidade.

Jorge Diniz disse...

Caro Companheiro, esteve na Alemanha, ainda muito jovem, como estudante pós licenciatura. Conheceu o modelo alemão.
Porque não nos fala desse modelo, que é contrário ao que nos impingiram cá: é contrário à massificação da aquisição de "títulos superiores", que enchem as nossas estatísticas de Drs no desemprego.

Anónimo disse...

Estes "diplomados", a seguir, vão fazer um estágio no estado... a tirar fotocópias ou a despejar cinzeiros (os que estão na porta da rua).

E podem "enriquecer" ainda mais o CV...

PC