terça-feira, 13 de outubro de 2009

Ponderações

Em tempo de ponderações e análises, deparei hoje, no blogue Câmra Corporativa, com texto e fotografias de um encontro no Chiado... Serão "montagens"?... Não pode ser verdade!

18 comentários:

Anónimo disse...

O psd* está podre!
Já nada me espanta!
Há que restabelecer o verdadeiro espirito do PPD, e a doutrina e os valores de Sá Carneiro.
Quem perdeu as eleições foi Socrates que virou uma verdadeira marionete e será descartado brevemente. Pois Antonio Costa já lhe está a fazer a cama rápidamente, e como contrapartida Alegre será presidente. Do outro lado da barricada, Socrates senta-se ao colo do psd para júbilo de alguns e com a conivência de Cavaco Silva pois será a única forma de ser re-eleito. Agora se compreende a lista de deputados e candidatos autarcas de MFL.

Esta républica está podre e corrumpida definitivamente.

Que solução?
Aceitar o lugar de vereador na oposição?
Se não aceitar vão outra vez achincalhar.
Se aceitar para além de ter que aturar a arrogância desta maioria vai obrigar a uma maior fiscalização e exposição dos media.
Uma opção dificil! Em qualquer das opções meu caro Pedro ponha desta vez a sua vida primeiro chega de sacrificios.

*/a letra pequena foi propositada

Anónimo disse...

JPP andou a recolher materiais de campanha. Fez bastante divulgação no Abrupto e, aparentemente, muita gente contribuiu. Provavelmente, as bandeiras do Unir Lisboa foram tambem para a colecção.

Dr. Santana Lopes, parabéns pela sua excelente campanha. Votei em si. Infelizmente, não ganhou, mas fique como vereador. Lisboa precisa de si.

celia gomes disse...

Não votei PSD em 27/09 por duas razões: JPP e MJ Nogueira Pinto. Como nunca votarei em Cavaco Silva que é uma decepção plena como garante da ética e moral.
Vi varias fotos em sequência e creio ser muito difícil tanta montagem. A MFL deveria ter ao menos exigido ao partido alguma decência moral. Acredito sim que ela "engoliu-o" por receio de que se o Dr. partisse como independente aí o PDS ficaria lá por 3º ou 4º... O Dr. deveria ter feito.
Já agora nunca lhe motivou fundar um verdadeiro partido de centro-direita democrático que tanta falta faz em Portugal?
O PSD de agora é o irmão menor do PS. Não tem nada de PPD. É um esquerdino travestido. Por isso consegui conviver com as "facadas" pachecas ou o 1º membro, patrão da tv mais parcial que a publica.
Olha Dr. adoro Portugal, tenho vergonha do povo português, um bando de carneiros que no dia em que saírem da bebedeira já estarão a arder num inferno.

JB disse...

Não é montagem e mostra a estirpe de uma pessoa de má indole, vingativa e sobretudo invejosa. É que o homem não passa de um invejoso, a outra que foi corrida do CDS ainda se compreende, porque bateu com a cabeça em algum lugar mas este o que quer é protagonismo, e o mal é a presidente de um partido que lhe dá cobertura e o convida para fazer parte de uma lista no partido.Com membros destes o partido vai longe vai.

João Esteves Carlos disse...

É miserável a calúnia que andam a fazer alguns dos seus amigos ao Pacheco Pereira. Eu estava lá em trabalho numa rádio e assisti a tudo. O Pacheco Pereira andava a fazer a recolha dos materiais de campanha eleitoral que tem estado a publicar no blog, onde há materiais seus e do Costa. Estava a recolher algumas bandeiras numa carrinha do PS quando apareceu o José Magalhães que o cumprimentou e de repente apareceu o Costa de outra rua e cumprimentaram-se. Imediatamente o Pacheco Pereira declarou às televisões e rádios (está gravado na minha) o que estava a fazer e foi entrevistado sobre o trabalho de recolha dos papéis enquanto o Costa se foi logo embora. Foi inteiramente ocasional e civilizado entre dois adversários e sem ambiguidades. Ninguém ligou nenhuma ao facto se não fossem as fotografias de um assessor da CC e o tom maldoso de alguns dos seus amigos. Se vc lá estivesse não teria cumprimentado o Costa? O PSD é mesmo venenoso com os seus e isso no mesmo dia em que ele o elogiou na Quadratura tendo sido gozado por isso.

Tino disse...

Pacheco Pereira desceu baixo demais.

Enquanto houver no PSD destacados militantes capazes de apunhalar pelas costas os colegas de partido, apenas por inveja e intriguismo, Portugal continuará a ser destruído pelo incompetente e indivíduo sem escrúpulo que se sabe...

Com tudo o que se passou, o resultado de Santana Lopes foi uma eloquente vitória, contra tudo e contra todos.

Tino disse...

Este post diz tudo:

http://doportugalprofundo.blogspot.com/2009/10/o-caso-pacheco.html

joyce disse...

Dr. Pedro Santana Lopes

Inacreditável!
Mas é assim que está o PSD, cheio de traidores a cada esquina.

Não sei se o Dr. vai ou não aceitar o cargo de vereador, mas se aceitar, admiro-lhe a coragem de ter estômago para engolir aquela mixórdia de maioria, na câmara de Lisboa.
Não vale a pena o sacrifício, de apresentar bons projectos e serem depois rejeitados.

Teve estômago para lutar contra os do seu próprio partido, adversários e comunicação social toda dominada pelo poder.
É hora de dizer BASTA!

O povo de Lisboa tem o que merece!
Foram necessários apenas trinta segundos, para se arrependerem por quatro anos.

Apenas a minha opinião pessoal.

Carlos Antunes disse...

Não se arraste na camara só para ter um lugar. Não prolongue a agonia. tenha a coragem de fazer uma pausa. De outro modo será uma imagem de decadência insuportável

Anónimo disse...

Em volta desta candidatura juntou-se o povo, e o povo de Lisboa rege-se por princípios populares e tradicionais.
"À mulher de César não basta sê-lo tem que parecê-lo...", e ainda "Quem não quer ser lobo não lhe veste a pele..."
E portanto quem quiser enfiar a carapuça enfie.
O PSD portou-se mal, a JSD portou-se mal, os dirigentes portaram-se mal e mais uma vez Carmona Rodrigues fez triste figura.
Mais uma vez o PSD contou com "tropas" que não lhes pertencem, tropas que admiram a coragem e abnegação de PSL, e seguem valores de Sá Carneiro foram os primeiros a sair da trincheira e cobardemente tombados com tiros vindos da propria trincheira, e não pelas balas do inimigo.
São necessárias muitas reflexões. Infelizmente o PSD está afastado do povo, um PSD malabarista que namora com um PS oportunista.

Ricardo Araújo disse...

Boa tarde Dr. Pedro Santana Lopes o PSD está pelas ruas da amargura.
Morais Sarmento disse numa entrevista que a líder tinha trazido de volta a credibilidade que o partido merecia, só que não foi o que se viu, o que se viu foi um partido muribundo, que apesar de tanta contestação ao governo PS, não conseguiu subir nas sondagens, nem conseguiu o feito das eleições autarquicas de 2005.
O PSD necessita urgentemente de uma renovação completa, necessita de uma nova liderança, necessita acima de tudo de militantes que zelem pelo partido e não militantes que façam o que faz JPP.
Um grande abraço, cordialmente.
Ricardo Araújo

Ana disse...

Dr. Pedro Santana Lopes

De facto, para quem tem desmontado no seu blogue "Abrupto" as artes e manhas do marketing político da máquina socialista (paga pelos contribuintes) foi de uma enorme ingenuidade cruzar-se na rua com a dita máquina "trituradora"...
Ingenuidade maior quando na "Qauadratura do Círculo" AC e recentemente o Magalhães têm tentado descredibilizar PP e as suas afirmações certeiras tentando provar que não funciona bem da cabeça...

De qualquer modo, não penso que este encontro infeliz tenha causado grandes danos à sua candidatura.

Mais danos terá causado o "encontro anunciado" com Carmona Rodrigues.
Esse sim, pareceu-me todo armadilhado e pré-cozinhado com AC e a "máquina trituradora".

Tem de ser mais cuidadoso na escolha dos seus amigos, a meu ver. CR não me parece nada credível, nem a nível de competência nem a nível de fiabilidade. "Be careful".

Se é certo que um dos seus maiores trunfos é saber escolher a equipa de trabalho, no caso desta personagem houve muita ingenuidade sua também.

Tino disse...

Por princípio,acredito nos outros, embora não confie na natureza humana.

Acreditando no que escreve João Esteves Carlos, sou levado a concluir que Pacheco Pereira é uma alma puríssima, um ingénuo.

Conhecendo-se o ódio fidagal que nutre Por Pedro Santana Lopes, Pacheco Pereira é tão ingénuo que não percebeu que o seu gesto se prestaria a interpretações dúbias. E não havia mais sítio nenhum em Lisboa para recolher umas bandeirinhas de António Costa que não fosse no meio da caravana desta personagem...

Vou acreditar mesmo que Pacheco Pereira é um ingénuo. Também não percebeu que com o asséptico discurso da verdade acabaria derrotado pelo mestre da mentira e das habilidades.

"Verdade" seria abrir os olhos aos portugueses ainda cegos sobre quem é o verdadeiro Sócrates, na sua proverbial incompetência e falta de carácter. Essa era a verdade que livraria o País do flagelo em que caiu.

Com tanta ingenuidade o povo desconfia...

Eu pelo menos tenho dificuldade em acreditar no Pai Natal...

Antonio Fernandes Pina disse...

Exmº. Sr. Dr. Santana Lopes

É incrível. A sua derrota não se deve ao Sr. Dr. Pacheco Pereira nem à CDU mas sim à falta de propostas e projectos que não apresentou aos LISBOETAS. Estamos todos fartos de "CONVERSA MOLE".


Cumprimentos.

Assina: António Fernandfes Pina.

JB disse...

Dr. não seja tão soft, e o comentário que fiz anteriormente e não publicado só chamei de invejoso ao Dr. Pacheco Pereira

Anónimo disse...

Diz quem viu:

-PP foi cedo para o Chiado e andava por ali...;
-Chega a caravana do PS, dirige-se-lhe;
-Pede os materiais;
-Fica no largo à espera do acontecimento seguinte E DE BANDEIRA DESFRALDADA;
-Os dirigente socialistas cumprimentam-no;
-PP continua de bandeira desfraldada no local.
Não estava por acso, estava para a ocasião; não pediu amostras de material de campanha -usou-as!

Claro que ninguém da actual bicharada que dirige o partido lhe colocará um processo...

Tino disse...

Claro que o gesto de Pacheco Pereira não influiu nos resultados.

Passou despercebido da esmagadora maioria dos eleitores, até porque Pacheco Pereira, para o eleitor médio, é um ilustre desconhecido, apesar do seu indiscutível mérito como intelectual e analista político.

A derrota de Pedro Santana Lopes deveu-se à trocatintaria de Helena Roseta e de Sá Fernandes. Contra todos juntos era impossível qualquer candidato da direita ganhar.

Ainda assim a esquerda andou aflita. A atitude de Carvalho da Silva mostra que estavam aflitos.

Quanto a Pacheco Pereira, estas duas fotos lado a lado falam por si...

http://abcdoppm.blogs.sapo.pt/441300.html

JB disse...

Ainda voltando à vaca fria, todo este circo de ir pedir bandeiras e ter cumprimentado o seu opositor, nunca teria importância se a Dra MFL não tivesse feito a asneira de o ter convidado para as listas do partido. Porque até aqui ninguém lhe ligava, e agora só servirá para os opositores do partido o apontarem como exemplo de divisão.(a meu ver mal, porque nunca servirá de exemplo para coisa nenhuma).