sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

O Tempo

Discurso de despedida de George W. Bush, há pouco, também, na CNN ( e em muitos canais de televisão). Igual a si próprio: naquilo em que acredita, no seu modo de dizer as palavras, na elegãncia com que fala do seu sucessor e familia. O Mundo em que tantos disseram tão mal do Presidente cessante, vai ter, em breve, o Presidente que tanta esperança suscita em outros tantos. O tempo o dirá.

10 comentários:

Lynce disse...

Concordo consigo. Vamos ver se a "baraca não obana". Depois da bebedeira vem a ressaca, depois da "Obamania", emoção, entusiasmo e expectativas sem freio, vem a realidade.
É esperar para ver.

maria-josé disse...

Incompetência e mentiras : eis o que fica do Sr Bush junior ...

Reparos e Desabafos disse...

Caro Pedro

Temos também de dar algum crédito ao trabalho de Bush. Ele teve que resolver entre agir ou não, e em alguns casos, na minha opinião teve de fazer o que fez devido à opinião pública americana.

Afonso Henriques disse...

Caro Dr. Pedro Santana Lopes,
Há nas palavras que escreveu, a sabedoria de quem já sofreu o rápido, e raramente justo, julgamento da opinião pública promovido pela comunicação social. De facto, e apesar da aparente actuação desastrosa, só com o passar do tempo, se poderá julgar com justeza a governação do Presidente George W. Bush. O Presidente eleito Obama, tem já a seu desfavor a grande expectativa, e todos sabemos como facilmente se passa do elogio à critica.

Afonso Henriques disse...

Este "post" sobre o tempo, e a parte final de um anterior sobre as distracções, em que diz que "com a graça de Deus será tudo com calma", recorda-me a minha afirmação preferida de "A Arte da Guerra" de Sun Tzu, que espero não considere inoportuno, partilhe consigo e todos os outros cidadãos atentos que participam neste blog, "conhece o teu inimigo e conhece-te a ti mesmo e nunca porás a vitória em dúvida. Conhece o terreno, conhece o tempo, e a tua vitória será total".

nós por cá... disse...

Dr.Pedro Miguel
Há alguma coisa que o Técnico da Covilhã faça bem ,a não ser o de proveito próprio???Veja este escândalo que impede o povo de votar: Cartão do cidadão impede portugueses de votarem

"Problema. O cartão de eleitor foi abolido e o recenseamento é feito de forma automática. Mas é preciso o número do recenseamento, o que só é possível a quem já é recenseado e tem o BI ou o cartão do cidadão válidos. A emissão do novo cartão está muito atrasado e não há BI provisório para eleitores
Os portugueses não recenseados e que têm o BI caducado arriscam-se a não poder votar pelo menos nas eleições europeias, em Junho. Já não podem renovar o BI e dificilmente conseguirão obter o Cartão do Cidadão (CC) em tempo útil. O cartão de eleitor foi abolido e, segundo a Comissão Nacional de Eleições (CNE), só o BI e o CC permitem obter o número de recenseamento para o eleitor se apresentar nas mesas de voto."
in DN
Para ler o artigo na totalidade vá a :
http://dn.sapo.pt/2009/01/17/sociedade/cartao_cidadao_impede_portugueses_vo.html

Quem pare este homem..francamente...Tempo????É coisa que esgotámos há muito!!!!

Arrebenta disse...

Nunca fui bushista, mas o qu aí vem não augura nada de bom

joyce disse...

Dr. Pedro Santana Lopes

Escreveu:
(...)"O Mundo em que tantos disseram tão mal do Presidente cessante, vai ter, em breve, o Presidente que tanta esperança suscita em outros tantos. O tempo o dirá."

Comentário meu:

Na verdade, o tempo o dirá!
Esperemos... para ver. Quem viver, verá!
Já agora, vale a pena ler este artigo:

"O que está acontecendo na grande mídia americana é aterrorizante, para quem percebe. Exagero? Teoria da conspiração? Um exemplo recente permitirá que você julgue e tire suas próprias conclusões.

(...)

Mais do que a própria eleição de Obama, esse fenômeno assinala uma mudança histórica, destinada a ter conseqüências devastadoras em escala mundial. Décadas de doutrinação universitária fundada na premissa de que não existe realidade, somente “imposição de narrativas”, produziram o efeito a que aspiravam: chegou ao poder nas redações uma nova geração de jornalistas profundamente imbuídos da convicção de que seu dever não é retratar o mundo, mas transformá-lo. Ao distinto público, correspondentemente, incumbe deixar-se arrastar pela mudança sem saber de onde ela vem nem para onde vai. Se a cortina de trevas vai permanecer cerrada por mil anos ou apenas por uns dois ou três, não sei. O que é certo é que ela já baixou sobre a terra que foi um dia a da liberdade de imprensa."

http://www.olavodecarvalho.org/semana/090115dc.html

Mais palavras, para quê?

joyce disse...

Dr. Pedro Santana Lopes

No comentário anterior, parece-me que a indicação da fonte não ficou bem visualizado, por isso rectifico:

http://www.olavodecarvalho.org/
semana/090115dc.html

Jorge Ortolá disse...

A expectativa é alta e a pressão também.
O tempo o dirá se trará melhorias, mas uma coisa é certa e sabida... pior que GWB será dificil, se não impossivel de se fazer.