sábado, 15 de novembro de 2008

Engano, certamente...

Há muitos anos que lido com a jornalista, do Expresso, Ângela Silva. Obviamente que, se continuo a lidar, é porque tenho apreço pelo seu trabalho, apesar dos muitos dissabores que os seus textos já me causaram Por variadas razões. Esta semana escreve algo, que me perguntou, e a que eu respondi : não. Que não estava cansado. de esperar por uma decisão sobre Lisboa. Disse- lhe mais. que não queria declarar nada sobre esse assunto.O resto , das motivações de alguns sectores para aproveitarem o tempo que passa, é óbvio. Até na rua, pessoas que não conheço, me dizem o mesmo... Mas vamos acreditar, mais uma vez, que foi engano.

2 comentários:

carlos disse...

Dr Santana Lopes,bom dia.
Dos poucos contactos que tive com jornalistas,ficou-me sempre a ideia que eles se assumiam como seres elevados,sabedores e não sujeitos a criticas.
Mas para quem lê jornais,entende e compreende outras línguas,verifica que alguns dos escribas são compráveis por qualquer pires (não digo prato) de lentilhas,são verdadeiros sabujos,são cobardes.
Ontem no CM o Emídio Rangel chamava traidor a Manuel Alegre.Com que autoridade?Com que conhecimentos?
O DN entalado pela sua ida ao PGR
pariu um texto que é um nojo!
Mas,já agora,deixe-me dar-lhe um exemplo.O General Carlos Galvão de Melo era apodado de fascista por tudo quanto era canto.Um dia apareceu na TV e disse mais ou menos assim:Quero daqui comunicar que tenho duas cópias dos arquivos da ex-PIDE/DGS,uma está na minha casam,na Rua... em Cascais e a outra está em parte que não digo para o caso de me acontecer alguma
coisa.Dum dia para o outro deixou de ser notícia,como todos sabem.
Segundo constava o Cunhal também tinha uma cópia do arquivo e até morrer foi sempre considerado como um génio e com elogios tão despropositados que incomodavam.
Para terminar gostava de saber que nome se dá a gente que tem o privilégio da informação,que vive bem e à conta,calar-se sobre os actos de verdadeira pilhagem que o Governo pratica sobre os cidadãos,
sobre a miséria das famílias e das
empresas?Que nome se dá a gente que se cala quando os seus filhos e os seus netos são,concrectamente,
ameaçados na sua saúde,no seu bem-estar,no seu emprego?Que nome se dá a gente que não se importa viver
num País que as altas instâncias internacionais consideram de analfabeto,corrupto e de difícil correcção?
Eu sei que nome se dá,mas não digo.
Um abraço do
c.monteiro de sousa

Anónimo disse...

Meu Caro:

É inacreditável. Assim como é inacreditável que o facto de o site da CML abrir links pornográficos seja motivo de louvor para o Dr. António Costa no Expresso deste sábado. Agora, o desnorte e a má relação com os funcionários são motivos de louvor? Desde quando?
Espero também que já tenha tirado as devidas consequências em relação ao Diário de Notícias pela incrível manchete de 6ª feira...Desde quando é que a mentira é notícia? Quando vem sob a forma de difamação?

Receba um abraço solidário...

Sua sempre,

SN