sábado, 30 de janeiro de 2010

Sempre igual

Verdade seja dita, na véspera, o Diário de Notícias punha o meu nome em primeira página, a propósito de declarações de outra pessoa, ouvida na investigação. Só "lá dentro é que se dizia que eu tinha sido ouvido como testemunha.
Há tempos, o mesmo DN punha em manchete, "Santana e Carmona novamente investigados por...", na altura em que se iniciava o processo da candidatura à Câmara de lisboa.Nesse dia, dirigi - me à Procuradoria - Geral. Há cerca de dois meses, li, noutros jornais, que um processo, nessa área de Lisboa, foi arquivado. Nem perguntei, mas julgo que era esse.Fora as outras manchetes de três em três meses, sobre o mesmo assunto.

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Destaque especial

O Público coloca hoje a minha fotografia com uma seta para baixo, por causa do contrato da EPUL com o Benfica. E fundamenta com o exemplo de um decisão levada por diante quando eu não estava na Câmara e que não me foi comunicada. Como, aliás, o diz o próprio artigo no interior do jornal que refere a data do pagamento: Dezembro de 2004. Em nada participei nessa decisão.
Esta assunto, como outros, vem nas páginas dos jornais pelo quarto ano consecutivo. Sempre os mesmos factos. Vão à net, ponham "epul Benfica" e confiram. Ainda por cima, fui ouvido como testemunha, outros - e lamento -o, foram . no como arguídos. E lá salta a minha fotografia. Sempre, há vinte anos. Então com Congresso "à porta", tenho sempre direito a destaque.

Boa contratação


Era a transfarência óbvia! nestes dias mais recentes, tinha - se deixado de falar nesse assunto, o que me fez admitir que tudo estivesse a ser tratado reservadamente. Mas, confesso que também admiti que se tivessem gorado as negociações.
Pedro Mendes é um bom jogador, experiente, habituado a campeonatos muito exigentes e árduos, como o inglês e o escocês.
João Pereira já mostrou a razão de ter sido contratado. Estou certo de que assim também acontecerá com Pedro Mendes, outro jogador oriundo da frutífera "escola" de Guimarães.

E AGORA?


O Ministro das Finanças e o Governador do Banco de Portugal dizem - se surpreendidos com o valor do déficit orçamental de 2009. Como é possível?
Então , se foi uma aurpressa, Vitor Constâncio sente, ou não,o dever de apurar as razões dessa evolução negativa?

EM 2005, como disse Manuela Ferreira Leite, hoje, no Parlamento, foi feita a previsão de um déficit futuro pelo mesmo Vitor Constâncio. E, depois, veio afirmar, com ar muito gravoso, que a situação era muito delicada e isoo exigia medidas muitodifíceis... e depois foram surgindo os elogios ao Governo, à medida que o suposto déficit de 6,83% ia baixando...

E AGORA,DR. VITOR CONSTÂNCIO? E AGORA? E PREVER O DESTE ANO? NÃO SE JUSTIFICARÁ? NÃO SERÁ UMA EXIGÊNCIA?

Importâncias várias

Tony Blair, hoje de manhã, na Comissão de Inquérito à guerra do Iraque. Transmitido em quase- Directo - com um minuto de delay -, trata - se, sem dúvida, de uma ocasião polticamente significativa.

Anteontem, à noite, foi o sempre impressionante momento do discurso do Presidente dos EUA sobre o Estado da União. Barack Obama, nas partes que ouvi, pareceu cansado, sem o mesmo fulgor e a mesma força no discurso.

Hoje, também,em Portugal, o debate quinzenal com o Primeiro - Ministro. Disse Paulo Portas, sobre José Sócrates: "Ainda está para nascer um Primeiro - Ministro com umdéficit maior do que eu"...

Escrevo sobre o tema do déficit e as obrigações de Vitor Constâncio, , entre outros asssuntos, na edição de hoje no meu artigo na edição de hoje do Sol.

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

2004 - 2010

Revista de Imprensa na Tv com os títulos dos jornais... Alguns títulos: "Governo quer portagens nas SCUTs já no pimeiro semestre"; " Taxas sobre os Bancos". Comentários positivos dos jornalistas.
Pois: 2004 - 2010!!!!!

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

A Madeira

Orçamento de Estado em debate e lá saltam juízos, de toda a espécie, sobre a Região Autónoma da Madeira.Quem conhece sabe o que lá tem sido feito. Obra, serviços,apoio aos mais carenciados, infraestruturas e equipamentos distribuídos com equilibrio por todo o território. Trabalho reconhecido por vários direigentes nacionais do PS. Em que outra Região de Portugal se nota tanto uma relação entre os recursos obtidos ou transferidos e o progresso alcançado?
Quem não conheça que faça tudo por conhecer. Vale mesmo a pena.

José Januário

Morreu José Januário, há muitos anos Assessor do Grupo Parlamentar do PPD/PSD, principalmente, na área do Ambiente. Uma pessoa educada, um técnico competente, que deixa muitas saudades em todos que com eles privaram.
Tive a honra de o ter como colaborador quando liderei o Grupo Parlamentar, em 2007 - 2008. Um Homem Bom.
O meu sentido pesar, especialmente, à sua Mulher e aos seus Filhos.

Reflexão II( ou uma questão de respeito)

Ontem à noite, mostraram - me mais uma revista daquelas com mais um texto daqueles.
Lamento profundamente que a minha vida pessoal tenha seguido, durante muito tempo, um rumo que dê azo a que se sintam à vontade para escrever o que entendem a propósito de mim.E, por causa de mim, sobre outras pessoas, em vários casos, faltando ao respeito que lhes é devido, como o é a qualquer ser humano.

Escrevem o que sabem e o que não sabem, não se preocupam em ter a certeza antes de publicarem textos do género. Escrevem - se falsidades, e muito mais, sem se querer saber se é verdade nem se cuidar do mal que se faz!... Como é possível? Na nossa Constituição defende - se a dignidade da pessoa humana. Deixou de valer? As pessoas que escrevem essas coisas não terão filhos? Não terão Pais? Não terão Família? Concerteza que têm. Então, pensem nessas pessoas, antes de escreverem o que escrevem.Pensem se gostavam que lhes fizessem o mesmo.

Conheço muitas pessoas, políticos, advogados, titulares de Altos Cargos do Estado que são divorciados, nalguns casos, várias vezes. E têm direito à reserva da sua vida privada. Eu expus - me durante anos, mas há anos, também, que não o faço.Mas será só por isso? Porque será que há tanto cuidado com uns e tanto à vontade com outros?Porque será que uns despertam tanta curiosidade e outros nenhuma?

Não sei, sinceramente, não sei. Hoje em dia não vou quase a lado nenhum, estou sempre em casa ou no trabalho. Mais reservado, é impossível. Já apresentei projectos de lei, como referi, mas não os consegui viabilizar.É difícil lutar contra este tipo de notícias. Principalmente, como disse, quando se tem culpa de não ter impedido a exposição durante uns bons anos.Disparates que fazemos e que custam caro. Muito caro.

Importantíssimo

Já agora, mesmo com a hora adiantada, para saudar a boa notícia para Portugal de se ter conseguido um acordo interpartidário que permite aprovar o Orçamento de Estado para 2010. Seria muito, muito mau, se não tivesse sido possível. estão de parabéns todos os que contribuíram para que fosse alcançado esse entendimento. Portugal vai precisar de mais momentos assim, nos próximos tempos.

Bonita iniciativa

Muito bonito o espectáculo de futebol, no Estádio da Luz, em solidariedade com o Povo do Haiti.Soube bem ver que tantas pessoas que têm vidas de fausto, decidiram dizer presente e deslocar - se a lisboa para este efeito. Foi bonito de ver.

domingo, 24 de janeiro de 2010

Reflexão

Tanta vez que ouvi falar do cronista social Carlos Castro em tom crítico e, afinal, há tantos que gostavam de ser como ele!... Ele, com qualidades e defeitos, como todos os humanos, sempre assumiu aquilo que é o seu trabalho.É uma pessoa educada, correcta no trato e com as suas regras e os seus limites. Agora, o que se passa hoje em dia, é próprio de gente sem nível que escreve não com base em informações confirmadas, mas com base em rumores. São capazes de escrever seja o que for sobre as vidas das pessoas, mesmo sem fundamentos, ofendendo e magoando Mulheres, Homens e Crianças que não fizeram mal a ninguém. São capazes de falar sobre os lados mais importante da vida de cada um com base em suposições,dando palpites sobre anos ou décadas sem quererem saber quem atingem.É gente reles que não sabe pôr - se no lugar dos outros.Entre venderem mais uns exemplares ou o respeito que devem às pessoas, optam pelo dinheiro. Têm de prestar contas aos cobardes dos patrões que querem vendas, querem as contas bancáarias a engordar, enquanto as suas publicações fazem mal a outros que não lhes fizeram mal nenhum.
É assim que vai Portugal.Com muito poder dado a gente muito rasca. Muito rasca, mesmo.Quando se acabará com isto?
Por mim, já apresentei até, na Legislatura anterior, um projecto de Lei sobre a protecção da vida privada, principalmente, de quem não exerce qualquer tipo de funções públicas ou com impacto público. Na altura, ainda foi ponderado, mas já não foi a tempo de apanhar a reforma dos Códigos de Direito Penal e Processual Penal. Não acham que já é altura de pôr esta gente na ordem?
Não falo , não escrevo, por minha causa. Faço - o pelos outros, por quem não tem que ser incomodado por caua de notícias relativas a outras pessoas.
Quem tem coragem para acabar com isto? É que, actualmente, quem dispute o poder a certas pesoas, quem os critique, quem os ponha em causa, é caluniado, é perseguido, pode ficar com a vida muito prejudicada por instâncias várias, em alturas sempre cirurgicamente escolhidas. Mas vai mudar.

Transmissões-II

Afinal, segundo um oportuno comentário que publiquei, o Juventus - Roma tinha uma bancada fechada ao público, por causa de insultos racistas, da claque da Juventus, em partida anterior, dirigidos ao jogador do Inter, Balotteli. As assistências fracas aos jogoss são mesmo mais por cá.

Transmissões


É impressionante como todas estas transmissões de jogos de Ligas de futebol de outros Países continuam a condicionar os horários dos jogos em Portugal.
Cada vez mais pessoas deixam de ir ao futebol porque não gostam de ir á hors do jantar. Bom tempo, quando os jogos eram todos às 15horas. Quando, em miúdo, ia com o meu Pai e os seus amigos ao futebol, era assim. Depois, começou a ser só um jogo a uma hora diferente e, pouco a pouco, começou toda esta confusão.
É verdade que não é só por cá que há jogos a horas diferentes. Mas, como em Portugal, não conheço. Essa evolução, aliás, deve fzer sentir os seus efeitos em todo o lado... Ainda ontem vi um pouco do Juventus - Roma e o estádio não estava nem pouco mais ou menos cheio.

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Conselho Nacional

Conselho Nacionaldo PPD/PSD convocado para o próximo dia 12 de Fevereiro.Com a devida convocatória.Não se pode dizer que tenha demorado.Muito bem.

Congresso das Bases

Repito aqui o que hoje escrevo no meu artigo do Sol: por mim, o Congresso pode ser marcado para tão cedo quanto possível e as Directas para logo a seguir.
Obviamente, todos sabemos que, neste momento,as negociações para sobre o Orçamento de Estado estão numa fase crucial.Mas uma convocatória de um Congresso Extraordinário não pode ser adiada. Impõe - se por si mesma e, juridicamente, é compreensível por qualquer ser medianamente esclarecido, que precede qualquer outro acto desencadeado posteriormente.

Para dissipar, também, algumas dúvidas que circulam, também na blogosfera, ninguém pretende mudar as regras de escolha da liderança e de funcionamento dos Congressos já para este processo eleitoral. Só poderia acontecer se todos estivessem de acordo.
De outro modo, qualquer alteração só pode aplicar -s e aos processos eleitorais e aos Congressos seguintes.

Se todos estivessem de acordo em que estas Directas já pudessem decorrer no segundo dia do Congresso previsto, nos termos dos actuais Estatutos, para depois da escolha da liderança, poderia ser positivo.

Por mim, o único ponto indiscutível não pode já ser posto em causa: o Congresso das Bases preceder as eleições Directas.

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

A small detail

Notícias de disputa entre dois canais televisivos pela cobertura da Redbull Air Race.E o que está no contrato sobre direitos televisivos? Serão para quem? Será que os difusores dessas "boas notícias" já foram conferir esse pequeno pormenor? Como o contrato está em inglês,vai a seguinte indicação:schedule 2: general clauses,3- intelectual property...

Sem título

Na semana das eleições autárquicas, em 6 de Outubro de 2009,uma revista do chamado "social" fez capa com a minha fotografia e de mais duas pessoas com base num notícia completamente falsa.

Há uma semana, a mesma revista publicava um texto dizendo que eu estaria a preparar o meu regresso ao Sporting(!!!) e publicavam imagens minhas a entrar no carro depois de um suposto jantar com José Roquette e Luís Duque. Pessoas com quem também não estou há anos.

Anteontem, a mesma revista e, ontem, um jornal do mesmo grupo, falam sobre a minha vida pessoal sem me terem feito um único telefonema. Claro, no dia da condecoração e na altura em que decorre o processo do Congresso Extraordinário.
Fora o resto!

Entreguei estes assuntos aos meu Advogados deste tipo de processos - que muito trabalho têm - para averiguarem da responsabilidade cível e criminal existente e procederem em conformidade.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Condecoração

Porque só agora li as crónicas,devo esclarecer que não fiz qualquer convite para a cerimónia da tarde de ontem.Sem este esclarecimento, os que lá não estavam podiam pensar que convidei uns e não outros.
Já agora, também, aproveito para fazer uma referência a uma frase que tenho lido em quase todos oa textos alusivos a essa cerimónia: era o único Primeiro - Ministro que ainda não tinha a condecoração... Mas se não há nenhum Primeiro - Ministro que tenha cessado funções depois de mim, se houvesse algum, anterior a mim, por condecorar seria mais desagradável para a pessoa em causa.

domingo, 17 de janeiro de 2010

Porta

O Congresso Extraordinário ser, ou não, "à porta fechada", é decisão do Conselho Nacional e/ou do próprio Congresso. Para responder a questão posta para este blogue.

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Entregues

Entregues as assinaturas às 19,50hs.Sem alardes nem cerimoniais. Apesar da natural vontade da Imprensa em presenciar.E mais continuam a chegar!...
Primeira vez que acontece a convocatória de um Congresso Extraordinário a requerimento dos militantes, em mais de trinta e cinco anos de História do PPD/PSD.

Bom debate


Bom debate na "Quadratura do Círculo", com intervenções equilibradas e com interesse dos participantes.
Gostei, principalmente, da análise de José Pacheco Pereira. Como é natural,não concordo com tudo o que disse,mas disse várias verdades. Não concordo com o que disse do tempo de Francisco de Sá Carneiro, pois o Governo que formou era composto por pessoas que, no geral, nada tinham a ver com a actividade partidária ao nível dirigente. Alguns eram militantes, sem dúvida, mas recordo - me de ter ouvido e sentido ,na altura, com os meus vinte e três, vinte e quatro anos, muita insatisfação do Partido e de vários dos seus dirigentes à época, pela secundarização do Partido ( como diziam) e por o então Líder do PPD/PSD e Primeiro - Ministro ter convidado para o seu Governo muitas pessoas independentes ou com pouca actividade partidária.

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Coerência

Coerente a posição do CDS/PP, através de Nuno Melo, sobre a candidatura de Victor Constâncio à Vice - Presidência do Banco Central Europeu. Sabe bem ouvir!

Congresso Extraordinário

Já estão, as assinaturas necessárias para convocar o Congresso. Vieram de todas as partes do País. E facto é que nunca ninguém conseguiu. Já foi comunicado ao Presidente do Congresso e serão entregues, sem cerimoniais, na tarde de amanhã.

Entupidos?

Hoje, uma Veradora da Câmara Municipal de Lisboa abandonou a reunião recusando - se a continuar depois de ter constatado que a proposta sobre o Festival redbull não ser como pensava e como lhe tinha sido dito. Tomou essa atitude depois de ter feito várias intervenções a defender a proposta com base em pressupostos que não existiam.
Pediu a interrupção dos trabalhos e não voltou mais... Procurei a notícia o resto da tarde e não encontrei. O que terá acontecido? Não terá interesse? Estará algum canal informativo entupido? É que a Vereadora até é muito conhecida. Até foi número dois da lista... Imaginam se fosse com outros? Trá regressado a censura?
E não foi só isso...

domingo, 10 de janeiro de 2010

Chapéu

Li na Imprensa de ontem uma muito breve notícia dando conta de que Maria de Lurdes Rodrigues irá substituir Rui Machete na Presidência da Fundação Luso - Americana.
Se for verdade, tenho de "tirar o chapéu" a José Sócrates.
Ainda por cima, na altura em que é anunciado o acordo com os Sindicatos dos Professores...

Enorme defesa


Rui Patrício fez ontem uma defesa que o define como guarda - redes!... Escreve quem nunca acreditou muito nas suas capacidades, reconhecendo que, nos últimos meses, tem vindo a demonstrar cada vez mais segurança. Isso, para além da fibra demonstrada naquele jogo europeu em que, no último minuto, foi à frente, quando da marcação de um canto, e marcou o goli que salvou o apuramento do Sporting. Mas aquela defesa de ontem, todo em vôo, para trás, a afastar a bola para canto, depois de uma cabeçada do novo reforço do Sporting... Só me fez lembrar uma defesa do Vitor Damas , num jogo, em Alvalade, a remate,também de cabeça, do Eusébio. O melhor jogador Português, de sempre, foi cumprimentar, afectuosamente, o enorme guarda - redes.
Desta vez, a diferença é que o golo seria na própria baliza, o que seria inacreditável, na estreia de um avançado que representou um investimento tão significativo.
Rui Patrício vai a caminho de ser um novo grande nome na baliza do Sporting Club de Portugal.

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Passo de ruptura

Foi aprovada a proposta de casamento entre pessoas do mesmo sexo.Segue - se a fase da especialidade e, depois, ainda, a votação final global, em Plenário.
Depois,, segue -se a fase da promulgação e, portanto, a posição do Presidente da República sobre a matéria. E, independentemente da decisão de Cavaco Silva, já se começa a falar na fiscalização sucessiva, ou "a posteriori" da constitucionalidade. São assim os "labirintos" do sistema de governo Português.
Mais uma vez, lamento profundamente a rejeição do Referendo. Fica muito mal ao Partido Socialista esta atitude. Boas intervenções, entre outras,as de Teresa Morais e de José Ribeiro e Castro.

Acordo e mérito

Acordo na Educação: pelo que se ouviu , parece positivo. Mas ainda é cedo para avaliar. A propósito,de qualquer modo, a ideia da avaliação triunfou. E o princípio de que não pode ser tudo igual, independentemente do desempenho. Nesse aspecto, mérito de Maria de Lurdes Rodrigues... É que hoje, nestes próximos dias, só se deve ouvir dizer mal da ex- Ministra.

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Despertar

Julgo que foi a 19 de Dezembro passado que , numa entrevista a Ana Lourenço, falei da gravidade da situação das contas públicas, do nível de endividamento da nossa economia, das várias desorçamentações,da dimensão da dívida das empresas públicas de transportes, da conveniência de se decidir a privatização da TAP e da CP(entre outras) e da obrigatoriedade de se adoptar, de vez, o princípio do utilizador - pagador.Falei nesses temas, mais uma vez, a propósito do elenco de matérias sobre as quais o PPD/PSD tem de definir posições claras depois de as debater com profundidade.

A 1 de Janeiro, o Presidente da República falou muito bem dessas matérias na mensagem que dirigiu aos Portugueses. Não foi, naturalmente, a primeira vez que versou esses temas no passado recente, mas nunca o fez no tom e na forma utilizados deata vez.
Ontem como já referi, foi a divulgação da análise do BPI e a entrevista nos Negócios da Semana com as palavras que referi, respectivamente, de Fernando Ulrich e de Eduardo Catroga.

O ano passado, foram várias as vezes em que tratei desses assuntos nos artigos do jornal Sol. Escrevi mesmo que parecia que ninguém queria dar importância ao tema do endividamento global da economia e que, quando as pessoas acordassem,as medidas iriam ser complicadas.

O despertar só agora se começa a dar.

Verdades cruas



Intervenções elucidativas de Fernando Ulrich e de Eduardo Catroga sobre o estado da nossa economia e, principalmente, das nossas Finanças Públicas.
Para quem não conheça, os números referidos devem soar de modo ainda mais assustador.
As individualidades referidas têm vidas profissionais feitas, sobretudo, no sector privado e, pela sua formação e por funões exercidas, conhecem bem o que se passa no Estado e a dimensão dos desequilíbrios no subsector público.Pode ser que Portugal se comece a convencer das escolhas que tem de fazer.
O realce que aqui quero dar a essas intervenções não significa, como é óbvio, que concorde com tudo o que lhes ouvi. Por exemplo, discordo de Eduardo Catroga quanto à regionalização. Entendo que o desequilíbrio na ocupação do território tem enormes custos, nomeadamente,e não sendo os mais significativos, os que resultam da falta de rentabilização dos investimentos feitos em infraestruturas, bens e equipamentos. Por exemplo, estradas e barragens.
Questões, temas, assuntos, que o PPD/PSD deve debater em permanênciamas, sobretudo, antes da escolha da próxima liderança.

É mesmo certeza

Não pensem que é mania da conspiração. É mesmo certeza. Há quinze dias dei uma entrevista a um jornal. No dia seguinte, esse mesmo jornal fez uma manchete em que anunciava que eu abria o caminho ao fim das Directas. Tal e qual. Sarilho montado: notícias de críticas por incoerência. A seguir, o jornal concorrente faz uma notícia de primeira página: “PSD desvaloriza Congresso de Pedro Santana Lopes”. Na véspera, uma jornalista, que antes estava na Assembleia, falou – me dizendo que estava a fazer um trabalho sobre o tema e que tinha chegado à conclusão de que as Distritais estavam contra a minha iniciativa e ”os barões” também… Disse – me que os “barões” não queriam dar “a cara” mas que eram mesmo contra. Quando li o texto, eram só as Distritais de Lisboa e do Porto e o Presidente da de Braga. “Barões”, ou Dirigentes, nem um nome. Mas era o PSD todo!...

Hoje, o mesmo jornal enganava – se, e dizia que o Hot Club, que estava no Parque Mayer, que, por sua vez, está envolvido num processo judicial que teria feito cair o meu Executivo camarário em 2007,( foi o de Carmona Rodrigues). A meio da tarde, outro ligava –me a perguntar se eu sabia de uma decisão do Tribunal de Contas sobre a Parque Expo… Só fui Administrador não executivo durante meses e enquanto Presidente da Câmara Municipal de Lisboa fui só a reuniões formais do Conselho.
À noite li que um jornalista, que foi assessor de um líder partidário durante uns anos,e a quem, há uma semana, recusei uma “grande entrevista” para abrir o novo ano(por entender que não era altura), coloca – me “em baixo” porque... “cada vez tenho menos apoios para o Congresso extraordinário” Sabem como o justifica ? Porque o Presidente da Distrital do Porto terá dito, outra vez, que era contra… Ou seja, falam sempre os mesmos, em dias diferentes,e, depois, quem escreve, afirma que tenho cada vez menos apoiantes…
Não é por nada... É que já enjoa!

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Autarcas

Há uma notícia da Lusa enganada. O Presidente da Cãmara do Fundão e Presidente dos ASD, Manuel Frexes, não é nada contrário à realização do Congresso Extraordinário. Ainda há pouco tive ocasião de falar com o próprio que o confirmou. Aliá, são vários os Autarcas que têm falado a comunicar que decidiram recolher assinaturas nos concelhos que dirigem.

Bom efeito

É bom constatar que a mensagem do Presidente da República parece ter surtido efeito. O Governo e os Partidos que já tiveram responsabilidades de Governo abriram portas francas para um diálogo construtivo. O País dispensa crises.

Variedade




Com já chega de " Varelas" pretende -se dizer que já chega de desperdiçar de jogadores que são "da casa", são bons e, depois, são aproveitados por outros. Futre, Figo, Simão, Quaresma, Ronaldo, Nani, entre vários... Simão foi parar ao Benfica, Quaresma ao Porto, nani já foi falado para a Luz, Futre jogou nos dois rivais...
Quanto à seriedade ou variedade dos temas, é assim: é como nos jornais de referência, há matérias bem variadas... Lá só há uma diferença: não há cartas anónimas publicadas. E, aqui, um dia destes, passa a ser igual. Este é um blogue com muita paciência! Até para os "comentadores organizados". E quanto ao númeo de comentários: quase ninguém supera. E muitos são os não publicados, muitas vezes, os mais elogiosos.

Lamentável

É lamentável que determinados Partidos ignorem uma petição de mais de 90.000 pessoas para que se realize um referendo sobre o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Só vale essa vontade quando é paraa interrupção voluntária da gravidez? Antes,, estava decidido por um referendo e havia quem insistisse numa nova consulta referendária ou, mesmo, que o Parlamento legislasse em sentido contrário ao da decisão popular. Agora dizem que não pode haver referendo, porque há uma maioria no Parlamento que defendeu a medida em eleições... Repito: e quando o Povo tinha já decidido por referendo? Aí, mesmo nesse quadro, já era legítimo exigir a consulta popular. Que coerentes!

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

endereço electrónico

santanalopes.pedro@gmail.com

Respondendo

Como pode ser comprovado por algumas das perguntas feitas nas últimas horas, e que agora publiquei, as pessoas continuam a aderir mas, algumas que para aqui escrevem, ainda não sabem como subscrever a petição para o Congresso Extraordinário. ..
Podem fazê -lo enviando para este endereço electrónico o nome, o número de militante e o respectivo e-mail.

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Alternativo

É de louvar o facto de o Grupo Parlamentar do PSD apresentar um projecto alternativo à proposta do Governo sobre casamento entre pessoas do mesmo sexo. Mesmo que alguns possam dizer que já há muito que deveria ter sido apresentada esta via das uniões registadas, mais vale tarde do que nunca.
Por mim, saúdo a iniciativa, que até coincide no tempo com o anúncio da plataforma de cidadãos pelo referendo sobre esta matéria - de que também sou mandatário - de que conseguiu recolher cerca de 90.000 assinaturas. Afinal, há quem esteja acordado ou, pelo menos, vá despertando.

Crise política afastada

Com a mensagem presidencial, parece que ficou claro que não pode haver crise política com o Orçamento de Estado. Governo e Oposição vão ter mesmo de negociar. Ou seja, pode ser que alivie um pouco a carga da crispação na vida política Portuguesa. Ou seja, há mais tempo para se tratar de outras questões também importantes.

Já chega!

O Sporting melhorou um pouco. Equipa mais arrumada. Carlos Saleiro pode ser um bom ponta - de- lança. Já chega de "Varelas"...

sábado, 2 de janeiro de 2010

Almoçageme

Palavras adequadas

O Presidente da República proferiu as palavras adequadas à gravidade da situação do País. Desde antes das eleições, e ainda há semanas, no artigo do Sol, que digo e escrevo que o estado em que Portugal está exige um Governo com apoio maioritário estável, no Parlamento. Admiti, e continuo a admitir, aconveniência de um acordo que inclua PS, PPD/PSD, CDS/PP e PCP. A dificuldade das medidas que se tornam indispensáveis levará a essa solução ou algo de equivalente, muito em breve. Com este Governo, ou com outro. Para que essas medidas possam produzir os devidos efeitos necessitam de um amplo consenso que seja um amortecedor preventivo e dissuasor de tensões que poderiam surgir ou ser desencadeadas.

sexta-feira, 1 de janeiro de 2010