sábado, 31 de outubro de 2009

Directas

Os Partidos que adoptaram as Directas, como método de eleição dos respectivos líderes, têm uma garantia: por muito que os dirigentes falem e digam as suas preferências, são "as Bases" que decidem.
De tempos a tempos, há quem aponte os "contras", que existem, desse método de eleição. Mas, é nas ocasiões em que alguns aparecem a anunciar as suas preferências por diferentes candidaturas, que mais se sente a importância da garantia de serem os militantes a ter a palavra decisiva. E quanto menos "ligarem" às preferências, sejam elas quais forem, de quaisquer Dirigentes, locais ou nacionais, mais genuíno será esse poder.

Prejuízo

Sei quem é o Prof. Doutor Nuno Crato. Mas nunca o li nem nunca o ouvi. Para prejuízo meu, seguramente.

Malhas ensonsas

O Expresso traz uma notícia sobre prédios ilegais em Lisboa, nos últimos anos, e depois refere os mandatos de João Soares, de Carmona Rodrigues e o meu. Mas dos prédios nomeados, nenhum é do meu mandato. E, pelo menos um, o Saldanha Residence, é do mandato de Jorge Sampaio.
E, depois, com toda a isenção, dizem que a Autarquia começou "a apertar a malha" desde Janeiro de 2008... Ah sim?... Que interessante. Qual "malha"?
Atenção: tal como convém, o artigo não é assinado.

"Plano inclinado"

A SIC Notícias criou um novo espaço de debate sobre a situação nacional. O nome é um pouco negativista, "Plano Inclinado", mais isso é o que interessa menos. O que importa é ser para falar a sério de assuntos sérios. a moderação será de Mário Crespo - garantia de qualidade - e os residentes serão Medina Carreira ( sempre muito pessimista), João Duque, (equilibrado e frontal ), novo Presidente do ISEG, e Nuno Crato, que nunca li nem ouvi.
Bom para Portugal, que se trate, devidamente, do que é importante.

Vacinas

Tanto quanto se vai sabendo, há Países que compraram vacinas contra a gripe A para todos os seus cidadãos. Por exemplo, a Noruega, que tem cerca de 5 milhões de habitantes.

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Boa notícia

E agora chegou a notícia de que a economia dos EUA creceu cerca de 3,5% no terceiro trimestre. Boa notícia!

Sinais na economia

Os mercados de capitais em grandes agitações... Depois de semanas de significativas valorizações, tivemos dias de correcção. Hoje, as Bolsas Europeias voltaram aos ganhos e de modo muito considerável.
De qualquer modo, é notório que estes movimentos se processam a um ritmo bem diferente da marcha da economia que regista tímidos sinais, também, por vezes, "com solavancos", de recuperação.
Os índices de confiança vão melhorando mas isso não impede que muitas empresas vão fechando e o desemprego vá aumentando.
Ontem, também, o indicador do número de casas novas vendidas em Setembro nos EUA desceu, em relação ao mês anterior. Entretanto, o Governo Norueguês subiu as taxas de juro, o primeiro a fazê - lo desde que a crise deflagrou. E, ao mesmo tempo, o novo Governo Alemão deu um sinal positivo ao anunciar uma redução da carga fiscal que pode reanimar o consumo e o investimento num exemplo que pode, eventualmente, ser seguido por outros Países Europeus. Embora Portugal esteja, seguramente, fora do grupo que possa ter esse arrojo.

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Pode ser

Não tive ocasião de ver o Guimarães - Sporting. Só o resumo. O resultado, este, não é mau. pena foi o Sporting não ter conseguido segurar o resultado... Mas o Guimarães tem bons jogadores e não foi por anteontem que o Sporting deve causar inquietação. Pode ser que agora tudo melhore.

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Chuva de golos

O Benfica está, de facto, com uma enorme capacidade concretizadora. Será só dos jogadores que contratou esta época? Saviola, Javi Garcia e Ramirez farão assim tanta diferença? Flávio Coentrão já lá esteve e o seu rendimento foi muito diferente.
Cada vez é mais nítida, por este exemplo, a importância do Treinador, da sua concepcção de jogo, do que ele diz à sua equipa que espera dela. A maneira como uma equipa passa de uma situação defensiva para o ataque demonstra logo como é. Ou o que faz um jogador quando recebe a bola: se se vira logo para a baliza adversária e segue, ou se pára, se dá uma volta para trás e passa a bola para o lado ou mesmo se a passa para sectores mais recuados.
Vi o Sporting de Braga em Alvalade e está a jogar bem, também. Pode ser um grande jogo, o Braga - Benfica do próximo fim - de - semana...
Vamos ver o que dá o Guimarães - Sporting, de hoje!...

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Cerimónia simples

Discurso afirmativo e claro o do Presidente da República, na tomada de posse do XVIII Governo Constitucional. Vincou a plena legitimidade do Executivo, apesar de minoritário. Teve ocasião de recordar que já chefiou um Governo nas mesmas condições( ao qual tive a honra de pertencer).
Voltou a falar no conceito de cooperação estratégica e sublinhou que respeita sempre a palavra dada em público ou em privado.

O Primeiro - Ministro reafirmou as prioridades que se lhe conhecem: combate à crise, modernização do País, Justiça social. A primeira impões - se, as outras são escolhas, embora mais ou menos óbvias.

Pela primeira vez, empossante e empossados estiveram sentados. Mais confortável, sem dúvida.
Ao fim e ao cabo, cerimónia sem grandes novidades.

Anúncio

Anúncio da Caixa Geral de Depósitos, com Carlos do Carmo.

domingo, 25 de outubro de 2009

Engano?

Estranho! Anda para aí uma notícia, que induz as pessoas em erro, sobre uma hipotética Reunião de Câmara, em Lisboa, no próximo dia 28, para tomar decisões com efeitos jurídicos que não estão ao alcance dos poderes de tempo de gestão. E gestão pós - eleitoral, ainda por cima. As decisões até podem ser muito correctas, mas estamos num tempo em que a muitas das novas Câmaras até já tomaram posse. Deve ser, certamente, engano. Estranho é que ninguém tenha dado por ele.

Repartidos

Hoje em dia, os Partidos têm vários filiados que só são militantes se forem candidatos a um cargo que lhes interesse. Ou antes, para não ser injusto, são enquanto admitem poder ser convidados... A partir do momento em que confirmam que não são escolhidos, praticamente, desaparecem e deixam de acreditar no projecto que tanto os motivava.
Felizmente, continuam a existir militantes de base que participam nas campanhas sem quererem nada em troca. Esse são a esperança de continuidade de um Partido.O problema é quando a relação se começa a inverter e o segundo género começa a ser cada vez mais raro até por as pessoas perderem o entusiasmo por causa do exemplo de pessoas mais conhecidas, que "as bases" julgavam combatentes por causas e por ideais.

Nos Partidos, discute - se muito pouco o País. Por exemplo, que eu saiba, há muitos anos que não há uma reunião em que se discuta se a Caixa Geral de Depósitos deve ser pública ou aberta a participação do capital privado; se é de manter, ou não, uma Companhia de aviação "de Bandeira"; se é de mudar a organização administrativa, ou não; se é de criar uma política de defesa europeia, ou não... Entre muitas matérias!...
Falo de decisões políticas, não de reuniões de Gabinetes de Estudos. E, mesmo nessas, era bom saber - se, ao certo, este ano, quando se discutiu o quê...

A "balcanização", de que falo há vários anos, nasceu daí. Só há diferenças pessoais porque não se conhecem outras.

sábado, 24 de outubro de 2009

Que Bom!

Aí está o Expresso, em grande forma: na semana passada, nada sobre as próprias ds eleições Autárquicas... Esta semana, já traz uma notícia sobre Autarquias: "Distrital de Lisboa contra Santana". Boa, Expresso! Boa, a sério! Que bom! Voltaram a querer saber de Autarquias. Estou mesmo contente.

Já agora, pedi as edições dos Expressos das semanas seguintes às eleições autárquicas anteriores... Vale a pena comparar: análises detalhadas com grandes mapas., demonstrando a evolução das posições dos diferentes Partidos. O que terá mudado?

Lembro que a ideia de alguns mais atentos foi a de que não podiam mudar a atitude que tiveram de ignorar completamente as eleições para as Autarquias numa linha editorial que levou Televisões como a SIC a não fazerem debates sobre Lisboa.

Vale a pena, nomeadamente, para os profissionais do Expresso e da SIC recordarem essas edições anteriores para saberem o que sentem por participarem neste desvio de poder.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Quem sabe, sabe!

Novamente, Ricardo Costa. Agora, no Expresso da Meia - Noite. Enquanto o tempo de Marcelo Rebelo de Sousa, como comentador, vai sendo encurtado, Ricardo Costa é o comentador com mais tempo de antena em Portugal.
Programa que serviu de apreciação do novo Governo, entre jornalistas, todos eles, com pensamentos próximos. Pelo meio, Graça Franco, também com expectativas moderadas quanto ao resultado das escolhas de José Sócrates.

Sondagens, Máscaras e Verdades

O Rui Oliveira e Costa diz hoje, numa entrevista ao Sol, que "lhe fiquei a dever três décimas", porque a sua (da Eurosondagem) sondagem sobre Lisboa dava 39% e o resultado final foi de 38,7%... E que o Expresso, na Sexta anterior,, previa 5,3% e foi de 5%( ?...)Pois!...

O ROCosta esquece - se de falar nas sondagens anteriores. Em Dezembro de 2008, entre o Natal e o Ano Novo, o Expresso publicou, na primeira página, uma sondagem ENCOMENDADA PELO PS, que dava 15% de diferença entre António Costa e eu... Recuperei assim tanto?

Em Abril de 2009 , a mesma empresa dava 31% a António Costa , 8% a Helena Roseta e 25% à minha candidatura. Ou seja, 39% contra 25%. Mesmo que não somassem todos os votos de Roseta, eram pelo menos, dez a doze pontos. Recuperei assim tanto?

O Diário Económico, em Setembro, dava 11% de diferença e em Outubro, na semana das eleições, dava 7%%. O DN, JN, RTP, em Julho, davam empate. Um dia antes de acabar a campanha, dava 45% contra 33%. Ou seja, 12 pontos de diferença. Como explicar isto tudo? Todas estas discrepâncias?

E, já agora, o ROCosta é capaz de nos esclarecer qual a razão que leva a que se enganem sempre a favor dos mesmos?

Não vale a pena continuar a brincar com assuntos sérios. E a esperar que o tempo apague tudo até porque somos todos conhecidos. O caso das sondagens em Portugal justifica uma queixa ao Tribunal Europeu dos Direitos do Homem. Porque, assim, é tudo menos uma Democracia. É uma farsa, em que as pessoas são espoliadas dos seus direitos fundamentais.

Sem comentar

Eu não fiz, nem faço, nenhum comentário aos factos, à prudência, à sensatez do que me foi transmitido pelo José Alberto Carvalho. Limitei - me a transmitir a sua versão e a dizer que acredito no que me disse.
Se fosse como transmitiram pessoas que lá estavam , seria censurável. A liberdade é muito bonita, mas, por exemplo, os Juízes também não confraternizam, em dia de julgamento, com as partes. Como os Professores, antes de um teste escrito, não almoçam com os alunos. Entre outros exemplos, só para quem não entende as exigências do bom senso.

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Rectificação

O José Alberto Carvalho teve ocasião de me esclarecer que não foi festejar nada com António Costa na noite das eleições Autárquicas. Estiveram no mesmo sítio, mas por acaso. A hora era tardia e era o único sítio aberto.
Critiquei, com base em testemunhos de pessoas que o viram lá e, também, depois de uma notícia de um diário, com a mesma história. Mas fico muito contente por não ser essa a verdade, mas sim, a de um encontro casual.
Tal como escrevi, no mesmo texto, sempre tive consideração e simpatia pelo actual Director de Informação da RTP. E fico contente por ele não fazer parte das pessoas que esquecem os seus deveres deontológicos.

Respeito

Será que o dever de respeitar as crenças religiosas não deve ser para todos e para todos os cidadãos e para todas as religiões?

Será que a polémica para vender um livro justifica tanta ofensa a tantas pessoas?

Não penso que se deva alimentar o que estas pessoas querem. Mas, de facto, é de exigir respeito

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Desassombro


Muito interessante o trabalho do Expresso Economia, sobre o "universo" e a história da Ongoing, que recentemente comprou uma posição de contole da Media Capital e, portanto, da TVI.
Nicolau Santos merece, de todos, uma palavra de saudação pela independência do seu trabalho de esclarecimento deste, para muitos, recente mistério.
Concorde - se, ou não, com o conteúdo, trata - se de um trabalho desassombrado.

Palco


No Jornal da Noite da SIC Notícias, acontece, com frequência, fazerem debates com três ou quatro convidados. Às vezes, são interessantes...Mas, se está presente Ricardo Costa entre esses convidados, já se sabe que quase não fala mais ninguém... Já noutro dia, Mário Bettencourt Resendes protestou. Mas, não adianta! O palco é só para um... Porque continuam a convidar outros???

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Quem serão'

A posição de comentador não - praticante é das mais cómodas que há.
Agora que tenho tido mais algum tempo para ler alguns textos destas semanas, dou comigo novamente a pensar na quantidade de seres que para aí pululam, falando dos outros sem que ninguém saiba quem são. Dão aulas? Muitos damos. Escrevem? Muitos escrevemos. Isto, sendo generoso e dando por adquirido que pertencem às habituais fontes de recrutamento desta espécie...
Eu tenho sempre cuidado quando falo de alguém que faz aquilo de que eu não sou capaz. Há por aí uma série de idiotas que se julgam no direito de falar dos outros como se os conhecessem da escola. E, mesmo assim...
Por exemplo, existe um indivíduo no DN que gosta de se "fazer saliente" (como diria a minha Avó), insultando os outros. temos de começar a reparar neles, a seguir com interesse o que fazem, a descobrir aquilo com que se entretêem. Para sabermos quem são, de quem são filhos, ao que vêm... Como perguntam os Pais: " e o menino é filho de quem?"...

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

É para continuar?

Não há nada como o silêncio nos sistemas que estão caducos: Centro de Sondagens da Católica, silêncio!... Direcção de Informação da RTP, silêncio.Quando a razão falta e a mentira não pega, resta tentar que passe o tempo.

O que ensina uma Universidade? Quie o erro, a falta de rigor, a influência manipuladora, são premiados?
O que ensina o Serviço Público? Que não há regras deontológicas?

Portugal é para continuar assim como está?

domingo, 18 de outubro de 2009

Será possivel?

Mais um facto inconcebível e que só se aceita ser verdadeiro porque testemunhado por várias pessoas e depois publicado sem desmentido: o Director de Inforrmação da RTP terá ido cear, juntamente com António Costa e a sua equipa, quando foram celebrar a vitória em Lisboa!...



Exactamente, leram bem. O Director da Informação do canal televisivo cujas sondagens deram 12 pontos, três dias antes, e dez pontos, quando encerraram as urnas...
Quero sublinhar que sempre considerei José Alberto Carvalho uma pessoa educada e simpática. Mas esta situação não tem a ver com nada disso. É demasiado grave.

Será que também não tem consequências? Tudo isto é admissivel?

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Argumentos

Sensibiliza - me tanto interesse pela decisão de ficar, ou não, como Vereador... É sinal, também, pelo que oiço na rua, e em muitas mensagens, que as pessoas sabem que há causas importantes para defender. Dizem - me muitos: se tem um Programa tão diferente da outra equipa, deve ir, para lá, lutar por elas. E, outros, ainda: houve quase 40% dos Lisboetas que votaram em si... Não entende que os deve representar? Estes são alguns argumentos a favor, mas também os há contra a ideia de assumir essa funções.
Já agora, só para quem não sabe: o lugar de Vereador da Oposição não é remunerado. Para esclarecer questões que me são postas por alguns participantes neste blogue que gostam de estar seguros nas discussões que têm com os "preocupados" do costume.

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Avenças...

http://josepaulofafe.blogspot.com/2009/10/vai-mais-um-copo.html

Contentores

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/10233779.html

Impressionante

É muito interessante conferir os resultados nas diferentes Autarquias do País.
No Algarve, por exemplo, há várias Autarquias ganhas por diferenças minímas e que, mesmo assim dão maioria absoluta aos vencedores. Aconteceu em Faro (120 votos de diferença), Alcoutim, Monchique( tradicionalmente PS e que passou para o PSD) e Tavira. Como contraste, os casos extraordinários de Vila Real de Santo António e de Albufeira: na primeira, Luis Gomes ganhou com 71% ,elegendo 6, em 7, Vereadores, numa Câmara que foi, em tempos, do PC e, depois, do PS; na segunda Desidério Silva venceu com 67% e conseguiu a mesma proeza no número de Vereadores. Impressionante!

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Muito Obrigado

Obrigado a tantas palavras simpáticas em mails, smss, e outras vias. Muito obrigado, mesmo.

Ponderações

Em tempo de ponderações e análises, deparei hoje, no blogue Câmra Corporativa, com texto e fotografias de um encontro no Chiado... Serão "montagens"?... Não pode ser verdade!

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

TODOS

Com calma. Com muita calma.
Com muita determinação. Todos a dizerem a todos para irem votar por Lisboa.
LISBOA COM SENTIDO.
Com calma. Com muita calma.