terça-feira, 30 de Setembro de 2008

Para meditar

Dá muito que pensar a rejeição do Plano Bush pela Câmara dos Representantes dos EUA. Não só pelas consequências, mas, também, pelos motivos das decisões principalmente dos que votaram contra. Como dá que pensar o movimento, após a queda da abertura, de alguma recuperação, por parte das bolsas europeias. Que efeitos, verdadeiramente, produziria este Plano Bush? Qualquer Plano a aprovar tem de deixar bem claro, aos EUA e ao Mundo, que tem mais de regenerador do que de panaceia para iludir mais um tempo os erros de um sistema que, em boa medida, se esboroou.

domingo, 28 de Setembro de 2008




PAUL NEWMAN: para além de actor marcante, uma personalidade que merece muita consideração nas suas várias facetas. Um Homem fiel a si mesmo e aos que amou. O Homem que os outros homens aceitavam, e aceitam, sem contestar, que receba os maiores elogios das mulheres. Contra factos, não há argumentos.
A partida de Paul Newman é das que faz sentir que o Mundo não fica igual. Como foi com Frank Sinatra. Ou com Amália Rodrigues.

Com Artistas desta dimensão,há este bem: ficam as suas obras.

sábado, 27 de Setembro de 2008

Puxa!...

Estes comentadores do Benfica -Sporting não deixam dúvidas. Puxa!

Primeiro debate


O debate entre John McCain e Barack Obama foi muito defensivo. Foram repetidas as posições, já conhecidas, dos dois contendores. De qualquer modo, em minha opinião, Mccain levou vantagem... O tema também lhe era mais favorável: politica externa e segurança nacional.
As declarações de Obama em política externa, nomeadamente sobre o Paquistão, foram mais próximas da linha de Bush do que as proferidas, com prudência e experiência, pelo candidato republicano.

O canal da mancha ...democrática

Qual será o canal de televisão politicamente mais influente: o 1º, o2º, o 3º, o 4º, ou o 5º?

terça-feira, 23 de Setembro de 2008

A Lógica

A Câmara Municipal de Lisboa, por legítimo representante, veio afirmar, no Dia da Mobilidade, que a obra do Túnel do Marquês é prejudicial à cidade e disse, também, que não têm intenções de abrir o prolongamento até à António Augusto Aguiar. Sim senhor!

Por sua vez, Domingo passado, no Público, o título de uma peça sobre o Parque Mayer não conseguia contornar as saudades do projecto de Frank Gehry e da sua importância para o futuro daquele espaço. A propósito, no L' Express da semana passada, numa entrevista com o Presidente da Louis Vuitton - Moet Hennessy, Bernard Arnault, fala-se do projecto desse arquitecto para a sede da respectiva Fundação e do modo como essa construção, em forma de nuvem, vai marcar Paris. Há dois anos, foi a obra de Gehry, perto de Bilbau, o Hotel das Adegas do Marquês de Riscal. Foi Espanha ( e novamente o País Basco), agora é Paris. Pois!

Tudo tem a sua lógica.

domingo, 21 de Setembro de 2008

Boa Causa


E o Aeroporto de Monte Real, cuja abertura ao tráfego civil vai ser estudada por uma comissão formada por pessoas da Universidade de Coimbra e da Comissão de Coordenação Regional do Centro, entre outras?

As coisas demoram, mas, com jeito, vão lá. Mais uma causa defendida, entre os dirigentes políticos, de modo praticamente solitário. E que bom será para esse Centro de Portugal. Às vezes, é assim: tem de se aguentar até mais se juntarem às boas causas.

Relevante

Este fim - de -semana, bem relevantes as palavras de Rodrigo Costa, Presidente da Zon, sobre a possibilidade de se juntar à Controlinveste (grupo DN/JN/TSF) e à Cofina (Grupo Correio da Manhã) no concurso para o 5º canal de Televisão. Palavras de alguém que está a fazer um trabalho meritório proferidas no meio de uma entrevista bem interessante.
Um tema a seguir com todo o interesse nos tempos que aí vêm. Seguramente, até às eleições.

terça-feira, 16 de Setembro de 2008

Serenidade

Dia terrível o de ontem, para todo o Mundo. Espera-se que Portugal e os Portugueses tenham a oportunidade de acompanhar devidamente o que se passa. Mesmo quem não fale línguas estrangeiras. Esta crise ainda não é igual à de 1929 e, para lá de outras, tem uma grande diferença: a força da Comunicação da Aldeia Global que difunde rapidamente as más e as boas notícias. Boa, neste caso: o petróleo a baixar de preço. Se assim continuar, não serão sustentáveis as posições das petrolíferas de demorarem a baixa de preços com argumentação revoltantes. Revoltantes porque não são iguais à que expõem quando os preços da matéria-prima sobe nos mercados internacionais.
A Lehman Brothers apresentou-se à falência e a Merry Lynch foi comprada pelo Bank of America. Muito complicado. Mas, apesar de tudo, os mercados de capitais não reagiram tão mal como se poderia pensar. Ao fim e ao cabo, a natureza óbvia de irracionalidade de alguns subsistemas da economia internacional , que levou a esta situação, pode ter a contrapartida de os mercados, em geral, pressentirem que é também óbvia a saída da crise, tornando-a mais intensa no sector financeiro.
É cedo, muito cedo, para se poder ter certezas seja do que for. É altura, isso sim, e como sempre, para se procurar agir e reagir com serenidade.

domingo, 14 de Setembro de 2008

A razão do Presidente

Devo reafirmar o que já aqui escrevi: o Presidente da República tem toda a razão, na questão de fundo, sobre o Estatuto dos Açores. É inadmissível alterar, por Lei infraconstitucional, os poderes do Presidente da República. Ou de qualquer outro órgão de soberania.

Palavras do Papa Bento XVI


O Papa Bento XVI disse em França que não pode haver mais abertura para o que chamou "o drama dos divorciados". E expôs as razões que o levam a reiterar essa posição da Igreja Católica, nomeadamente, sobre a possibilidade de os divorciados, que voltam a casar, poderem comungar.

quarta-feira, 10 de Setembro de 2008

Televisões

Respostas sobre os canais mais vistos: 67% vê mais canais portugueses; 23% prefere canais estrangeiros.

Pela minha parte, devo confessar que cada vez mais prefiro seguir a CNN, a Sky News e, por vezes, a BBC. Principalmente, os serviços noticiosos. Neste campo, aliás, a Al-Jazeera tem também qualidade. Em Portugal, fala-se de crimes e matérias conexas, como em nenhum outro País. E os serviços noticiosos são muito extensos.
A opção pela CNN é, actualmente, reforçada pelo interesse em seguir a campanha eleitoral para a Presidência dos EUA. Mas já vem de há muito tempo.
Não menorizo, de qualquer modo, o trabalho da SIC Notícias e da RTP N. Mas os meios não são, nem pouco mais ou menos, equiparáveis. De qualquer modo, com franqueza, a selecção de notícias não é a que mais interessa a cidadãos do Mundo como, hoje em dia, todos somos. Reconheço também que, muitas vezes, o problema não é das televisões. É do próprio País que, por ora, não dá mais nem melhor! Há-de mudar.

domingo, 7 de Setembro de 2008

Notas Soltas


1- Muito agradável a Casa dos Esteios, em Penafiel. Propriedade da família Nogueira da Rocha, está em Turismo de Habitação. Indicada para descansar, olhando para aquelas paisagens, carregadas de vinhas, à beira das vindimas. Muitos hectares de culturas, mais recentes, como, por exemplo, kiwis. Pelo meio, espaço para os sempre bonitos campos de milho. Bonito é, também, aquele ponto de encontro entre o Douro e o Tâmega, em Castelo de Paiva, mas tão marcado por aquele horrível desastre. Tanta gente por todas aquelas paragens, enchendo os restaurantes, mesmo ao jantar. Cheio, igualmente, o Restaurante Sousa, em Penafiel. Que bem se come e que diferença de preços para Lisboa. Já em Junho tinha feito a mesma avaliação no águia de Ouro, em Vizela. Um País, dois sistemas. Neste caso, de preços.

2- Era, de facto, para não ir à Fórmula 1 dos aviões. Mas a família e os amigos -que não da política-impuseram-se. E é, de facto, impressionante a coragem e a perícia dos pilotos. E magnífica a organização. E muita, muita gente. Dá uma certa sensação de perigo. Mas a Foz do Douro e aquela margem de Gaia estão cada vez mais bonitas. Simpática a recepção de Luís Filipe Menezes aos seus convidados. Como escreveu Ângela Silva, sem políticas à mistura.

3- Agradeço a sugestão da imagem do discurso de John McCain no site do New York Times. É, de facto, magnífica.

4-Já várias pessoas deram a sua opinião sobre o modo como se escreve: benvindas; bem-vindas. Agradeço. Como agradeço a atenção sempre dada aos escritos deste blogue. Sugiro uma visita às páginas da especialidade.

sexta-feira, 5 de Setembro de 2008

Nada de especial

Ontem a noite não foi fantástica para os Republicanos. John McCain não esteve em grande forma na sua intervenção. Sarah Palin "aqueceu" mais os Republicanos do que o candidato presidencial. A candidata a Primeira Dama também não fez uma grande intervenção. Houve elogios, recíprocos, a mais e política a menos. Melhor o vídeo sobre McCain. Para além da atitude de Sarah Palin, o grande momento, com palavras duras e simpáticas, mas sempre eficazes, foi a intervenção de Rudolph Giuliani.
Já falta menos de dois meses. Os Republicanos vão ter de trabalhar muito para poderem recuperar.

Notas de esclarecimento

1-Volto a lembrar uma regra deste espaço: salvo algum motivo excepcional, não se publicam comentários anónimos ou caluniosos, seja a calúnia para quem fôr. Por vezes, autores de comentários muito críticos não cumprem um desses requisitos. E, por vezes, não cumprem os dois. E, por vezes, protestam por não serem publicadas as suas palavras. Nada de especial, mas como já há meses que não falava destas regras, aqui fica a lembrança.
As opiniões críticas, como as outras. são, obviamente, sempre benvindas(bem-vindas). E sempre publicadas.
2-Quanto à pergunta que me é colocada por um projecto de lei, foi aprovado na Comissão respectiva e aguarda agendamento em Plenário.
3-Agradeço as mensagens pessoais.

quarta-feira, 3 de Setembro de 2008

Ainda bem!


Tendo passado alguns dias na Figueira da Foz, pude constatar movimento de máquinas na praia. No mesmo sítio, onde, há uns anos, vi outras numa actividade a que tive de pôr cobro. Assustei-me e perguntei se tínhamos voltado ao mesmo. Disseram-me que não. Que são, finalmente, as obras de reorientação do molhe norte do porto comercial daquela Cidade. Obras que são prometidas há vários Governos e que tanta falta fazem à economia da Figueira e, portanto, de Portugal.
Lembro-me, quando presidia à Câmara da Figueira, de uma visita do então Secretário de Estado das Pescas, Narciso Miranda e, mais tarde, de outra do então Ministro do Equipamento Social( julgo que era assim que se chamava) Jorge Coelho. Recordo como me garantiram que, a partir daí, o processo não teria interrupções. Estávamos ainda na fase de projecto. É este Governo que as concretiza? Óptimo. Que seja. Oxalá, agora, as obras não parem, E que sejam bem concretizadas. A Figueira já perdeu tempo de mais por erros de concepção e por demoras na execução.
Como muitas vezes digo, estamos num País em que se fala sempre do que está mal e pouco se fala do que está bem. Por isso, porque é muito importante para a Figueira da Foz, é devido este registo.

terça-feira, 2 de Setembro de 2008

Mundo da Bola

1- Notícias do mundo do futebol:"passe " de Robinho adquirido ao Real Madrid, por 38 milhões de euros, pelo Manchester City. O de Berbatov, adquirido ao Totenham plo ManchesterUnited, por 50 milhões de euros. Será que ainda não aprenderam os terríveis efeitos da especulação com a actual crise financeira internacional?

2- Jogou bem, ontem, o Sporting. Sem jogadores que passam a vida a fazer faltas ou a simular que as sofreram.

Erros involuntários

O Público, pela jornalista Margarida Gomes, fala de uma demissão de Luís Nobre Guedes de um cargo no CDS/PP e, por duas vezes, refere-o como Ministro do Ambiente de Durão Barroso...
Não sei porquê, mas estou convencido de que o erro não aconteceria se Nobre Guedes estivesse numa má fase ou debaixo de críticas. Aí, a verdade viria ao de cima: foi Ministro do Ambiente do Governo que se seguiu ao de Durão Barroso. Que foi de curta existência, mas existiu. Aliás, pessoas bem próximas da referida jornalista, sabem bem que só pode ser uma confusão.
Não tem grande problema. Mas um Primeiro-Ministro deve ser sempre cioso dos seus Ministros. Até porque Durão Barroso teve três Ministros naquela pasta (um, quase sem tempo) e, dos quatro, Luís Nobre Guedes foi o melhor.