domingo, 15 de Julho de 2007

Hoje é dia das eleições intercalares em Lisboa.Votei às 13,30hs, num acto eleitoral que - como disse, à saída à T.S.F.- não faz sentido nenhum. Ou, por outra:faz o mesmo sentido que teve o exercício do poder em Lisboa durante este inacreditável ano e meio de mandato.A Câmara foi posta ao serviço de um grupo que também ocupou posições importantes num partido .Por isso mesmo, a Câmara funcionou,em muitos casos, não para Lisboa, mas para o poder instalado na São Caetano, o que foi facilitado pelo facto de Carmona Rodrigues estar muito tempo em viagens.
A esta hora, só se sabe que a taxa de abstenção deve ser muito alta. Se assim for, poderá concluir-se que terá sido essa a maneira que as pessoas preferiram para manifestar a sua incredulidade e a sua revolta. Todos são unânimes, agora, em reconhecer que a campanha foi paupérrima e que não houve uma única ideia trazida, com inovação, a esta disputa eleitoral.
Sintomaticamente, os jornais reproduzem, hoje, uma notícia da Associated Press-com foto dos dois, lado a lado-, segundo a qual Frank Ghery vai ser o responsável pelo cenário do espectáculo de Marisa, no Grande Auditório de Los Angeles, a 28 de Outubro. Quantas vezes jantámos os três, em Lisboa , durante as visitas de Frank Ghery por causa do Parque Mayer. É natural que Marisa compreenda, a propósito de ideias. Costuma - se dizer que idiota é quem tem muitas ideias.... Mas como se chamarão os que não têm ideias nenhumas?..
LISBOA merece sentido de responsabilidade e sentido de grandeza.
Entretanto,são 18hs, e intensificam-se os telefonemas dos jornalistas. Não me apetece atender, nem que seja o Director do Sol!...

terça-feira, 10 de Julho de 2007

Hoje, dia 10 de Julho de 2007, inicio os escritos no meu blogue. Blogue que tem o meu nome , e nenhum outro, exactamente para ficar claro que veicula as minhas posições e as minhas opiniões.
Terei todo o gosto em que convidados escrevam neste espaço, mas, como referi , nele aparecerão, sobretudo, os meus pensamentos,as minhas propostas, os meus comentários, as minhas sugestões. Até os meus sonhos.
Há meses que estou para dar este passo. Como se calcula, são muitos os temas sobre os quais me apetece dizer o que entendo.Estamos num tempo em que a velocidade de uma ideia faz parte do seu valor social. Sem dúvida que é útil , muitas vezes, nada dizer. Mas, também, muitas vezes é inconveniente ou injusto manter silêncio. A esse propósito, o livro "Percepções e Realidade", que publiquei o ano passado, foi uma lição. Lição também sobre os silêncios e as falas. Tão significativos quanto o é a dificuldade em encontrar nas Livrarias um livro que vendeu, praticamente ,20.000 exemplares, em dois meses. Quantos livros o conseguem? Mesmo sem promoção e sem restabelecimento de stocks, a partir de certa altura... Pelos vistos, expõem-se os livros que não se vendem e escondem-se os que as pessoas compram.
A blogoesfera pode ser muito importante para quem não tem acesso a outros meios de comunicação.Graças a Deus, eu tenho . Hoje, penso sobretudo nos que querem comunicar com os outros e , não tendo outros meios, também não sabem, não podem, ter acesso a estas novas auto-estradas. Somos, mesmo, privilegiados.

Pedro Santana Lopes